Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
0
Publicado em 25/09/17, às 08:34

Para sempre!

Representantes do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos, liderados por Glória Frotte, presidente regional do órgão, foram recebidos na manhã de segunda, 18, pelo prefeito Samuca Silva. O encontro aconteceu no Palácio 17 de Julho e os sindicalistas entregaram uma pauta com 14 itens. Para surpresa de todos, nenhum dos itens ficou sem resposta. Das reivindicações, algumas já estão em funcionamento e outras em andamento para implantação em Volta Redonda. Uma delas, por exemplo, é a criação da pasta municipal para as políticas para os idosos.

 

“Já criamos a secretaria de Políticas Públicas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos e a promessa de campanha foi cumprida. A política pública para os idosos está sendo elaborada. Estamos mapeando todos os programas da secretaria de Esporte e Lazer), da Educação, Saúde e da secretaria de Ação Comunitária, voltados à terceira idade. Atualmente, não há uma política pública para a terceira idade e sim ações isoladas, voltadas a ela. A política pública faz com que os projetos permaneçam, independente do prefeito que estiver à frente do Governo”, pontuou Samuca.

 

A secretaria de Políticas Públicas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos será a responsável pela elaboração dessa política, conforme prometeu Samuca. A responsável será Dayse Penna, a secretária da pasta. Segundo o prefeito, os projetos continuarão nas suas respectivas secretarias, mas a política pública será elaborada pela secretaria específica para os idosos.

 

No encontro, o prefeito também explicou como funcionará o Hospital dos Idosos. “Será a centralização dos atendimentos das pessoas da Terceira Idade. Toda especialidade será encaminhada para lá (antigo Hospital São Camilo) e serão atendidos apenas os moradores de Volta Redonda”, contou Samuca. Atualmente, a equipe do governo está realizando um inventário do local e, depois desse levantamento, será firmado o contrato de locação, que terá um valor abaixo do mercado, segundo garante Samuca Silva.

 

Em relação à Clínica de Hemodiálise, localizada na Avenida do Retiro, o governo já solicitou o credenciamento do local junto ao Ministério da Saúde e Samuca ficou sabendo que o credenciamento não estava no orçamento da União. “O ministro Ricardo Barros me garantiu que o orçamento da Saúde vai reabrir em setembro e colocará a clínica credenciada ao SUS (Sistema Único de Saúde). Temos que parar de mandar pacientes para outras cidades”, justificou o prefeito.

 

Outro assunto abordado foi a Vila da Cidadania, projeto habitacional voltado aos idosos. Porém, a iniciativa é do governo do Estado e não tem previsão para a retomada das obras. Essa é a mesma situação do Hospital Regional, que também é de responsabilidade do governo do Estado. Sobre a mobilidade urbana, o sindicato questionou o fato de ainda não ter sido feita uma reunião específica para os idosos no plano de mobilidade urbana. De imediato, Samuca Silva determinou que Wellington Silva, secretário da pasta, agende uma reunião com os idosos. Além disso, o governo garantiu que cinco mil idosos irão participar da tradicional viagem no final do ano. O local e a data ainda serão definidos pela Smel. “Vocês sempre terão portas abertas no gabinete. Tudo que estiver ao meu alcance, ajudarei”, garantiu.

 

Ah, atualmente o número de idosos em Volta Redonda já passa dos 24 mil idosos e, a bem da verdade, estão desamparados politicamente. Ou melhor, estavam. Gloria Frotte, presidente regional do Sindicato, por exemplo, acredita na evolução do tratamento aos idosos, aposentados e pensionista de Volta Redonda. “Estamos confiantes que Volta Redonda vai melhorar muito nas ações para a Terceira Idade. O que é melhor: vamos criar uma política pública para os idosos. Isso é fundamental porque o legado fica, independente do prefeito que estiver na prefeitura”. Ela está certa!

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.