Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
0
Publicado em 15/10/18, às 09:48

Pele dos idosos

O envelhecimento do ser humano é um processo natural, progressivo, e nele a pele passa a se modificar no decorrer dos anos. Fica mais frágil a cada dia. Entre os motivos estão a perda da hidratação, da oleosidade e da elasticidade. Esses fatores, junto com as condições externas, tipo exposição ao sol, banhos, poluição, estresse e alimentação, é que são responsáveis pelos problemas de pele comuns aos idosos. 

 

A perda da hidratação e da oleosidade, por exemplo, aumentam as chances do aparecimento das dermatites e coceiras. Já a exposição solar provoca diferentes tipos de lesões e manchas de pele. Os mais comuns no pessoal da terceira idade são as manchas brancas e as de tons castanhos, as melanoses solares. As amarronzadas podem ser amenizadas com o uso de clareadores, protetores solares ou tratadas com peelings ou laser.

 

As ceratoses seborréicas e actínicas também são frequentes nos idosos, sendo que as primeiras são aquelas casquinhas castanhas que surgem, inclusive, em áreas de pouca luz solar; as actínicas são casquinhas brancas ou avermelhadas, de forte relação com a exposição ao sol. O tratamento pode ser feito com cauterização com ácido ou bisturi elétrico ou outros procedimentos. Temos ainda os angiomas – bolinhas vermelhas (de sangue), que aumentam com a idade e podem ser tratados com cauterização elétrica.

 

E, finalmente, aparece o temido câncer de pele, comum, mas não exclusivo dos idosos. São três tipos. O mais agressivo é o melanoma, o das pintas escuras de bordas irregulares e que mudam de cor, tamanho e forma com o passar dos dias. Os carcinomas espinocelular e basocelular são mais comuns e costumam apresentar-se através de feridas que não cicatrizam, que coçam e sangram com facilidade. O tratamento nesses casos deve ser cirúrgico, com seguimento orientado de acordo com o tipo e grau de comprometimento que surgir no exame.

 

Por fim, ficam as dicas: o uso de cremes hidratantes e  uma boa ingestão de líquido durante o dia ajudam os idosos (e todos os demais) a manter a pele com aspecto saudável e sem incômodos. Surgindo os problemas, não hesite em procurar um médico dermatologista.

Maitê Vieira Bahia é Médica com pós-graduação em Dermatologia, CRM 52.85624-0 Atende no Atende no Hospital das Clínicas (24) 2102-0088 e no Centro de Saúde Renascer – telefone (24) 3348-1098. Confira meu perfil no Instagram: @dramaitebahia

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.