Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
0
Publicado em 10/09/18, às 08:23

… Regional

As secretarias de Educação tanto de Volta Redonda quanto de Barra Mansa estão comemorando os números que alcançaram no Ideb regional. Ainda bem que não usaram os dados oficiais para compará-los a nível de estado do Rio. Ou mesmo, em termos de Brasil. Dados do MEC, por exemplo, mostram que nenhum estado atingiu a meta para 2017 e cinco ainda registraram queda na nota.  O Rio, por incrível que pareça, não conseguiu bater as metas em nenhuma das etapas de escolarização. Além de não atingir os níveis esperados, o estado registrou queda no Ideb do ensino médio na comparação com 2015.

 

Veja a seguir, como as duas cidades se posicionaram a respeito do Ideb, conforme releases enviados aos jornais.

Volta Redonda

“Além do crescimento do índice de proficiência das escolas da rede, Volta Redonda teve o maior Índice de Desenvolvimento da Educação Básica da região, e o sexto melhor IDEB entre os municípios do Rio, tanto nos anos finais, como iniciais. Esse dado é gerado através da Prova Brasil, criada pelo MEC (Ministério da Educação) para avaliar a qualidade do ensino das escolas públicas. 

 

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) é um indicador criado pelo governo federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas. Os dados mostraram que a média dos anos iniciais (5º ano) foi de 5,9 para 6,1 e nos anos finais (9º ano) subiu de 4,2 para 4,8 no município.

 

De acordo com a secretária de Educação, Rita Andrade, esse resultado mostra como Volta Redonda está investindo em educação. “É muito gratificante ver que todo investimento está afetando positivamente nossos alunos. Enquanto as médias estaduais e nacionais do IDEB estão caindo a nossa está aumentando”, comentou Rita.

 

Para o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, esse resultado mostra o compromisso do Governo com a qualidade do ensino do município. “Os investimentos na educação municipal estão dando resultados. Nós ainda temos muito o que fazer e continuaremos nos dedicando para superar as dificuldades. Momento histórico para nossa cidade. Agradeço aos professores, pois é a dedicação e amor ao próximo. Tenho uma dívida com eles: corrigir este salário indigno e que vamos conseguir”, afirmou o prefeito”.

 

Barra Mansa

“Os resultados do Ideb (Índice de Desenvolvimento de Educação Básica) em Barra Mansa, divulgados esta semana são promissores. As séries iniciais atingiram o patamar de 5,5 enquanto os anos finais ficaram com a média de 4,3. Embora os números estejam abaixo da meta estipulada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que é de 6,2 (anos iniciais) e de 5,5 (anos finais) o desempenho é o melhor registrado desde 2007, quando foi estabelecido o indicador geral de desempenho da educação no país.

 

De acordo com o secretário de Educação, Vantoil de Souza, o resultado indica o início de uma melhoria no sistema municipal de educação. “São indicadores que apontam que os investimentos realizados em formação contínua dos professores e equipe diretiva (direção, orientadores educacionais e pedagógicos) têm proporcionado a construção de uma educação de qualidade. Sabemos que ainda temos muito a avançar e não estamos medindo esforços para essa meta seja atingida”, disse.

 

Quanto ao desempenho de cada escola dos anos iniciais, destaque para o Colégio Municipal Antônio Pereira Bruno, situado no Goiabal, que alcançou índice de 6,8; seguido da Escola Municipal Bairro Nove de Abril, na Região Leste, com 6,42. As escolas Coronel Armênio Pereira Gonçalves, na Vila Principal e Alderando Casali Marques, no Santo Isabel obtiveram a média de 6,1.

 

Já nas séries finais, a melhor média obtida também ficou com Colégio Municipal Antônio Pereira Bruno, com 4,9. Com a média de 4,5 estão os Colégios Prefeito Marcelo Drable, no Ano Bom; Jahyra Fonseca Drable, no distrito de Amparo e Bartholomeu Anacleto, na Vila dos Remédios, no distrito de Floriano.

 

O Ideb funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação. Para chegar ao índice, é calculada a relação entre rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e evasão escolar) e desempenho em português e matemática na Prova Brasil. O índice é divulgado a cada dois anos e tem metas projetadas até 2021. Para que o Ideb de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente às aulas”.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.