Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quarta-Feira, 26 de Julho de 2017
0
Publicado em 17/04/17, às 09:06

Política & Cia

Por Mateus Gusmão

‘Bloco do eu sozinho’

Ainda repercute na Câmara de Volta Redonda a tentativa frustrada do vereador Granato, com apoio do prefeito Samuca Silva, de antecipar a votação das contas do ex-prefeito Neto. Como a estratégia deu errado, acabou provocando o racha do ‘Grupo dos 14’, que comanda a Mesa Diretora da Casa. E o primeiro a deixar o barco é justamente Granato. Ao aQui, ele confirmou que vai sair. “Agora vou ser independente”, disparou, mostrando que não deverá se juntar ao grupo de vereadores ligados ao Palácio 17 de Julho. Pelo menos por enquanto, é claro. 

Em 2018, Granato vai assumir a presidência da Câmara e terá grande exposição por ser ano de eleições para o governo do Estado, Câmara etc. Ainda sonhando em se eleger prefeito, Granato lança o ‘Bloco do eu sozinho’ para ‘ser independente’ e se cacifar, com atitudes e discursos, para promover sua candidatura ao Palácio 17 de Julho em 2020. Prova disso é que continua empenhado em tirar Neto do seu caminho, trabalhando pela rejeição da sua conta de 2011.

A estratégia pode dar resultado a curto prazo, mas fica a dúvida: será que Samuca continuará ‘dando linha’ a um possível concorrente? Correndo por fora, o ‘Grupo dos 7’, dos vereadores da base de Samuca, comemora o que acredita ser o início do fim do Grupo dos 14. “O Granato é o primeiro de uma longa lista dos que vão deixar o grupo”, avaliou um deles. “Deve vir mais bomba por aí. Como presidente no ano que vem, será que Granato vai cumprir os acordos já feitos com os outros vereadores?”, questionou o parlamentar. Boa pergunta!

Votos

A expectativa dos aliados de Neto é que o ex-prefeito só consiga seis dos 14 votos que precisa para ter suas contas aprovadas na noite de segunda, 17. Teria apenas os votos de Neném, Jari, Dinho, Carlinhos Santana, Fernando Martins e Buchecha.

 

Rede

As sessões da Câmara de Volta Redonda começaram a ser transmitidas pelo Facebook.com/camaradevoltaredonda. Quem deve assistir à sessão de segunda, 17, ao lado de assessores, é o prefeito Samuca Silva.

 

Pesquisa

Por falar em Samuca, em breve o prefeito vai divulgar o resultado de uma pesquisa qualitativa com a avaliação do seu governo. A pesquisa, encomendada pelos verdes, deve indicar uma aprovação de mais de 60%. Acredita quem quiser…

 

Paz

Parece realmente estar tudo bem entre Samuca, prefeito, e Dinho, presidente da Câmara. Na segunda, 10, Dinho foi até a sede do Palácio 17 de Julho e teve que esperar, fora do gabinete, por cerca de 30 minutos até que o prefeito o atendesse. Motivo: Samuca estava reunido com o ‘Grupo dos 7’. Dinho, que tem vida corrida, esperou numa boa, sem reclamar.

 

Decisão

O Tribunal de Justiça do Rio vai julgar na segunda, 17, a Representação de Inconstitucionalidade proposta pela Defensoria Pública contra a lei 5.165/16 de Volta Redonda, que proíbe a discussão de gênero em toda a rede de ensino. A lei é de Paulo Conrado (PRTB) e veda a ‘ideologia de gênero’ nas escolas da cidade do aço.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.