Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
0
Publicado em 04/12/17, às 14:24

‘Salvem a PM!’

2017-11-29-PHOTO-00000178

A crise financeira que assola o estado do Rio anda castigando cada vez mais a população do Sul Fluminense. Barra Mansa, por exemplo, já deixou de ser mansa desde que o governador Luiz Fernando Pezão assumiu as rédeas do Palácio Tiradentes. Para se ter uma ideia, somente em 2017 já foram registrados 43 homicídios e o ano ainda não acabou. A violência é tanta que o comando da Polícia Militar, em penúria, vive a passar o pires entre os políticos e empresários da cidade. Obviamente preocupado, Rodrigo Drable tem pedido ajuda (para não dizer socorro) até em orações a Nossa Senhora das Graças. E a Deus se bobear, para que a corporação consiga cumprir seu papel constitucional de garantir a segurança dos barra-mansenses.

 

Alguns resultados desses pedidos já estão acontecendo, ainda que aos poucos. As duas viaturas da foto adquiridas para a Guarda Municipal serão usadas de forma compartilhada com a PM. “Falta apenas documentar, adesivar e instalar o giroscópio nas viaturas”, contou o prefeito, acrescentando que muitas blitzes estão sendo realizadas em diversos pontos da cidade. “Vamos precisar parar o trabalhador em abordagens policiais. Sei que muitos irão reclamar de mim. Mas, ou é isso ou seremos as próximas vítimas”, justificou.

 

Rodrigo vai além. Diz que a cotação de preços para a reforma dos veículos da Polícia Militar também já foi feita e colaborações estão sendo entregues pelos empresários a quem pediu ajuda. “Nosso propósito é colocar em funcionamento quatro viaturas, que é o que nos foi solicitado pelo Coronel Portela (comandante do 28º BPM)”, afirmou, adiantando que o Codec (Conselho de Desenvolvimento da Cidade) está oferecendo apoio para ‘reparar’ alguns outros carros. A maioria, em péssimo estado de conservação.

 

A ação mais recente de Rodrigo Drable em relação ao assunto foi a reunião que organizou em seu gabinete na sexta, 24, quando anunciou a transferência da Companhia de Polícia Militar, localizada na Vila Nova – junto ao DPO (Departamento de Policiamento Ostensivo), o imóvel onde funcionava o Restaurante Popular, que Pezão mandou fechar por falta de recursos.

 

Ainda no encontro, Rodrigo falou sobre a crise no Rio e defendeu os agentes policiais. “As Polícias Civil e Militar estão enfrentando uma série de obstáculos para a realização dos seus serviços. O estado do Rio de Janeiro está quebrado e não consegue oferecer estrutura mínima aos agentes. Faltam viaturas, coletes e armamento adequado. É injusto culpar os policiais pela falta de segurança. Eles são tão vítimas da violência quanto a sociedade. Por isso, precisamos nos mobilizar a fim de reaparelhar a corporação”, ressaltou.

PMs

A reunião de sexta, 24, não foi a primeira. Nem será a última. No dia 17 de novembro, o prefeito Rodrigo Drable esteve com o coronel Wolney Dias, comandante geral da PM, e apresentou uma série de reivindicações. Uma foi o retorno dos policiais do 28º BPM para Barra Mansa. “Temos que ter mais homens nas ruas, realizando blitz e mostrando para a população que a segurança foi reforçada e que a criminalidade não irá nos vencer”, justificou, lembrando que atualmente o 28° BPM conta com cerca de 700 policiais para atender os municípios de Barra Mansa, Volta Redonda e Pinheiral. E que deste total, apenas 165 atuam em Barra Mansa.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.