Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Segunda-Feira, 17 de Dezembro de 2018
0
Publicado em 18/12/17, às 09:15

“Dá um cacete nele”

Screenshot_20171215-173449

O vereador barramansense Luiz Antônio (PSDB) provocou ‘aquela’ polêmica no plenário da Câmara de Barra Mansa. Depois de ouvir o desabafo do colega Zé Abel (PRB), que foi à tribuna reclamar da atuação de um parlamentar, cujo nome não citou, na Região Leste, o tucano o orientou a dar “um cacete” no ‘adversário entrão’ para que este aprendesse a respeitar o espaço dos outros.

 

“Ele fez essas visitas com o carro da Câmara? Carro novo… bonito. Ele chegou bonito”, ironizou Luiz Antônio, que a seguir deu a sugestão pra lá de incomum. “Manda dar o cacete (no vereador, grifo nosso) lá no seu bairro que ele nunca mais vai aparecer lá, vereador. Manda a galera pegar ele de porrada que ele some de lá. Aí pronto! Aí acaba”, sugeriu Luiz Antônio, sem medo de ser feliz.

 

Felizmente, o evangélico Zé Abel declinou da sugestão e, até prova em contrário, não pôs capangas atrás do vereador abelhudo, que até agora não foi identificado. “Isso aí (dar o cacete) eu nunca fiz com ninguém e também não vou fazer, não. Quero dizer para vocês que a Região Leste é muito carente. Todo mundo pode ajudar. Ninguém precisa ficar cismado por causa do Zé Abel”, aliviou.

 

A fala de Luiz Antônio virou vídeo e caiu nas redes sociais. Ao aQui, o vereador explicou que foi uma típica brincadeira com fundo de verdade. “A gente fala sério, mas em tom de brincadeira. Às vezes, o cara não dá conta do serviço em sua base eleitoral e quer ir para outra base, fazer promessas que não pode cumprir. A cidade é muito grande. Tem espaço para todo mundo trabalhar. O vereador tem que ter ética e respeitar o espaço dos outros”, pontuou.

 

Luiz Antônio revelou que chegou a receber algumas críticas pelo Facebook. “Algumas pessoas reclamaram. Disseram que os tempos bons da Câmara já se passaram. Mas isso não me preocupa”, comentou, frisando que não está preocupado com um possível processo por fazer apologia à violência usando os microfones da Câmara de Barra Mansa.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.