Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2020
0
Publicado em 16/12/19, às 10:15

Bate-Bola Sergio Luiz

Varandão da saudade

Este é o time do Novo Mundo, campeão do 1º Torneio Cidade de Volta Redonda– Taça 17 de julho, disputado em 1969. Acervo do Nelsinho. Colaborou Dário Novaes.

Em pé da esquerda para a direita: Zé Ribeiro, Celso, Lau, Bolão, Paulo César, Vadinho, Delcides, Canela, Amauri e Gato. Agachados: Zé Eleotério, Boca Cheia, Curi, Tonizinho, Miltão, Neri, Nelsinho Garganta e Toninho Gama.

Voltaço estreia contra o Lagarto-SE na Copa do Brasil

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sorteou na quinta, 12, os jogos da Copa Brasil 2020. O Voltaço deve estreiar no dia 5 ou 12 de fevereiro contra o Lagarto-SE, no Estádio Paulo Barreto de Menezes, em Sergipe, como visitante, e de acordo com o regulamento do torneio, jogará até por um empate para seguir na competição. Na primeira fase, o tricolor de aço receberá uma cota de R$ 550 mil e, caso avance para a segunda fase, poderá receber R$ 1,2 milhão. Na segunda fase, também em jogo único, em caso de empate a classificação será na cobrança de pênaltis. A partir daí, as disputas serão em duas partidas, sem gol qualificado (peso maior para tento anotado como visitante). Aos cinco times remanescentes na competição serão agregadas mais 11 equipes a partir da quinta fase. Entram, por exemplo, os representantes do Brasil na Libertadores da América (Athletico-PR, Corinthians, Flamengo, Internacional, Grêmio, Palmeiras, Santos e São Paulo); o campeão da Copa do Nordeste (Fortaleza); o campeão da Copa Verde (Cuiabá); e o campeão da Série B (Bragantino). Enfim, o Voltaço tem tudo para se dar bem, desde que tenha um time competitivo desde já. Tenho dito!

Desistência
O Bonsucesso desistiu de disputar a Copa do Brasil por falta de grana. Assim, o Boavista de Bacaxá vai ocupar a vaga, estreando contra a Chapecoense, prometendo montar um time forte para passar para a segunda fase da competição.

Desencontro
Na reunião com o prefeito Samuca Silva apenas dois torcedores compareceram, o que levou muita gente a estranhar a ausência de diretores, conselheiros e outros torcedores do Voltaço. O que teria acontecido? Alguns alegaram compromissos assumidos anteriormente, já o presidente Flávio Horta afirmou, em entrevista ao repórter Luiz Fernando, que não compareceu porque não foi convidado. Estranho, né?!

Copinha
O time sub-20 do Voltaço vem realizando vários jogos-treinos visando a estreia na Taça Cidade de São Paulo, a Copinha, no dia 3 de janeiro, contra o América-MG. Logo a seguir, no dia 6, o tricolor de aço pega o Desportivo Porto Feliz-SP e, no dia 9, encerra a fase de classificação contra o Galvez-AC.

História
Em uma daquelas pequenas cidades do interior mineiro um jovem foi preso ao provocar uma baderna em um clube local. Levado para a delegacia, implorava: “Por favor, não me batam, pois sou filho de um juiz”. Cautelosos, os policiais resolveram investigar para ver se isso era verdade e ligaram para a residência do garoto, pedindo a presença do pai. Esbaforido, o tal juiz chegou à delegacia: “Obrigado por vocês não terem batido no meu filho”, disse. Com muito cuidado, o delegado o interrogou: “Ô meritíssimo, o senhor é juiz em qual comarca?”. Veio a resposta: “Ô amigo, eu sou juiz, mas é de futebol”. Acabaram os dois entrando no cacete. É mole?

Barra Mansa
A reunião do Conselho Deliberativo do Barra Mansa, marcada para segunda, 9, quando os conselheiros iriam eleger o novo presidente do clube, foi adiada para o dia 13 de janeiro. A decisão foi tomada pelo presidente do Conselho, Silvio Francisco, e pelo presidente da mesa, Ademir Melo. Motivo: estava sendo realizada na mesma data uma reunião do arbitral da série B2, na sede da Federação Carioca.
O curioso é que Genivaldo Silva, que não passa de um vice interino, tentou nos desmentir, usando um jornal de Barra Mansa, negando que poderia apresentar uma chapa, como dissemos, caso o presidente interino, Mário Pinguilim, não concorresse. E o que fez? O que prevíamos que iria fazer: lançou sua chapa, aproveitando a ausência de Pinguilim, que estava no Rio de Janeiro, e que ainda não tinha oficializado a sua desistência. Mui amigo…

Bola fora
Para os atos de vandalismos da torcida do Cruzeiro, após perder para o Palmeiras, o que provocou o rebaixamento do time mineiro para a série B do brasileirão. Lamentável!

Bola dentro
Para o Voltaço, que subiu no ranking da CBF, passando a ocupar a 56ª posição, com 1.791 pontos. Pesaram na avaliação a conquista da Taça Rio, a campanha invicta da série D e a participação do sub-20 na Copinha. Tá valendo!

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.