Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Sábado, 23 de Setembro de 2017
0
Publicado em 04/09/17, às 08:27

‘Palácio de aço’

19-01-2017 - sindicato funcionarios - gabriel borges (6)samuca

Em entrevista exclusiva ao aQui, por e-mail, o prefeito Samuca Silva teve a oportunidade de explicar ou detalhar os seus planos para ocupar o Escritório Central da CSN, localizado no ponto comercial mais nobre da cidade do aço, na Vila Santa Cecília. Embora tenha dado respostas curtas, simplórias até, o chefe do Executivo disse que pode até transferir seu gabinete do Palácio 17 de Julho para o futuro ‘Palácio de aço’, passando a ocupar, provavelmente, o 16º andar do prédio, construído em aço especial na década de 40.  Veja abaixo, na íntegra, a entrevista de Samuca:

aQui: As dívidas da CSN são referentes a ISS ou seria outro imposto, qual?

Samuca Silva: São dívidas gerais da empresa com o município. Além disso, ainda há um processo específico judicial que está em fase de acordo.

 

aQui: Qual o montante que aguarda decisão judicial?

Samuca: Cerca de R$ 300 milhões.

 

aQui: Em termos práticos, quais as secretarias que iriam para o prédio da CSN?

Samuca: Toda estrutura administrativa da prefeitura e outros órgãos. Também queremos instalar no prédio incubadoras de empresas, um centro tecnológico, entre outros.

 

aQui: Pensa em criar um posto médico no prédio? Posto para atendimento de idosos, mulheres? Enfim, que atividades públicas poderiam ser oferecidas?

Samuca: Se for necessário, iremos criar um posto médico. Mas é importante lembrar que o Escritório Central é um prédio comercial como os outros.

aQui: Como enfrentar o problema da falta de garagem do prédio? E as vagas para o público, afinal o prédio comporta até 20 mil pessoas, não é mesmo?

Samuca: O prédio comporta três mil pessoas trabalhando. E acreditamos que não é um problema a falta de garagem. Até porque nosso objetivo é estimular que as pessoas usem o transporte público para se locomover. Essa é a característica do nosso governo.

aQui: Como resolver o problema da falta de banheiros? Como desmembrar o uso do ar condicionado, que é central, assim como a luz dos andares para poder oferecer alguns deles às empresas que queiram se alojar no prédio?

Samuca: No prédio, há dois banheiros por andar. De fato, o ar-condicionado é central, mas é possível regulá-lo por andar. Queremos modernizar a geração de energia para poder custear todos os custos.

 

aQui: A reforma interna e externa seria feita pela CSN, também com permuta de dívidas, ou pela prefeitura? Qual o montante necessário?

Samuca: O prédio não precisará passar por uma reforma, apenas uma limpeza geral. Mas será necessária adaptações no sistema de incêndio e uma avaliação hidráulica.

 

aQui: O prefeito admite mudar seu gabinete para o novo Escritório Central?

Samuca: Sim, todos os órgãos da prefeitura.

 

aQui: O que será feito do heliporto? Será terceirizado?

Samuca: O heliporto será utilizado dentro das condições normais e seguindo as necessidades da cidade.

 

aQui: Quando a CSN dará uma resposta à prefeitura?

Samuca: No processo onde foi proposto o acordo, a CSN tem 90 dias para nos responder.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.