Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Domingo, 30 de Abril de 2017
0
Publicado em 20/02/17, às 15:25

Impacto positivo

Geschwister spielen mit dem Golden Retriever Hund als Haustier

As crianças se relacionam melhor com seus animais de estimação do que com seus irmãos e irmãs, de acordo com um estudo recémpublicado pela Universidade de Cambridge. A pesquisa se soma ao aumento de provas de que os animais domésticos podem ter grande influência no desenvolvimento da criança e podem ter impacto positivo nas habilidades sociais e bem-estar emocional.

 

Os animais de estimação são quase tão comuns quanto irmãos nas residências ocidentais, apesar de haver relativamente poucos estudos sobre a importância dos relacionamentos entre crianças e pets. “Qualquer pessoa que tenha amado um animal de estimação na infância sabe que nós os procuramos para companhia e revelações, exatamente como nos relacionamentos entre pessoas”, disse Matt Cassels, pesquisador líder. “Queríamos saber o quão forte são estes relacionamentos com os animais de estimação em relação a outros laços familiares. Por fim, isso pode nos permitir entender como os pets contribuem para um desenvolvimento infantil mais saudável”.

 

Esse estudo, publicado no Journal of Applied Developmental Psycho-logy (Jornal de Psicologia Aplicada de Desenvolvimento), foi conduzido em colaboração com o Centro Waltham® de Nutrição Animal, parte da Mars e do Conselho de Pesquisa Econômica e Social como parte de um estudo mais amplo, liderado pela Professora Claire Hughes do Centro de Pesquisa Familiar da Universidade de Cambridge. Os pesquisadores entrevistaram crianças com 12 anos de idade de 77 famílias com um ou mais animais de estimação de todos os tipos e com mais de uma criança na residência. As crianças reportaram fortes relacionamentos com seus animais de estimação em relação aos seus irmãos, com níveis mais baixos de conflitos e maior satisfação em donos de cães do que de outros tipos de animais de estimação.

 

“Apesar de o animal de estimação não entender totalmente ou responder verbalmente, o nível de revelações para pets não é menor do que aquelas feitas aos irmãos”, disse Cassels. “O fato de os animais de estimação não entenderem ou responderem pode ser um benefício, pois isso significa que eles não fazem nenhum julgamento. Enquanto pesquisas anteriores frequentemente revelaram que os meninos reportam relacionamentos mais fortes com seus animais de estimação do que as meninas, nós, na verdade, descobrimos o oposto. Enquanto meninos e meninas estão igualmente satisfeitos com seus animais de estimação, as meninas reportaram mais revelações, com-panheirismo e conflito com seus pets do que os meninos, talvez indicando que as meninas podem interagir com eles de maneiras mais diferenciadas”.

 

“As provas continuam a aumentar, mostrando que os animais de estimação têm benefícios positivos na saúde humana e na coesão comunitária”, disse a pesquisadora da Waltham®, Nancy Gee, uma coautora do estudo. “O apoio social que os adolescentes recebem dos pets pode possivelmente apoiar seu bem-estar psicológico mais adiante na vida, mas há ainda muito a aprender sobre o impacto de longo termo dos animais de estimação no desenvolvimento das crianças”.

Sobre o Centro Waltham de Nutrição Animal

O Centro Waltham® de Nutrição Animal é o centro científico fundamental da Mars e se concentra na nutrição e bem-estar de cães, gatos, cavalos, pássaros e peixes e seus benefícios para os humanos. Localizado em Leicestershire, Inglaterra, a especialização e o conhecimento do Waltham® promovem o desenvolvimento de produtos inovadores que atendem às necessidades dos animais de companhia de forma prática. O Centro celebrou recentemente meio século de existência e foi o pioneiro em vários avanços importantes no campo, publicando mais de 600 estudos científicos revisados por pares. Atualmente, o Waltham® continua colaborando com os institutos científicos mais famosos do mundo, conduzindo à visão da Mars de criar ‘Um mundo melhor para os pets e fornecendo a ciência que sustenta as marcas líderes da Mars, tais como Pedigree®, Whiskas®, Royal Canin®, Hospital de Animais Banfield®, Iams®, Cesar®, Nutro®, Sheba®, Dreamies® e Eukanuba®. http://www.waltham.com

