Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 14 de Agosto de 2018
0
Publicado em 04/06/18, às 10:30

Martelo batido

Depois de faltar à penúltima audiência de conciliação com o Sindicato dos Professores, o que obrigou o juiz a remarcá-la para terça, 29 de maio, o prefeito Samuca  finalmente firmou um acordo com o Sepe-VR a respeito do Plano de Cargos Carreiras e Salários, assim como fez com o Sindicato do Funcionalismo Público. Por ele, o município pagará R$ 135,98 aos professores, já referentes ao mês de maio, em folha suplementar até o dia 15 de junho. O valor será mantido nos meses subsequentes.  

No dia 25 de setembro haverá nova audiência para que, com estudos de impacto orçamentário, aumente-se ou não o valor fixado, até contemplar o enquadramento conforme definido em sentença. Vale ressaltar que diferenças anteriores serão pagas mediante precatório, o que já vem sendo calculado.

“Fiz questão de vir pessoalmente hoje aqui, na presença do juiz e dos representantes dos profissionais da educação, para mais uma vez, de maneira objetiva, transparente e com muito diálogo, deixar claro que esse governo respeita a categoria. Algo que nunca havia sido feito. Pode não ser o ideal, mas é o nosso sinal que iremos continuar fazendo de tudo para que todos tenham seus direitos respeitados”, alegou Samuca.  

Mas que o prefeito não fique muito feliz, pois a categoria deverá fazer novas paralisações exigindo, entre outras, o ajuste da ajuda financeira para estudos, extensão do auxílio-alimentação para quem tem duas matrículas, redução da carga horária do pessoal administrativo e PCCS para os servidores contratados de depois de 2011. “Nossas negociações ainda não acabaram. O valor de R$ 135,98 não é o ideal, porém já sinaliza um progresso. Mas o governo fez promessas nas negociações e não cumpriu. Faz exigências ao sindicato que cabe a ele resolver. Tudo isso ainda discutiremos com a categoria”, explicou Maria da Conceição, diretora do Sepe.

A sindicalista disse que as manifestações dos professores sofreram mudanças por conta da greve dos caminhoneiros. “Decidimos suspender a assembleia que aconteceria no dia 30, remarcando a mesma para o dia 6 de junho, às 18 horas. Uma vez que a última assembleia aprovou meia paralisação até o dia 30, retornaremos às escolas na segunda-feira em horário normal e decidiremos os próximos passos do movimento em 06 de junho”, avisou Conceição.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.