Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2020
0
Publicado em 13/01/20, às 11:06

Santa Casa

A Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa vai poder se beneficiar da implantação do Proadi-SUS (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde), do Ministério da Saúde em parceria com o Hospital Albert Einstein. A ideia é capacitar os profissionais e aprimorar os atendimentos da unidade, aplicando métodos gerenciais e estruturados de melhoria contínua, além de proporcionar um maior conhecimento entre grupos, criando uma linguagem comum entre todos. 

De acordo com o diretor-executivo da Santa Casa, Fernando Moreira, um dos principais compromissos da nova gestão da unidade é a implantação de novas estratégias e o Proadi-SUS é uma delas. “O programa é uma ferramenta que aborda melhores noções de técnicas e referências baseadas no trabalho desenvolvido no Hospital Albert Einstein, que é um modelo no Brasil. Ter os consultores de lá com a gente, medindo e comparando nossos indicadores, nossas condutas e fazendo essa troca é de grande importância. Valorizamos muito isso e vamos continuar investindo em capacitações que garantam à Santa Casa a excelência nos atendimentos”, pontuou.  

Fernando foi além. “Estamos desenvolvendo na Santa Casa uma governança corporativa e uma gestão estratégica com foco nos princípios e transparência das informações de alta relevância, com a prestação de contas fundamentadas em boas práticas contábeis e de auditoria independente. Estamos vivendo um novo momento e um hospital como esse merece isso”, concluiu.

Segundo a consultora do Hospital Albert Einstein, Carine Chagas, o programa, se for bem aproveitado, pode ser aplicado inúmeras vezes diante de situações diferentes. “O Proadi-SUS é um programa bem completo, ele pode ser aplicado em qualquer empresa independente do seu segmento a diferença está no tamanho da diversidade dos problemas. Ele é participativo, pois aproveita o conhecimento do grupo em relação as causas e possíveis alternativas de solução para o problema. Além disso, ele cria uma linguagem comum entre todos e suaviza os trabalhos tornando uniforme as dinâmicas entre os grupos, setores e as áreas relacionadas”, explicou.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.