Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quarta-Feira, 1 de Abril de 2020
0
Publicado em 16/03/20, às 11:46

Jornaleco

O vereador Carlinhos Santana também foi procurado pelo aQui na tarde de quarta, 11, e, em entrevista gravada, garantiu desconhecer o envolvimento do seu nome no possível esquema de extorsão contra Samuca. “Eu desconheço totalmente (o caso, grifo nosso), até porque eu não fui convocado para nada até hoje. Desconheço totalmente”, reiterou. “Mas o senhor não foi convocado?”, insistiu a repórter. “Convocado pra nada, convidado pra nada, (não) participei de nada. A Justiça não me chamou pra nada. Não tem nada que eu possa falar sobre o processo, não conheço nem o processo”, completou, mostrando que até aquele momento não tinha sido chamado para depor e esclarecer o envolvimento do seu nome na conversa entre Samuca e Paulinho do Raio-X.
Mais tarde, quando a matéria explodiu nas redes sociais, o vereador saiu atirando contra Samuca Silva. Sobrou até para o jornal aQui, definido pelo parlamentar como um ‘jornaleco do interior’. Esqueceu apenas que há pouco tempo, em suas redes sociais, o aQui era um jornal do porte da grande imprensa (ver reprodução), o que mostra a sua instabilidade emocional para exercer o cargo de Legislador em Volta Redonda.
No vídeo que postou para jurar que é um homem honesto, Carlinhos Santana bateu muito em Samuca, de quem já foi aliado, época em que tirava fotos ao lado do poderoso amigo, todo sorridente. Hoje, a amizade entre os dois está temporariamente interrompida, afinal a política é a arte de engolir sapo. E Samuca é tratado como vagabundo pelo ilustre vereador de Volta Redonda.
Veja abaixo a transcrição, na íntegra, do que Carlinhos Santana falou sobre o caso de extorsão, sobre o aQui e sobre o ex-amigo:
“Boa noite aos meus amigos que estão ouvindo agora esse áudio que eu tô fazendo. Com muita tranquilidade expus a minha família, minha esposa de 35 anos, minhas filhas pra dizer o homem que eu sou.
Eu não preciso dizer o homem que eu sou. Quem me conhece da minha vida de Volta Redonda de quase 60 anos, sabe que eu nunca me envolvi em falcatrua nenhuma jamais aceitaria participar de falcatrua nenhuma.
O governo está maluco, doente, porque na realidade, eu tentei cassar ele. E ele falou que ia tentar me destruir politicamente. Só que ele está tentando destruir a minha moral. A minha moral ninguém destrói, ninguém. Eu tenho minha filha, minha outra filha, tenho minha esposa e tenho meus netos.
Eu tenho uma família! Eu não fui criado por chocadeira, eu não fui criado por vagabundo, então amanhã eu vou à polícia, eu vou até as últimas conse-quências pra provar que eles estão fazendo manobra.
Eu nunca vi na minha vida um jornaleco da cidade colocar que recebeu um envelope falando de mim. Eu tenho muita confiança nas instituições. Ministério Público onde eu já fiz dezenas de denúncias desse governo.
A justiça onde também já fiz várias denúncias desse governo. Nem o Ministério Público, nem a justiça em momento nenhum me chamou ou mandou algum documento pra mim ter que me explicar de alguma coisa. Se alguém usou meu nome indevi-damente vai pagar, vai pagar na justiça, porque eu vou pedir tudo que é de meu direito: reparação, danos morais, tudo. Ninguém vai sujar minha imagem. Eu tenho três anos na oposição.
Eu não ia nunca aceitar dinheiro de vagabundo nenhum pra poder jogar o meu nome, que é o mais importante que eu tenho na vida, e da minha família que eu respeito, na lama. Pode ter certeza disso. Você que me conhece, pode acreditar no que eu tô falando. Não é aqui ninguém se defendendo não. Eu tô aqui dizendo pra você… Eu sou íntegro, eu sou limpo, deixo meu sigilo telefônico quebrado hoje se a justiça quiser pra verificar se algum momento se conversei com esse cachorro desse prefeito ou com qualquer um desse governo pra negociar bandidagem de dinheiro.
Nunca fiz isso e nunca farei, porque eu tenho vergonha na minha cara. Foi isso que meu pai me ensinou. Muito obrigado. Estou à disposição de qualquer um de vocês, porque até eu tô surpreso, porque eu não tenho documento nenhum de nada de que eu tenha sido citado em algum lugar. Infelizmente é assim que a política suja, suja.
Que querem denegrir a imagem de quem trabalha. Vou continuar trabalhando. Não adianta que não vão me intimidar, tem muita denúncia pra fazer. E agora com mais vontade ainda, com mais gás, com mais seriedade ainda, porque eu sei que tô lidando com vagabundos, com bandidos”.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.