Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quinta-Feira, 17 de Janeiro de 2019
0
Publicado em 07/01/19, às 08:45

Sindicato dos Servidores Públicos de Volta Redonda

Tomamos conhecimento do golpe praticado pelo Presidente Ataíde de Oliveira e toda sua diretoria e em Abril nos mobilizamos e criamos uma Comissão de Servidores para lutarmos pelos direitos da categoria e pela justiça contra o GOLPE dado pelos atuais diretores do Sindicato.

 

Ronaldo Rodrigues, servidor público há 44 anos, trabalhou em diversos setores da PMVR junto com a grande maioria dos funcionários que assinaram o abaixo assinado pedindo nova eleição no Sindicato, desejam a destituição de todos os diretores, inclusive do presidente Ataíde e a convocação imediata de uma nova eleição.

 

Ao contrário do que diz o ex-secretário geral do Sindicato – Sr. Luiz Fernando, TODA a diretoria que renunciou recentemente aos seus cargos, foram coniventes e ASSINARAM a aprovação da prorrogação do próprio mandato de 4 para 8 anos, sendo assim, é patético agora renunciarem aos cargos e alegarem que não tinham conhecimento da atitude do Presidente e que não concordavam com a postura do mesmo.

 

De onde saíram as assinaturas de todos os diretores? Se eles não sabiam do golpe do Presidente, como permaneceram no cargo por quase 4 anos sem questionar a convocação de uma nova eleição?

 

Isso é mais um jogo de manobra de Ataíde de Oliveira e seus diretores que renunciaram, na esperança de concorrerem novamente a eleição, montando uma nova chapa!

 

A categoria já tem conhecimento de todos os GOLPES praticados por Ataíde, Luiz Fernando e companhia ao longo desses anos, inclusive utilizando o veículo de uso do Sindicato para fins particulares, entre tantas outras ilegalidades.

 

Ao contrário do que foi publicado em nota anterior no Jornal Aqui… JAMAIS pensamos e falamos que iríamos entrar com processo contra a Prefeitura de Volta Redonda. Apenas estivemos no Palácio 17 de Julho em reunião com o Secretário de Administração, onde levamos o Estatuto do Sindicato para provar que o Ataíde não poderia simplesmente pedir a exclusão do servidor Ronaldo Rodrigues, pois o Estatuto diz que o sindicalizado só pode ser excluído do quadro caso cause algum dano material ou agrida algum membro da diretoria, fato que NUNCA aconteceu! Além disso, o Presidente deve convocar uma Assembléia para tratar sobre a exclusão do referido servidor! Mais uma MENTIRA que estão dizendo para queimar o filme do servidor Ronaldo, sendo que a intenção é proteger e lutar pela categoria, não é processo judicial contra ninguém, muito menos contra a Prefeitura Municipal.

 

Nos últimos meses a categoria vem clamando por JUSTIÇA  e MUDANÇA no Sindicato.

 

Nossa luta foi e ainda continua dura, mas não somos mentirosos e muito menos GOLPISTAS como estes que estão no poder do Sindicato, defendendo os próprios interesses nos últimos meses ao invés de representarem, lutarem e serem honestos com a nossa categoria!

 

Ronaldo Rodrigues é um homem íntegro, com passado limpo, que lutou e continua como qualquer trabalhador lutando pelos seus direitos. O questionamento de uma possível candidatura a presidência do Sindicato ainda continua a segundo plano, até porque essa vontade surgiu dos amigos servidores, que o incentivam a concorrer ao cargo, pela brilhante visão que todos tem do Ronaldo por todos esses anos de trabalho.

 

A “melhor” estratégia de Luiz Fernando, Ataíde e companhia está sendo atacarem para se defenderem, mas quem conhece de fato a realidade dos servidores e do Sindicato, sabe quem é quem.

 

A luta não para por aqui. Nosso Movimento não foi criado por brincadeira, nem muito menos para praticar golpes. Juntos somos fortes, a categoria é soberana e o Sindicato é NOSSO!

Rejane Couto Araujo – servidora pública a 15 anos no município de Piraí/RJ. Diretora regional da federação dos sindicatos e servidores públicos municipais e estaduais do estado do Rio de Janeiro. Diretora de relações públicas central sindical UGT ( União Geral dos trabalhadores)  intuições de segundo e terceiro grau do movimento sindical brasileiro.

 

Nota da redação: Apesar de não ter sido citada em nenhuma das últimas reportagens sobre a crise na gestão Ataíde de Oliveira, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Volta Redonda, o aQui decidiu publicar, na íntegra, o artigo escrito pela  diretora de Relações Públicas da UGT, onde ela expõe a sua opinião a respeito.          

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.