Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Domingo, 21 de Julho de 2019
0
Publicado em 25/02/19, às 09:04

Desconstruído o Machismo

O assunto predominante em todas as rodas desde o Fantástico de domingo, 17, é a surra que a empresária Elaine Caparroz levou do advogado Vinicius Batista Serra, a quem conheceu pelas redes sociais. Ela está no hospital e ele, preso em flagrante, cumpre prisão preventiva. O caso ocorreu na Barra da Tijuca, no Rio, mas pode acontecer em qualquer esquina. Em Volta Redonda, pelo menos, as autoridades procuram combater a violência contra a mulher.
A secretaria de Política para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos, em parceria com o Fórum de Volta Redonda, por exemplo, desenvolve o projeto ‘Desconstruindo o Machismo’, que tem o objetivo de ‘dialogar com os agressores de mulheres’ que estão sob medida protetiva. Em 2018, cerca de 130 homens, dos 204 que receberam intimação expedida pelo Fórum para comparecer aos encontros, participaram ativamente dos encontros que acontecem uma vez ao mês e contam com a presença do profissional de coaching Djalma Magalhães e de um policial militar do projeto ‘Guardiões da Vida Barreiro’.
De acordo com a secretária de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos, Dayse Penna, o projeto é importante para que os homens agressores possam desconstruir seus conceitos. “O homem agressor normalmente vem de um contexto de naturalização da violência. Ou seja, ele pode ter vivenciado enquanto criança o mesmo padrão de convivência que estabelece com sua atual parceira. O nosso propósito com o ‘Desconstruindo Machismo’ é abrir diálogo e mostrar que já não cabe mais em pleno século XXI reproduzir padrões de violência. Hoje temos leis, temos uma rede de proteção, e não podemos tolerar atitudes e ações que configuram a violência doméstica. O sucesso do projeto está na metodologia utilizada por profissionais empenhados em construir uma sociedade mais esclarecida e respeitosa”, contou.
O prefeito Samuca Silva vai além. Diz que o método é extremamente bom para a mudança de comportamento dos homens agressores. “O trabalho com esses agressores em Volta Redonda é um método que tem trazido depoimentos positivos das vítimas de violência com relação à mudança de comportamento de seus companheiros, como também a ausência de reincidência de agressão por parte dos acusados. Se justificando então como um método efetivo não só no combate à violência familiar, como na prevenção dela e também para a formação de uma sociedade mais justa e igualitária”, contou.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.