Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
0
Publicado em 07/05/18, às 10:44

Gestão compartilhada

escritorio central

A novela Escritório Central teve mais um capítulo, que pode ser um dos últimos. Foi em São Paulo, na tarde de quinta, 3, e reuniu alguns assessores do prefeito Samuca Silva e diretores da CSN. No final do encontro, ficou decidido que a CSN e a prefeitura de Volta Redonda deverão mesmo partir para a gestão compartilhada do prédio, localizado no coração da Vila, como o aQui anunciou, com exclusividade, na edição passada. “A prefeitura deve administrar 13 andares; a CSN, os outros três”, revelou um dos assessores ao ligar para Samuca.    

 

Ele foi além. Disse que a CSN deverá assumir os gastos com a ‘reforma do prédio’, orçada pelos técnicos do IPPU-VR em R$ 10 milhões. “Benjamin Steinbruch acha que a gestão compartilhada é mesmo uma saída para o Escritório Central e pediu que a prefeitura detalhe todas as despesas, orçadas em R$ 10 milhões, para sua análise. Ele prometeu bancar tudo”, completou o assessor do Palácio de Julho que esteve representando o prefeito na reunião.

 

Ao ser procurado, Samuca confirmou a história do acordo da gestão compartilhada. “O Benjamin prefere não vender (o imóvel), mas não quer continuar gastando cerca de R$ 80 mil por mês para mantê-lo. Com a nossa gestão, ele não terá mais nenhuma despesa. Tudo (os R$ 80 mil) será dividido entre a empresa, a prefeitura e as empresas que forem selecionadas para ocupar todo o prédio”, disse o prefeito.

 

Samuca foi além. Disse que não será cobrado nenhum aluguel de quem quer que seja. “Ninguém vai pagar aluguel”, disparou. “Banco, Detran, restaurante, quem for não vai pagar aluguel”, disse, para logo acrescentar: “Todos vamos dividir os custos de administração e manutenção do Escritório Central. Mas a gestão será da prefeitura”, completou.

 

Segundo relato do assessor que esteve em São Paulo, uma nova rodada será realizada durante a semana. “Podemos assinar contrato já nessa semana”, crê Samuca, aproveitando para dizer que as dívidas da CSN para com os cofres públicos e do município para com a siderúrgica continuarão sendo discutidas em ‘alto nível’.  Que assim seja.   

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.