Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019
0
Publicado em 30/09/19, às 08:53

‘O pau comeu (I)’

Já se tornou comum no meio político a ideia de que as eleições correspondem a uma guerra e que, para vencê-la, é preciso bons soldados. Carlos Roberto ‘Beleza’ é um deles. Sempre disposto a defender o prefeito Rodrigo Drable, Beleza deixou a cadeira de vereador em 2018 para assumir a secretaria de Meio Ambiente no lugar de Cláudio Cruz, o Baianinho (que não podia permanecer no cargo por ser advogado, o que infringiria o Código de Direito Penal, grifo nosso). Na semana passada, depois de passar um ano à frente da pasta, desenvolvendo projetos como plantio de árvores e coleta de óleo de cozinha para reciclagem, Beleza voltou à Casa para garantir não apenas a sua permanência no Legislativo como, também, para reforçar a base aliada do prefeito com vistas às eleições de 2020. 

 

Assim que reassumiu, Beleza mostrou que, além de um bom soldado, tem um arsenal de primeira. Na noite de quinta, 19, o vereador egresso disparou tiros e bombas em direção a Thiago Valério, inimigo declarado de Drable. “Minha volta foi marcante! Durante a sessão, aproveitei para destacar a falta de caráter de um colega de Parlamento. O mesmo sempre busca denegrir de maneira leviana pessoas públicas que trabalham de maneira honesta e ordeira”, escreveu Beleza em sua página do Facebook.  

 

Beleza foi além. “Procuro agir de forma ética e transparente, portanto, não tenho problema algum em fornecer dados e documentos devidamente solicitados (como secretário, grifo nosso). A soberba demonstra com mais clareza a hipocrisia, hoje essa sentença ficou evidente porque narrei verdades duras e necessárias para o conhecimento da população”, completou. 

 

A postagem de Beleza é um resumo do discurso que ele fez da tribuna para explicar a duas dezenas de mecânicos e lanterneiros presentes, as exigências do município com relação às suas respectivas licenças ambientais para exercício da função. Segundo ele, o Ministério Público estaria investigando donos de oficinas que não tinham licença para trabalhar em Barra Mansa. “Visitamos 21 oficinas. Duas ou três não têm condições de se adequar pelo local – muito perto de rio ou córrego. Mas eles disseram que vão procurar outro lugar. Os demais garantiram que vão se adequar à legislação”, contou. 

 

Até aí, tudo bem. O clima se tornou belicoso quando Beleza afirmou que outros vereadores estariam inventando mentiras a respeito da questão envolvendo mecânicos e lanterneiros. Embora não tenha citado nomes, o ataque tinha um destino certo: a cadeira de Valério, que a tudo ouvia atentamente.  

 

Para quem não sabe, na sessão anterior (dia 17), Thiago Valério também usara a Tribuna para denunciar a secretaria de Meio Ambiente, ainda sob a batuta de Beleza. Segundo ele, lanterneiros e mecânicos barramansenses estariam sendo ‘achacados’ por Beleza. “Dois pais de família foram praticamente ameaçados. Um deles é lanterneiro há mais de 20 anos e se deparou com o Beleza indo pessoalmente em seu empreendimento,  apertando ele. É a primeira vez que vejo um secretário indo pessoalmente apertar um trabalhador”, reclamou Thiago, salientando que o homem estaria com lágrimas nos olhos. “É um trabalhador, pai de família chorando. Não tem como dormir  tranquilo sabendo disso”, avaliou. 

 

Por conta do discurso, Thiago Valério conseguiu aprovar uma moção de repúdio contra Beleza. Este, por sua vez, ao reassumir seu lugar na Câmara, não perdeu tempo e convenceu seus colegas a aprovarem uma moção de congratulações para os funcionários da pasta que ocupou, medindo forças com o líder da oposição. 

 

O detalhe é que os dois políticos vêm se digladiando há tempos. Tudo começou quando Thiago Valério foi denunciado por crime ambiental. Quem fez questão de lembrar disso foi o próprio vereador na sessão de quinta, 19. Segundo Thiago, Beleza e sua equipe teriam forjado uma denúncia de retaliação contra ele só por ser de oposição. “Mandaram a fiscalização na minha casa por conta de uma retaliação política porque eu denuncio. Burlaram as regras”, reclamou. 

 

Beleza não concorda. E diz, na sua versão, que Thiago Valério teria construído um muro após ampliar um espaço em sua residência em local proibido, bem dentro do Córrego Laranjeiras, no bairro Vista Alegre. “Na época em que a fiscalização foi feita, eu não expus o vereador. Ninguém viu nada na mídia. Mas hoje, que estou nessa Casa, eu posso falar. O mentiroso e covarde quis botar na conta da mulher. Depois disse que (o imóvel) era do pai. Mas o muro dele, que é uma área de lazer, está lá dentro do córrego, onde ele jogou terrinha”, disse, ironizando a ação do adversário. 

 

Thiago Valério chegou a ser procurado pela reportagem do aQui para que pudesse comentar os fatos e esclarecer se fosse o caso as denúncias de crime ambiental que Beleza o acusou de cometer. Mas o parlamentar ignorou o pedido de entrevista e, como resposta, encaminhou uma propaganda. Quanto a Beleza, ele também foi procurado pelo aQui e, até o fechamento desta edição, não se pronunciou.  

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.