Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
0
Publicado em 24/04/18, às 10:20

Quem avisa amigo é

É bom o empresário Benjamin Steinbruch pensar duas vezes antes de receber o prefeito Samuca Silva, que planeja visitá-lo ainda esta semana para tratar da troca do Escritório Central por dívidas (da ordem de R$ 70 milhões) que a CSN tem para com os cofres públicos. É que Samuca estaria insatisfeito com a demora da empresa em bater o martelo. “Se não aceitarem a proposta, vou desistir oficialmente já nesta semana”, disparou.

 

Segundo Samuca, a CSN teria percebido que ele está mesmo disposto a fechar o negócio e estaria se aproveitando disso para fazer uma espécie de leilão. “Eles (CSN) sabem que eu quero (o imóvel) e até concordaram com o valor da nossa avaliação. Mas agora estão querendo mais, querem impor novas condições e isso eu não aceito”, avaliou o prefeito, que espera ir a São Paulo já na próxima quarta, 25, para uma rodada final de negociações. “Se insistirem muito (em impor novas regras), desisto do negócio”, disparou. “Eles vão poder demolir o prédio do Escritório Central como desejam”, ironizou Samuca.

Vita

A respeito da possibilidade de intermediar um acordo entre a CSN e o Vita, grupo paulista que deve milhões de ISS à prefeitura de Volta Redonda, Samuca acabou ficando meio descrente com a reunião que manteve com Luiz Paulo Barreto na quarta, 18, para tratar da pendenga. “Nada avançou, senti até um distanciamento”, pontuou ao ser procurado pelo aQui.

 

Enquanto o imbróglio não se resolve, funcionários do Vita estariam comemorando o início de uma obra na unidade. Mais precisamente na área de pediatria. Para alguns deles, a obra é sinal de que a Rede D’Or já teria fechado negócio com a CSN. “O hospital vai ser pintado de azul”, garantiu um deles.

 

Procurada, a assessoria de imprensa da Rede D´Or pediu tempo para apurar as informações a respeito da obra, mas até o fechamento desta edição não respondeu ao e-mail e aos telefonemas da reportagem. Ou seja, onde há fumaça…

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.