Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 23 de Abril de 2019
0
Publicado em 08/04/19, às 12:08

Sangue novo

Em uma cerimônia simples, porém carregada de emoção, aconteceu na tarde de segunda, 1o, a posse do novo reitor do UniFOA (Centro Universitário de Volta Redonda), Carlos José Pacheco, que substitui  Cláudia Utagawa, que pediu exoneração do cargo para voltar a dar aulas na faculdade de Medicina. No mesmo evento, realizado no Centro Cultural do UniFOA, no campus Olézio Galloti, em Três Poços, também foi empossada a nova pró-reitora acadêmica, a professora do curso de Direito, Úrsula Amorim, que assumiu o posto até então ocupado por Pacheco.

 

A cerimônia contou com a presença do presidente da Fundação Oswaldo Aranha, Dauro Aragão – que há tempos não participava de eventos oficiais da instituição, por problemas de saúde -, além da alta direção da FOA e do UniFOA, sem contar os professores, familiares e autoridades locais. A ex-vereadora América Tereza estava presente e, para quem não sabe, Pacheco, o novo reitor, trabalhou como assessor parlamentar de Tereza. Foi por intermédio da ex-parlamentar que Pacheco começou a dar aulas no UniFOA, em 2009. 

 

Dauro Aragão sintetizou tudo ao classificar a ocasião como “feliz e triste”. “É com imensa satisfação, e também muita tristeza, que eu hoje dou abertura a essa solenidade. Tristeza por perdermos hoje a nossa grande reitora (Cláudia Utagawa), uma pessoa do mais alto caráter, professora do curso de Medicina, e que se dedicou durante seis anos à reitoria do UniFOA. Nesse período, demonstrou todo seu talento e sua dedicação ao UniFOA e à FOA”, justificou o presidente do UniFOA, que afirmou ter escrito na portaria da exoneração de Cláudia que “lamentaria a ausência” da mesma na reitoria da instituição.

 

Por outro lado, Dauro disse estar “muito feliz” por ver chegar ao cargo de reitor o “querido amigo, professor Carlos José Pacheco”. “Para minha satisfação e alegria, Carlos José Pacheco cresce vertiginosamente, como professor, como funcionário do UniFOA, como meu amigo. Aqui está, hoje, assumindo a reitoria do UniFOA”, pontuou Dauro.

 

Ao se despedir e justificar o pedido de exoneração, Cláudia afirmou que a decisão de sua saída teria sido “pessoal”, e acredita que a gestão precisa de ciclos de renovação constante. “É um cargo que precisamos sempre repensar todos os processos, e que exige muito de nós. Foram seis anos na reitoria, mais de cinco anos na próreitoria acadêmica, mais de um ano na próreitoria de pesquisa e pós graduação. Isso consumiu parte da minha vida em relação à minha família e minhas questões pessoais”, disse,  afirmando ainda que o UniFOA passa por um bom momento, o que facilitaria a mudança.       

Novo reitor

Carlos José Pacheco, conhecido como Casé, é bacharel em Direito e pós-graduado em Direito Civil e Processual; mestre em Ensino em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente (ambos pelo UniFOA), e está na instituição desde fevereiro de 2009, onde entrou como professor no curso de Direito. Ele também é membro titular do Conselho Universitário (Consun); e membro titular do Conselho de Pesquisa e Extensão (Consepe).

 

Na cerimônia, Pacheco – que afirmou estar acostumado a falar de improviso, mas foi “cauteloso, temendo ser traído pela emoção”- ao ler o seu pronunciamento, destacou que Cláudia Utagawa foi quem o convidou para diversos cargos dentro do Centro Universitário, e por isso ela faz parte de “um capítulo importante” na trajetória da carreira dele. “Muitos caminhos já foram trilhados. Nosso desafio é, daqui para frente, continuar compatibilizando o legado dos nossos fundadores aos novos desafios do nosso tempo. É dar continuidade ao projeto educacional com a mesma identidade institucional e afinco implantado pelos nossos pioneiros. Juntos, como sempre estivemos, po- demos avançar ainda um pouco mais, renovar e expandir os horizontes acadêmicos”, afirmou no seu primeiro discurso como reitor.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.