Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Sábado, 23 de Setembro de 2017
0
Publicado em 03/04/17, às 10:21

Estacionamento Amaral Peixoto

Sobre o artigo da edição do Jornal Aqui de 25 último, denominado” Sem vaga”  me deixa transparecer que o Sr. prefeito quer reduzir o número de carros nas ruas punindo os seus proprietários, aumentando o martírio dos que precisam utilizar os seus carros para diversos fins. Essa redução de veículos particulares nas ruas é sim benéfica ( ao meio ambiente, a qualidade do ar que respiramos, e até a economia). Mas tem de ser criado primeiro condições para que as pessoas sejam incentivadas a larga-los em suas garagens e utilizar o transporte público. Punindo os motoristas estaremos prejudicando não só eles, mas o comércio também, incentivando que muitos voltaredondenses passem a fazer compras de alguns itens fora da cidade. Afinal é muito melhor, por exemplo, fazer compras no Rio de Janeiro utilizando o transporte público d e lá do que utilizando o transporte de cá. Também: é outra bobagem proibir criação de vagas de estacionamento em estabelecimentos privados. Já notei que o trânsito fica muito mais complicado quando uma multidão começa a circular procurando vaga e hoje ninguém sai para a rua de carro só para “passear”. Se sai é porque tem um objetivo em mente e carro já deixou há muito tempo de ser algo elitista. Hoje quase todos têm. Eu gosto de usar o transporte coletivo, mas nem sempre ele me atende em VR, por questões de perda de tempo e principalmente de segurança. Vamos sim criar condições para que todos o utilizem mais, mas não da maneira mais fácil, que é punindo os proprietários dos veículos.
Ivan Esaú dos Santos

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.