Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quarta-Feira, 15 de Agosto de 2018
0
Publicado em 30/07/18, às 08:38

Em busca da harmonia

26.07.18.FAMILIA Lugar de Acolhida (21)

A comunidade LGBTI de Volta Redonda não anda nada, nada satisfeita com a secretária de Políticas Públicas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos (SMIDH), Dayse Penna, alegando que faltam justamente políticas públicas para o setor. Outra reclamação por parte dos ‘coloridos’ é que a pasta, que deveria, no mínimo, apoiar projetos de cunho afirmativo, tem voltado as costas para os movimentos sociais. Prova disso é que nem a prefeitura e nem a pasta de Dayse sinalizaram, até hoje, qualquer participação na 6ª Parada do Orgulho Gay do município, que acontece mês que vem.

Mas a secretária vem tentando se redimir. Usando o Centro de Cidadania LGBT Sul Fluminense, instituído no município pelo governo do Estado, a SMIDH realizou na tarde de quinta, 26, o primeiro encontro para familiares e pessoas LGBTs de Volta Redonda. A atividade contou com a participação da educadora e parapsicóloga Regina Pereira (ver foto).

De acordo com Dayse, o projeto, bastante criticado pelos movimentos sociais devido ao “fraco alcance”, visa ajudar o enfrentamento à violência. “Devido ao alto índice de violência doméstica que esse público sofre, a SMIDH está investindo neste assunto. Quanto mais for fomentado essa harmonia e esse autoconhecimento dentro dos lares, melhor é o resultado para todos”, avalia a secretária. Os encontros do grupo vão acontecer uma vez ao mês na sede da secretaria, no bairro Nossa Senhora das Graças.

“A partir do momento em que criamos consciência de nossas atitudes podemos modificá-las. O grupo vai ajudar nessa troca de experiências para que outras pessoas mudem seus conceitos. Muitas coisas ficam escondidas no nosso subconsciente e podem prejudicar essas relações de aceitação do outro e sua autoaceitação”, explicou Regina Pereira.

O prefeito Samuca Silva, destacou a importância em acolher também as famílias dos LGBTs. “O lar tem que ser nossa base, sabemos que temos que trabalhar essa aceitação e, principalmente, criar uma harmonia dentro das casas. A rede de assistência de Volta Redonda, como a de saúde, proporciona também esse tipo de ajuda que evita lá na frente diversos problemas e até a violência”, disse.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.