Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quinta-Feira, 19 de Julho de 2018
0
Publicado em 14/05/18, às 09:32

Dinheiro na mão

11-05-2018 - gabinete educacao - gabriel borges (10)

A prefeitura de Volta Redonda depositou na manhã de ontem, sexta, 11, um total de R$ 500 mil para cerca de 3.700 servidores públicos a título de PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários) acordado entre o prefeito Samuca Silva e representantes do órgão da categoria. Esse valor, referente a abril, será pago mensalmente até setembro, quando haverá uma análise do comportamento da receita do município e a possibilidade de uma readequação nos valores. Em janeiro de 2019, outra avaliação será feita com possibilidade de uma nova readequação.   

“Todos sabem das dificuldades financeiras que assolam o Estado do Rio e o Brasil. Mas, essa crise está sendo tratada com muita gestão em Volta Redonda. É importante destacar que iniciamos o PCCS, algo que se arrastava há mais de 20 anos e estamos enfrentando a questão com muito diálogo. Apresentaremos uma proposta para iniciar o cumprimento do Plano, o que representa respeito com os servidores públicos”, destacou o prefeito Samuca, que foi além. “Sabemos da importância de valorizarmos os servidores públicos do município e, com respeito e responsabilidade, vamos fazendo isso”, pontuou.

Educação
Inicialmente, o valor de R$ 6,5 milhões a ser distribuído até setembro, deveria ser dividido entre os servidores da administração pública e os professores da rede pública de educação. No entanto, por determinação Judicial, os servidores da educação foram excluídos do rateio, o que gerou uma série de reclamações por parte da categoria. Para a maioria, a culpa não foi do Palácio17 de Julho. Muito pelo contrário. “O Sindicato dos professores dormiu no ponto e o prefeito foi obrigado a acatar a ordem do Juiz de liberar o dinheiro apenas para os servidores do Sindicato do Funcionalismo Público”, avaliou uma fonte.  

A solução para o prefeito Samuca, diz ela, foi solicitar que a secretaria de Administração fizesse uma nova análise financeira, e uma nova proposta, nos mesmos moldes da anterior, aos professores com base nos valores unitários. A mesma deverá ser apresentada ainda este mês à Justiça. “O que nós queremos é que os professores saibam que eles também começarão a receber o PCCS. Esperamos resolver as questões legais para que possamos começar a pagar, assim como fizemos nessa semana com os 3.700 funcionários públicos”, prometeu o prefeito Samuca Silva

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.