 

Para ler a versão original do PR Newswire, visite:http://www.prnewswire.com/news-releases/novo-estudo-revela-que-animais-de-estimacao-sao-os-melhores-amigos-das-criancas-300395441.html

Fonte: Mars Petcare

Passaporte para cães e gatos  

Quem pensa em viajar para o exterior e levar o seu animal de estimação vai gostar da notiícia: agora tudo ficou mais prático.  É que desde o final do ano passado, o passaporte para cães e gatos está sendo emitido pelas Unidades da Vigilância Agropecuária (Vigiagro), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O objetivo é único: tornar as viagens para o exterior menos burocráticas.

 

A iniciativa, que já é adotada na União Europeia, visa agilizar o embarque do animal de estimação e proporcionar ao proprietário mais segurança, reduzindo, entre outras, as chances de um cão ou gato ser extraviado, furtado ou mesmo de embarcar com alguma doença contagiosa, pois no passaporte estão reunidas as informações mais importantes do animal. O documento poderá substituir o atual Certificado Veterinário Internacional (CVI) e é válido em todos os países do Mercosul. Entretanto, o passaporte não é obrigatório. 

 

Apesar de não haver a obrigatoriedade, a estudante Bárbara Nascimento decidiu providenciar os documentos dos seus dois cães e elogiou o procedimento. “Vou viajar para o exterior e não podia deixar eles para trás. Brutus e Spike ganharam os passaportes em poucos dias e estão prontos para me acompanhar. Não tive dificuldade alguma, foi um procedimento muito fácil e não custou nada”, destacou.

 

Bárbara também ressalta a vantagem do passaporte reunir informações essenciais, como os dados do proprietário e de um microchip que deve ser implantado nos animais. “Você não precisa andar com a carteira de vacinação, exames e outros documentos. Está tudo concentrado no passaporte. Na hora do embarque e do desembarque, a agilidade conta muito para poupar tempo e evitar o estresse do animal”, ressaltou

Procedimento

Os interessados em tirar o documento devem procurar primeiro um veterinário em um estabelecimento especializado para implantar o microchip no animal. Isso possibilitará a identificação em qualquer país. O objeto tem o tamanho de um grão de arroz e fica sob a pele do bicho.

 

Para tirar o passaporte, é preciso ir até uma das unidades do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), situadas nos aeroportos, portos e postos de fronteira nos estados.

 

Para fazer o requerimento, é preciso levar um documento de comprovação de aplicação do microchip, atestado de saúde do animal e documentos de identificação e comprovante de residência do proprietário. O animal deve ir junto com o dono para a solicitação. O passaporte terá validade vitalícia. A cada nova viagem, as informações sanitárias devem ser atualizadas.

 

O passaporte conterá informações como o nome e endereço do dono; a descrição do animal; nome, espécie, raça, sexo, pelagem e data estimada de nascimento; número de identificação eletrônica do animal (microchip); dados de vacinação e exame clínico fornecidos por médico veterinário. O documento é expedido nos idiomas português, inglês e espanhol.

 

 Requisitos para emissão do passaporte de cães e gatos:

 * Sejam nascidos há pelo menos 90 (noventa) dias;

* Nascidos no Brasil ou no exterior e importados definitivamente para o Brasil;

* Sejam criados por proprietários residentes no Brasil; e tenham sido examinados por médico veterinário inscrito no CRMV-UF, que ateste a boa saúde dos animais;

* O Passaporte para o Trânsito de Cães e Gatos será individual, sendo vedada a transferência ou utilização por outro animal

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.