Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2018
0
Publicado em 19/01/18, às 18:54

Dermatite atópica e o verão

maite_cor

A dermatite atópica é uma doença inflamatória crônica que causa alteração na barreira de proteção da pele provocando ressecamento, coceira, vermelhidão, rachadura, descamação e até feridas. Geralmente atinge pessoas com história familiar ou pessoal de asma, bronquite, rinite ou a própria dermatite atópica. É comum na infância e atinge cerca de 20% das crianças, podendo desaparecer com a idade. Ou ir piorarando o quadro.

Calor, suor, cloro da piscina, sal do mar, a umidade e o uso frequente de ar condicionado podem estimular crises de dermatite atópica e, por isso, vou apresentar algumas dicas para quem quiser curtir o verão.

O sol, por exemplo, em doses baixas pode criar um efeito benéfico para aumentar a imunidade, mas se for exagerado, ele pode irritar a pele e baixar ainda mais a imunidade de quem abusa dos dias de temperaturas quentes. A exposição solar – de 15 a 30 minutos – todos os dias também pode ajudar a melhorar a saúde da pele. Tem mais. O uso de protetores solares não é contra-indicado, nem o uso de repelentes. Roupas com fatores de proteção, já comuns, podem e devem ser usadas.

O contato excessivo e prolongado com água, cheia de cloro das piscinas ou o sal das praias, reduz bem a proteção da pele, deixando-a mais ressecada. Assim, evite ficar muito tempo dentro d’água e, ao tomar banho, capriche no uso de hidratantes leves, sem perfume. Deve-se usá-los, principalmente, ao sair do banho, com a pele levemente úmida para obter uma melhor absorção.

Para evitar o suor em excesso, que pode aumentar as coceiras, dê preferência ao uso de roupas leves e frescas, nada sintéticas. Faça suas atividades físicas com moderação, sempre nos horários mais frescos. O uso do ar condicionado ajuda a refrescar, mas deixa o ar mais seco, piorando o ressecamento da pele. Então, evite ficar muito tempo em ambientes fechados, climatizados.  Dê preferência ao uso de umidificadores de ar para amenizar os dias quentes do verão.

Por último, um alerta: a dermatite atópica é uma doença que não tem cura. O uso contínuo de hidratantes é fundamental para mantê-la sob controle. E viva o verão!

Maitê Vieira Bahia é Médica com pós-graduação em Dermatologia, CRM 52.85624-0 Atende no Centro Médico, ao lado do Hospital Vita – telefone (24) 2102-0088 e no Centro de Saúde Renascer – telefone (24) 3348-1098. Confira meu perfil no Instagram: @dramaitebahia

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.