Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Sábado, 14 de Dezembro de 2019
0
Publicado em 11/11/19, às 12:50

Quem aposta?

Teoricamente, o jogo do azar no Brasil é proibido. Fezinha mesmo só no jogo do bicho ou nas loterias da Caixa. Essa semana, ao receber a visita ilustre do ex-prefeito Neto, o editor do aQui, Luiz Vieira, foi surpreendido por ele quando, sem cerimônia, lançou uma aposta aos leitores do jornal. Aos eleitores também. Antes de mais nada, fica o alerta: a aposta não envolve reais. Muito pelo contrário. Trata-se de conhecimento da política local. “Aposto com quem quer que seja que faço seis vereadores, no mínimo”, apregoa Neto, referindo-se às eleições para a Câmara de Volta Redonda, marcadas para outubro de 2020.
Não satisfeito, o ex-prefeito garante que entre os candidatos que pretende lançar, quatro dos eleitos terão menos de mil votos, algo inimaginável até então. “Pode lançar a aposta”, reitera, certo do que fala. Para ser otimista, Neto detalha sua estratégia – não muito, é verdade, para não entregar o ouro aos adversários. “Nosso grupo será formado por apenas três partidos. O PTB, o DEM e um terceiro, com quem ainda estamos conversando. Em cada um deles vamos eleger, no mínimo, dois vereadores. Quer saber mais? Dos seis, apenas um já é vereador. É o Neném. Os outros cinco serão políticos novos. A Câmara deve renovar uns 9 (de 21) vereadores”, calcula.
Para chegar aos ‘finalmentes’, Neto revela o que pensa que vai acontecer nas eleições de 2020, eleições na qual ele pretende ser pré-candidato. “Eu não ia mais ser candidato a nada. Mas, por Volta Redonda, vou tentar de novo”, justificou, passando a estratégia das nominatas. “Vamos lançar 22 candidatos homens por partido, cada um deles com potencial para conseguir 400 votos em média, o que corresponde a 8.800 votos masculinos. Teremos 10 mulheres por legenda, e com uma média de 250 votos teremos um total de 2.500 votos femininos. Deveremos conseguir ainda uma média de 200 votos de legenda por partido. Teremos então 11.500 votos para o PTB, 11.500 para o DEM e outros 11.500 para o partido que nos apoiar. Cada um terá, no mínimo, dois vereadores eleitos”, calcula. “Dúvida? Aceite minha aposta”, dispara Neto, que, para quem não sabe, é um dos maiores analistas da política partidária.

Vereadores
Ao citar apenas o nome de Neném entre os políticos que terão seu apoio, Neto fez um adendo. Não vai deixar de trabalhar para alguns parlamentares que sempre o apoiaram quando comandava o Palácio 17 de Julho. É o caso de Dinho, com quem fez as pazes recentemente. “Vou ajudá-lo, sim”, disse, citando ainda apoio a Fernando Martins, Jari, Carlinhos Santana. “Eles também terão meu apoio”, encerrou.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.