Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020
0
Publicado em 20/01/20, às 10:16

Quem aposta?

Em novembro de 2019, ao visitar a redação do aQui, o ex-prefeito Neto garantiu que iria eleger, no mínimo, seis vereadores nas eleições deste ano, marcada para o dia 4 de outubro. “Aposto com quem quer que seja que faço seis vereadores, no mínimo”, disse, indo além. “Que dentre os seis, quatro deles serão eleitos com menos de mil votos”, sentenciou.
Hoje, dois meses depois, o quadro mudou. “Não vai ser fácil eleger seis vereadores, não”, pontuou Neto ao fazer uma nova visita à sede do aQui. “Devemos fazer cinco, entre eles o Neném”, completou, referindo-se ao atual presidente da Câmara de Volta Redonda, de quem é amigo pessoal e que é pré-candidato à reeleição pelo DEM.

Apostas (I) – A mudança nas regras das eleições municipais, determinada pela Justiça Eleitoral, levou à loucura os políticos de Volta Redonda. De maquininha na mão, muitos ainda fazem cálculos e mais cálculos sobre o quem é quem e, principalmente, quem terá chances de se eleger em 4 de outubro. Tido como um especialista, o ex-prefeito Neto não deixa por menos. Aposta que 10 ou 11 dos atuais vereadores não se reelegerão. Por três motivos: por falta de votos; por não ter legenda para se candidatar; ou, por vontade própria. É o caso do vereador Tigrão (MDB), que já anunciou que não será candidato a vereador.

Apostas (II) – O ex-prefeito contou ao aQui que ele mesmo já refez suas previsões. Diz que vai eleger cinco políticos, e não seis como imaginava. “Eleger seis não será nada fácil”, avaliou. Dos que pretende ajudar, um é certo: Neném, atual presidente da Câmara. “Ele vai se reeleger”, simplifica.

Apostas (III) – Neto avaliou até as chances do atual prefeito, seu provável adversário na corrida ao Palácio 17 de Julho, de eleger políticos que lhe são aliados. “Ele (Samuca) deve eleger no máximo uns quatro políticos ligados a ele”, disparou, dando conta que nas suas previsões não estão os nomes dos tradicionais vereadores, tipo Conrado, Novaes e Edson Quinto. “Estes têm votação própria, não precisam dele (Samuca)”, avaliou.

Apostas (IV) – Para o ex-prefeito Neto, legendas como PT, PV, PDT, MDB e PCdoB podem eleger um ou dois políticos. “Mas também podem não eleger ninguém”, comparou, adiantando que o ex-prefeito Gotardo deverá ajudar a eleger um político do PSC, assim como o ex-deputado estadual Nelson Gonçalves poderá eleger um vereador pelo PSD.

Aposta (V) – A maior das apostas, diante do quadro político atual, apresentada por Neto foi sobre a sua pré-candidatura a prefeito de Volta Redonda. “Eles (do Palácio 17 de Julho) já estão até reconhecendo isso. É um bom sinal, afinal eles juravam que eu estou inelegível. Sou pré-candidato sim”, anunciou ao visitar a sede do jornal aQui na tarde de quarta, 14.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.