Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2020
0

Grampos

Drogas – O subsecretário estadual de Saúde, empresário Bruno Marini, pré-candidato a prefeito de Barra Mansa, e que é responsável pela política estadual na Prevenção à Dependência Química, esteve visitando vários prefeitos da região para propor parcerias a partir da implantação de projetos voltados à prevenção ao uso de álcool e outras drogas.
Na foto, Bruno e Samuca.

Tiros – Na manhã de domingo, 12, o empresário passou por um tremendo susto. Sua esposa estava indo de carro para Cabo Frio, acompanhada da namorada de um dos filhos, de 17 anos, quando foi atingida por uma bala perdida na Linha Vermelha, no Rio de Janeiro. A princípio, o boato dizia que seria a filha de Bruno, o que acabou desmentido. A menina é de Volta Redonda e já está em casa. Segundo Bruno, o acidente não deverá deixar sequelas.

A conferir – Uma fonte do aQui garante que a OS que assumiu a administração do Hospital São João Batista dispensou os serviços de 10 enfermeiras, todas grávidas de 3 a 8 meses. Como não podem ser demitidas, teriam sido encaminhadas à secretaria de Saúde de Volta Redonda. Literalmente seria o ‘toma, que o filho é teu”. Parece sacanagem. E é, se for verdade.

Educação Ambiental (I) – Para a Semana do Meio Ambiente deste ano, o Comitê de Bacia Hidro-gráfica Médio Paraíba do Sul (CBH-MPS) acaba de abrir inscrições para o financiamento de projetos de Educação Ambiental. O valor máximo concedido para cada proposta será proporcional à quantidade de alunos abrangidos. Até 100 alunos, R$1 mil; de 101 a 200 alunos serão R$ 3500; e acima de 200 alunos abrangidos pelo projeto, serão concedidos R$ 5 mil.

Educação Ambiental (II) – As propostas inscritas no Chamamento Público nº 001/2020 deverão contemplar projetos a serem realizados, preferencialmente, em escolas públicas de ensino médio e/ou técnico, ter o enfoque em recursos hídricos, ter uma atividade ligada ao tema do projeto e que envolva uma prática ou dinâmica entre os participantes. A atividade deverá ainda consolidar de forma prática os conhecimentos construídos pelos alunos no decorrer do projeto. É obrigatório que os projetos sejam executados até a Semana do Meio Ambiente 2020 (01/06 a 05/06).

Educação Ambiental (III) – Podem participar professores ou funcionários das seguintes instituições sem fins lucrativos: universidades públicas ou privadas, escolas técnicas e/ou profissionalizantes públicas ou privadas; faculdades e/ou fundações de ensino e pesquisa públicas ou privadas; e escolas públicas e/ou privadas. Independentemente do local de trabalho do professor ou funcionário, a ação deverá ser realizada em escola pública. As inscrições devem ser feitas até o dia 2 de março conforme Edital Agevap nº 001/2020 que está no site http://www.agevap.
org.br/edital-001-2020.php ou no link EDITAIS do site http://www.cbhmedioparaiba.org.br/index.php.

Veículo – A frota da secretaria de Saúde de Volta Redonda passou a contar com uma Sprinter a ser utilizada pelo programa de Tratamento Fora do Domicílio (TFD), que é disponibilizado para pacientes que necessitam fazer procedimentos – como exames e tratamentos específicos – fora de Volta Redonda. O novo veículo, que tem capacidade para transportar 20 pessoas, foi adquirido com recursos próprios e será útil para cerca de 180 pacientes que toda semana viajam para cidades vizinhas, incluindo de São Paulo e Minas Gerais (Juiz de Fora).

Não e não – A oposição não perde a chance de atazanar a vida de Samuca Silva. Mesmo que seja criando fake news. A última foi de que o prefeito estaria preparando o terreno para lançar Joselito Magalhães como candidato do Palácio 17 de Julho nas eleições de 43 de outubro. Ou seja, Samuca iria jogar a toalha. O boato era falso. “Coitado do Joselito. Não é candidato a nada”, comentou Samuca ao tomar ciência das fake news.

