Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019
0
Publicado em 04/11/19, às 09:27

Polêmica eleitoral

Depois de promover o maior ‘auê’ no meio político barramansense por ter sido lançado pré-candidato a prefeito de Barra Mansa pelo Solidariedade de Jackson Emerick (‘nem que a vaca tussa’, teria dito), o empresário Cláudio Manes decidiu apoiar o prefeito Rodrigo Drable caso este se lance candidato à reeleição em 2020. “Quero agradecer a todos que confiam em mim e dizer que continuarei sempre trabalhando com a responsabilidade pelo bem-estar geral de todos os barra-mansenses, e muito grato, também, sempre, a essa cidade, essa cidade que todos amamos”, teorizou antes de dar o recado aos seus eleitores.

“Nós temos que continuar juntos, trabalhando, trabalhando, trabalhando. Porque na verdade é o seguinte: com todo o período conturbado do país, com a situação que a prefeitura se encontrava no início do seu mandato, mandato do Rodrigo Drable, nós temos a certeza que tem tido uma gestão com muita responsabilidade, e eu acredito muito, e quero sim, dizer a todos, que confiem em mim, e que acreditem, nós estamos no caminho certo”, acrescentou, certo de que os eleitores entenderão sua nova opção política.

Rodrigo, por sua vez, ao postar a novidade nas redes sociais, com Cláudio ao fundo, em segundo plano, primeiro falou da geração de empregos. “Duas empresas virão para a cidade, as Pernambucanas e a Smart Fit”, nominou, garantindo que outras duas poderão se instalar em Barra Mansa, gerando algo em torno de 200 empregos formais. “Trabalho que o Cláudio desenvolveu, que a gente fez em parceria”, acrescentou, sem explicar o que o empresário teria feito para ajudá-lo.

Rodrigo também informou que esteve em São Paulo. “Ontem (terça, 29) nós tivemos uma reunião em São Paulo, e algumas indústrias demonstraram interesse em vir para a cidade. Isso seguindo a onda do governador Wilson Witzel, que acredita no setor metalomecânico, e quer que as coisas deem certo”, pontuou, dando a entender que as visitas que fez teriam sido a empresas da área metalúrgica.

Por último, Rodrigo abordou o apoio oferecido por Cláudio, ‘seu amigo’. “O recado principal é: quando pessoas que amam a cidade trabalham juntas, as coisas dão certo. Então, Cláudio, meu muito obrigado por tudo que você tem feito, pelo que você significa, mas, principalmente, por você permitir que trabalhemos juntos para as coisas acontecerem”, disse, evitando falar oficialmente na eleição de 2020. 

Reação

A aliança entre Rodrigo e Cláudio foi analisada por alguns políticos tradicionais de Barra Mansa. A impressão que se tem é que para eles a reeleição de Rodrigo, ficou mais fácil. “O Cláudio nem precisa pedir votos para ele. É só não ser candidato”, avaliou uma fonte, inimiga do atual prefeito.

Jackson Emerick, pivô do ‘auê’ armado por Manes, fez de ‘bom menino’. “Acho natural que as pessoas tomem suas posições políticas. O Cláudio é um grande empresário, e precisa dialogar com todos os prefeitos”, disparou, para logo a seguir deixar um recado, claro e político: “Tomara que possa (Cláudio) dar bons conselhos para o atual prefeito, que até o presente momento não apresentou nada de criativo para Barra Mansa”, disse.

Jackson, evitando abordar o ‘não’ que recebeu de Manes quando o lançou como futuro pré-candidato do Solidariedade”, foi além. “A cidade tá feia, o povo tá triste, o funcionalismo, cabisbaixo, o povo, sem remédio, médico e exame , a educação sem projeto pedagógico moderno, e o povo sem emprego, pontuou. “O tempo para que o atual governo cumpra suas promessas de campanha tá terminando, depois vem a avaliação nas urnas, é esperar pra ver o que a população tá achando”, disparou. 

 Ex-homem forte no governo comunista, e presidente do diretório do PCdoB, Jonathan Marins, surpreendeu ao ser procurado para comentar a aliança de Rodrigo e Cláudio.  Disse que a legenda não deve lançar candidatos a prefeito em 2020, liberando os simpatizantes para votarem em qualquer político. “Não estamos mais envolvidos na política local, e eu e o Jonas não vamos nos envolver na eleição. Vamos liberar o grupo pra escolher o melhor caminho”, disse.   

Bruno Marini, um dos pré-candidatos à sucessão de Rodrigo Drable, entende que a aliança entre seus adversários não deverá beneficiar o atual prefeito. “O eleitor do Cláudio não vota no Rodrigo”, avaliou. “Isso vai polarizar a eleição de 2020”, crê.

Apesar disso, Bruno elogiou a postura dos dois. “A parceria entre o atual prefeito e o Cláudio Manes é bem-vinda se realmente vier a gerar emprego. Não duvido da boa intenção dessa união, afinal Barra Mansa está precisando muito de investimentos. Inevitavelmente, isso muda o cenário político da cidade. Da minha parte, já me coloquei à disposição do meu partido como um pré-candidato e estou me preparando”. pontuou.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.