Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 22 de Maio de 2018
0
Publicado em 05/03/18, às 08:13

‘Programão’

cristo redentor_cor

Roberto Marinho

Como o aQui divulgou com exclusividade, os integrantes dos grupos da terceira idade de Volta Redonda farão o tradicional passeio a que tinham direito no governo Neto para o Rio de Janeiro. Será a primeira viagem por conta do governo Samuca. O problema é que, por conta da onda de violência na capital, sob intervenção militar, e pela ideia de fazer toda a viagem em um só dia – saindo de Volta Redonda às 7 horas para retornar apenas à noite –, muitos idosos não gostaram do destino escolhido. Temem pelo pior. “Apesar das tropas do Exército, o Rio continuará sendo um risco”, compara um dos idosos.

Ele pode ter razão. Mas fontes palacianas discordam. “A viagem só será feita no fim do ano. Até lá tudo poderá estar normalizado”, pontua uma delas, pedindo para que seu nome não seja revelado. “O Rio é mesmo uma cidade maravilhosa. Todo mundo quer conhecer, inclusive os idosos de Volta Redonda que nunca foram até lá e que sonham em conhecê-la”, acrescenta a fonte, garantindo que o destino teria sido sugerido pelos próprios idosos à secretária de Esporte e Lazer, Maria Paula Tavares. “O Maycon (vice-prefeito) não teve nada a ver com isso”, dispara, adiantando que coube ao próprio prefeito Samuca Silva definir o destino final do primeiro passeio da terceira idade no seu governo.

A fonte está errada. Pelo que o aQui descobriu, o passeio ao Rio de Janeiro deverá ser feito, em ônibus confortáveis e com ar condicionado, já a partir do dia 19 de março – daqui a exatos 16 dias – terminando no dia 3 de abril. Será um bate e volta à cidade maravilhosa com visitas rápidas ao Cristo Redentor, ao AquaRio, ao Museu do Amanhã (ver foto) e ao Boulevard Olímpico. Detalhes importantes: podendo lanchar dentro dos ônibus, tanto na ida quanto na volta, com uma parada para almoço.

Serão sete ônibus por dia (46 passageiros cada), totalizando um grupo de 315 idosos/dia se deslocando pelas ruas e avenidas ainda perigosas do Rio de Janeiro. Sem contar que alguns dos idosos podem ter problemas de locomoção para cumprir o apertado roteiro. A programação descrita no edital, a que o aQui teve acesso, marca a partida dos idosos para as 7 horas, saindo da Ilha São João.

Chegando ao Rio, se o trânsito ajudar, eles seguirão diretamente para o Corcovado, onde ficam até a hora do almoço. Depois, o grupo de 315 idosos vai se dirigir para o AquaRio, no Porto Maravilha. A seguir, vão visitar a parte externa (visita externa?!, grifo nosso) do Museu do Amanhã, e ficarão à toa no Boulevard Olímpico até chegar a hora de retornar para a cidade do aço.  

Estes três últimos locais são muito próximos, o que deve facilitar um pouco o deslocamento dos idosos, mas se no dia estiver muito quente ou com muita chuva, será difícil para o grupo ficar ao ar livre esperando que os ‘mais lentos’ terminem as visitas ao AquaRio e ao Museu do Amanhã. De acordo com a programação, os idosos poderão lanchar no ônibus quando retornarem pra casa. A previsão é que todos cheguem – sãos e salvos – por volta das 19 horas. Se a Serra das Araras não estiver ‘naqueles dias’, é claro.
Mudanças

A soma dos idosos beneficiados chega a 7.965 voltarredondenses, incluindo professores e guias. O valor a ser gasto pelo Palácio 17 de Julho é alto: R$ 2.498.381,55, o que corresponde a uma per capita de R$ 306,48. O engraçado é que as despesas seriam bem menores. Da ordem de R$ 1.428.699,74. Além disso, os destinos seriam outros: Barra do Piraí, Engenheiro Passos, Itaguaí, Itatiaia, Vassouras, e até o próprio Rio de Janeiro, estavam entre as opções iniciais da prefeitura. E ao invés de serem 29 viagens, com seis ônibus levando um total de 276 idosos, professores e guias, agora serão apenas dez viagens – a primeira em 19 de março e a última em 3 de abril – com sete ônibus, levando 315 pessoas por dia à cidade maravilhosa.

Um dos itens do edital que sofreu mais alterações foi o cardápio: no café da manhã, saíram os iogurtes, granola e cereais; café, leite frio e quente, chocolate; manteiga, cream cheese, mel e geléias; salada de frutas; e outros itens, para dar lugar a duas opções de sanduíche natural, biscoitos, barra de cereal, e suco de frutas variados. O “lanche da despedida” – petiscos, três tipos de caldos e canjica branca – foi cortado.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.