Água (I) – Outra notícia, que tem tudo para ser fake, é a que dá conta da qualidade dos tubos da rede potável de Volta Redonda. Como os canos têm estourado dia sim outro também, Zeca, o nada popular presidente do Saae-VR, estaria dando a desculpa dos constantes vazamentos na tubulação existente. Estaria até dizendo que os tubos (foto) teriam sido adquiridos ‘na China’. Tem tudo para ser fake news.

Água (II) – Aliás, a prefeitura de Volta Redonda iniciou na terça, 14, a troca de 330 metros da rede de água potável do Jardim Amália, adotando a tubulação de PVC (brasileira, né?). “O investimento, que parece ser invisível, irá mudar a vida das pessoas. É muito bom ter água tratada chegando de forma regular”, comentou Samuca. Mostra que ainda acredita em Zeca, o presidente do Saae-VR. Detalhe: segundo Zeca, a obra vai durar 90 dias. Ou seja, só termina em abril… depois do verão de 2020.

Reunião – A obra do Saae na Beira-Rio tem enlouquecido os frequen-tadores do local. Segundo uma leitora do aQui, é tanta reunião na área, que não tem como ficar pronta mesmo. Só anda faltando por lá uma cafeteira e gente que trabalhe, de fato.   

Dengue – A prefeitura de Volta Redonda começou a desenvolver a campanha de prevenção à dengue. E na terça, 21, e sexta, 24, a equipe de Vigilância Ambiental da  secretaria de Saúde estará na região do Retiro e no Eucaliptal, respectivamente.

Correndo (I) – Na tarde de terça, 14, por volta das 15h02min, o secretário de Saúde de Volta Redonda, Alfredo Peixoto, foi visto (literalmente) correndo para atravessar a Avenida Lucas Evangelista. Saía do Parlamento (sem passar pela faixa de pedestres) em direção ao Palácio 17 de Julho. Indagado sobre a correria, Neném, presidente da Câmara, assustado, garantiu não ter se encontrado com Alfredo. “Comigo não”, disparou. 

Correndo (II) – Alfre-do Peixoto também desconversou. Procurado pelo aQui, saiu-se com esta diante da pergunta sobre com quem teria se encontrado: “Na Câmara? Tem tempo que não vou lá!”, disse. Pode ser. Mas que ele foi visto atravessando a avenida, às 15h02min, como se estivesse saindo da Casa Legislativa, foi mesmo. Podia até estar saindo da sede da secretaria de Saúde, que fica perto da Câmara.

Moto-táxi – O aQui estava certo ao noticiar, na edição passada, que existe uma lei municipal que proíbe a utilização de motos como táxis em Volta Redonda. A lei é a de número 3.984 e está em vigor desde o dia 14 de junho de 2004. Nasceu de um projeto de lei do então vereador Maurício Batista, e foi sancionado pelo então prefeito Antônio Francisco Neto. Diz o seguinte: “Fica proibido o uso de veículo de 02 rodas para a prestação de serviços de passageiro como moto-táxi”. Simples assim.

Ubers (I) – A partir de segunda. 20, fiscais da secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana, acompanhados por GMs, vão ficar de olhos nos Ubers que circulam pela cidade do aço. Quem for flagrado utilizando aqueles penduricalhos que identificam o veículo como sendo de aplica-tivos (Ubers, 99, entre outros) será parado e os equipamentos, apreendidos. Motivo: se usam aplicativos, não precisam de identificação como os tradicionais táxis.

Ubers (II) – “A estratégia do uso dos penduricalhos, adotada por muitos motoristas de aplicativos, será combatida”, diz Maurício Batista, que vai passar a determinação também às empresas. “Elas estão sendo enganadas, pois, ao pegar passageiros nas ruas sem usar aplicativos, os motoristas ficam com o valor total da corrida; não repassam o que deveriam repassar às empresas, como a Uber”, pontua.

