Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Sexta-Feira, 19 de Outubro de 2018
0
Publicado em 01/10/18, às 09:13

Mon Dieu!

Por conta da crise na Argentina, a fábrica de automóveis da Peugeot Citroen vai reduzir a produção da unidade de Porto Real, que exporta componentes, chassis e até carros já montados para o país vizinho. Em comunicado aos seus colaboradores, a montadora justificou a mudança como necessária para garantir a empregabilidade na fábrica e evitar demissões.

 

Além da redução na produção, a Peugeot vai fazer um ajuste no horário dos funcionários: eles passarão a cumprir uma jornada de seis horas trabalhadas e perderão o direito ao almoço. Segundo a empresa, as equipes da manhã cumprirão uma jornada das 8 às 14h15min , e as equipes da tarde, das 14h45min às 21 horas. Por 30 minutos – entre um turno e outro – não haverá produção.  Tem mais. A Peugeot concederá um intervalo de 15 minutos para cada equipe, onde servirá um lanche.

 

As mudanças passam a valer a partir de segunda, 1º de outubro, e vão até 31 de dezembro. Segundo uma fonte do jornal, a empresa pode adiantar até as férias coletivas de janeiro para dezembro. “O agravamento da crise na Argentina, para onde destinamos a maior parte da nossa produção, impactou fortemente o planejamento da produção do PIBR (Polo Industrial Brasil) para os próximos meses”, informou a Peugeot. “Os cortes de pedidos de veículos na Argentina, somados ao atual desempenho das nossas vendas no concorrido mercado brasileiro, nos levaram a tomar importantes medidas para proteger os empregos dos nossos colaboradores e o nosso negócio na América Latina”, completou, sem detalhar como ficará a capacidade de produção da fábrica com as mudanças impostas – quantidade de veículos produzidos por dia.

De acordo com o informe, “as horas não trabalhadas serão lançadas no banco de horas de cada colaborador e os horários dos funcionários do administrativo e dos estagiários seguirão inalterados”. A empresa informou ainda que divulgará os horários dos ônibus fretados e do funcionamento dos refeitórios. Mas não comentou até que ponto as mudanças afetarão as empresas do Tecnopolo (cinturão de fornecedores).

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.