Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Domingo, 22 de Abril de 2018
0
Publicado em 15/01/18, às 09:17

Madrugada de terror

6e905bf4-7268-4906-b97e-cfcd4d5581b2_cor

Os moradores de Quatis – que tem cerca de 14 mil habitantes – acordaram assustados na madrugada desta sexta, 12, com o barulho de tiros de fuzil e explosões, causadas por um bando que invadiu a pequena cidade do Sul Fluminense para roubar caixas eletrônicos.

 

Em pelo menos quatro carros, e fortemente armados, os integrantes do grupo teriam usado dinamite para explodir o saguão de autoatendimento das agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica, localizadas no centro da cidade.

 

Apoiando a ação, segundo relatos de moradores, pelo menos seis bandidos – possivelmente armados de fuzil – atacaram até o DPO (Departamento de Policiamento Ostensivo) da Polícia Militar, que fica na entrada de Quatis, e um posto da Guarda Municipal, em frente à agência da CEF. A ação dos bandidos teria durado 20 minutos, e na fuga eles espalharam grampos (miguelitos) que furam os pneus dos carros, dificultando qualquer perseguição.

 

Até o encerramento desta edição, a polícia havia confirmado apenas que foi levado dinheiro dos dois bancos, sem especificar o valor, e ninguém havia sido preso. A Polícia Federal também participa das investigações para averiguar o caso da CEF. O saldo do roubo, além das duas agências bancárias destruídas (ver foto), foram inúmeras cápsulas de fuzil e pistola espalhadas por todo o chão no centro da cidade.       

Os moradores relataram momentos de terror, mas por medo evitam se identificar. “Parecia zona de guerra. Explosões e tiros de fuzil para todo lado. Não sabemos mais onde isso vai parar”, disse um morador. A ação não deixou nenhum ferido.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.