Estremecidas (I) – As relações entre o prefeito Samuca Silva e Marcão, seu ex-secretário de Ação Social, estariam bem estremecidas. Os dois, amigos de longa data, já não falam a mesma língua por uns 300 motivos.

Estremecidas (II) – O prefeito Samuca Silva e o vereador Paulo Conrado também não estariam mais falando a mesma língua. Na quinta, por exemplo, Samuca teria convidado o vereador Rodrigo Furtado para assumir o cargo de líder do governo, até então nas mãos de Conrado.

Estremecidas (III) – Furtado, segundo uma fonte, recusou o convite feito por Samuca, e o prefeito convidou, então, o vereador Maurício Pessôa a assumir a liderança do governo na Câmara de Volta Redonda.

Reações – Procurados pelo aQui, os dois desconversaram. Samuca, inclusive, disse que não sabia que Conrado estaria decidido a romper com o governo. “Tô sabendo não”, resumiu.  Conrado, por sua vez, não quis falar sobre o caso. Ah, pelo que o aQui ficou sabendo, as desavenças teriam a ver com dispensa de cargos comissionados e falta de pagamento de salários.     

Dívida – Em discurso de inauguração de uma quadra esportiva na Água Limpa, o vereador Maurício Pessoa (PSC) fez uma grande defesa do governo Samuca Silva. Principalmente ao tratar da questão financeira da prefeitura. “Samuca, o senhor merece aplausos pela gestão, porque assumir uma cidade com R$ 1,7 bilhão de dívidas é um absurdo. E o senhor está conseguindo avançar na cidade, estamos vendo melhorias a cada dia”, disse Maurício, como se líder do governo fosse. Imagina quando for…

Luz – A nota sobre o risco de algumas árvores caírem em cima de algumas pessoas na pracinha da Colina pelo menos atraiu a atenção da Light, que enviou uma equipe ao local para checar se elas – que estão escoradas para não cair em fios de alta tensão – estariam mesmo colocando em perigo a vida de quem estiver por perto caso caiam. A conclusão foi óbvia. As árvores podem cair a qualquer momento. E se os fios de alta tensão romperem, alguém pode se dar mal… 

Escafedeu-se – Depois de ser apontado como um dos responsáveis pelo risco de as árvores caírem (era só mandar podar), Maurício Ruiz, secretário de Meio Ambiente do governo Samuca, sumiu da área. Desistiu até de tomar um cafezinho na praça antes de ir para o trabalho. Tá com a consciência pesada? 

Folia de Reis – A secretaria de Cultura de Volta Redonda promove amanhã, domingo, 19, o Encontro de Jornadas de Folia de Reis. Será no Memorial Zumbi. Pena que no release enviado ao aQui a pasta não tenha divulgado o horário do evento.

Bikes – Empresas interessadas em parcerias público-privadas (PPPs) podem participar do chamamento público aberto pela prefeitura de Volta Redonda, com o objetivo de oferecer e melhorar os serviços ao cidadão. Os interessados poderão implementar no município serviços como sistema de bicicletas compartilhadas e parque para animais de estimação. O primeiro até que seria uma ótima ideia, se a cidade contasse com uma rede de ciclovias; não é mesmo? Quer saber detalhes? Acesse o site www.volta redonda.rj.gov.br.

Mesa – O ex-prefeito Neto reuniu seu grupo político em um bar na São Geraldo na noite de quinta, 17. Seria um encontro de pré-candidatos a vereador. Tinha vários empresários também.

RPA – O fim do RPA, usado muitas vezes para indicações políticas, irritou alguns vereadores da base de Samuca. Os insatisfeitos estão até marcando um churrasco com o prato indigesto. E ameaçam debandar geral.

Base – Por falar nisso, já é esperado na Câmara de Volta Redonda que o prefeito Samuca faça uma reformulação na sua base aliada. Vai ter muita gente chorando de raiva.

