Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018
0
Publicado em 26/03/18, às 11:22

Nas Ruas

5cba8c5f-00a2-4fe8-be57-182a9b5132ae

Entre uma autuação e outra, o delegado adjunto da 93ª Delegacia de Polícia de Volta Redonda, Marcello Russo, foi visto abraçado ao prefeito do Rio de Janeiro, Marcello Crivella, durante reunião com a cúpula do PRB fluminense. Em entrevista exclusiva ao aQui, o policial admitiu que, após ser sondado por diversos partidos, como Prona e Rede Sustentabilidade, acabou cedendo às investidas do PRB e aceitou sair como pré-candidato a deputado estadual.

Dentre a multidão de delegados que pretendem se lançar na carreira política, Russo garante que não quer ser apenas mais um. Disse que tem planos para o Sul Fluminense, que passam pela geração de emprego e, principalmente, valorização do trabalhador informal. “Aqui na região seria um dos lugares que teríamos de agir de forma diferenciada para garantir a segurança. Como não constatamos a presença de facções criminosas, devemos abordar outras questões, como geração de emprego, por exemplo. Vemos muito por aqui o trabalho informal que é repreendido o tempo todo. Acho isso injusto, pois quem está trabalhando na sua barraquinha também é um trabalhador como outro qualquer. Merece respeito e ajuda do Estado”, avaliou, complementando. “É preciso ações afirmativas e propositivas que, de fato, possam regularizar a vida desses cidadãos. Lembrando que ninguém vai apoiar a pirataria”, disparou.

E mesmo sendo da área de segurança, Russo não pretende focar apenas esse quesito. Garantiu que sua bandeira será ampla, de cunho social. “Claro que vamos trabalhar pela garantia do direito de ir e vir do cidadão, mas quero dar ênfase em trabalhos a fim de evitar a degradação e o aumento da criminalidade em nossa região. Além disso, é muito importante abordar a questão da proteção e defesa dos animais. Por fim, eu entendo que dar assistência aos desesperados socialmente também é fundamental para a diminuição da violência”, comentou.

Ao ser questionado sobre a imagem negativa que seu xará, o prefeito do Rio, vem adquirindo após sucessivas polêmicas, Marcello Russo garantiu que não vai depender do apoio de Crivella para tentar se eleger. “Não é a imagem dele que sustentará uma possível campanha minha. Vou contar com minha própria imagem, com meu caráter e com meu trabalho”, disparou o policial.

De fato não lhe falta experiência. Só de serviço público, Russo completou 24 anos. Ele foi Especialista em Aeronáutica e Agente Penitenciário do Desipe (Departamento do Sistema Penitenciário do Rio de Janeiro), além de ter atuado por mais de 10 anos como Oficial de Justiça. Russo também foi delegado na 89ª DP de Resende antes de assumir seu cargo atual em Volta Redonda.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.