Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Domingo, 21 de Outubro de 2018
0
Publicado em 17/07/18, às 08:36

Desafio aceito

neto (11)

Na tarde de quinta, 12, quando anunciou que Maycon e Samuquinha não seriam mais candidatos, o prefeito Samuca Silva lançou um desafio para os jornalistas: que perguntassem ao ex-prefeito Neto porque ele mesmo não se lançava candidato à Alerj ao invés de lançar seu irmão, Munir Francisco. O aQui topou a parada e foi atrás do ex-prefeito, que respondeu a Samuca.

 

Primeiro sobre a história de que estaria desenvolvendo um novo projeto de poder para ficar outros 20 anos comandando o Palácio 17 de Julho, como fez até passar o bastão para Samuca Silva.  “Meu projeto de poder é poder melhorar Volta Redonda, poder salvar a cidade do que ela está virando”, disparou Neto, que a seguir respondeu à pergunta do atual prefeito sobre candidatura: “O que eu quero é ser prefeito de Volta Redonda, não ser do Legislativo”, disse o ex-prefeito, que aliás, iniciou sua carreira na política como deputado estadual. Neto também lembrou que foi sondado para ser vice-governador de Eduardo Paes na chapa do PMDB. “O que eu quero é ser prefeito de Volta Redonda”, repetiu.

 

Aproveitando o ganho do ‘desafio’, Neto passou a atacar Samuca no que diz respeito ao endividamento da prefeitura de Volta Redonda. “Não é verdade, ele mente o tempo todo. Se a prefeitura deve o que ele diz, não teria condições de comprar um hospital, de gastar R$ 3,5 milhões em divulgação, de fazer todas as maluquices que ele vem fazendo”, argumentou, repetindo uma frase que falou assim que começou a receber as primeiras críticas do seu sucessor: “Ele tem que me esquecer e trabalhar, porque até agora não disse a que veio”. 

 

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.