Asfalto – Samuca está para assinar um dos maiores contratos de recapeamento asfáltico da história de Volta Redonda. Será algo em torno de R$ 20 milhões. Detalhe: o prefeito guarda no bolso a promessa do governador Wilson Witzel de ajudar a cidade no recapeamento.

Barra Mansa – Na quarta, 15, ao sair da polêmica reunião da ANTT que quer transferir a praça de pedágio de Itatiaia para Floriano, distrito de Barra Mansa, o prefeito Rodrigo Drable se viu envolvido em outro bafafá. E não poupou as palavras. “Estou saindo agora de uma audiência pública no Rio. Estão querendo colocar uma praça de pedágios em Barra Mansa e estou brigando contra. E, enquanto estou aqui brigando pra defender a cidade, a oposição medíocre, que não produz nada além de mentiras na internet, está dizendo que as contas do meu governo foram reprovadas pelo TCE por desvio de recurso”, começou.

Barra Mansa (II) – Ele continuou: “Pra explicar, em poucas palavras: essa turma de indolentes, que fizeram parte de um governo corrupto e estão doidos pra voltarem, se associando a uns vereadores, mais uma vez querem nos atribuir os crimes que eles cometeram”, disparou. “A razão do tribunal recomendar à Câmara a reprovação das contas é que em 2014, 2015 e 2016, no GOVERNO deles, e não no meu, ELES deixaram dívidas de FUNDEB que eu NÃO PAGUEI! O recurso continua em conta e a dívida não foi paga”, disse. “Roubaram a cidade e querem me medir pela régua deles”, pontuou.

Cartório – A titular do cartório do 1° Ofício de Barra Mansa, Heloísa Estefan Prestes, teria perdido o cargo por decisão da Corregedoria-Geral do Tribunal de Justiça. Ela é acusada de  desviar recursos do cartório em 1407 ocasiões. O caso estaria na 1ª Vara Criminal de Barra Mansa.

Vazamento (I) – O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR) divulgou uma nota ontem, sexta, 17, para alertar a população que a captação de água na cidade foi interrompida por conta de um vazamento de óleo detectado no Rio Paraíba. Por precaução, a autarquia interrompeu a operação da ETA (Estação de Tratamento de Água) Belmonte, responsável por abastecer a cidade. E pede que os moradores economizem água.

Vazamento (II) – A história não é novidade: em 2013 o abastecimento de água foi interrompido depois que ladrões de combustíveis furaram um oleoduto no interior de São Paulo. Pouco tempo depois, ainda em 2013, foi a vez da Servatis – empresa química com sede em Resende – poluir as águas do Rio Paraíba com toneladas de pesticidas. Também houve vazamentos de produtos químicos e óleo diesel em 2016 e 2018. A diferença é que em todas essas ocasiões, os responsáveis foram rapidamente identificados. Do vazamento de ontem, ainda não se sabe quase nada. Comum na administração do órgão.  

Vazamento (III)  – Técnicos do laboratório do SAAE informaram no final da tarde de ontem, sexta, 17, que o vazamento de óleo não atingiu a região de captação e o abastecimento foi retomado ontem mesmo. Ou seja, não precisam mais se alarmar… nem poupar água.

Meio Ambiente – O empresário Mauro Campos, o Maurinho, ex-assessor especial do prefeito Samuca, está investindo em Pinheiral, no Varjão. Graças ao seu prestígio, conseguiu desenterrar um projeto que estava engavetado no Inea há uns quatro anos. O empreendimento tem nome bonito, é o Arvoredo (ver placa) e fica bem próximo do leito do Rio Paraíba (Mata Atlântica).

Na porrada – Maurinho, ex-presidente da Aciap-VR e ex-assessor especial do governo Samuca, teria saído no tapa com um dos diretores da Firjan (Federação das Indústrias do estado do Rio de Janeiro) em recente reunião da entidade, da qual ele também faz parte. A informação é de uma fonte. “Saíram na porrada”, resume ela, sem dar detalhes dos motivos.