Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quinta-Feira, 16 de Agosto de 2018
0
Publicado em 28/05/18, às 10:06

Curtas 1099

TPOD_002

Triagem Odontológica no UniFOA
No próximo dia 11 de junho, os alunos e professores do curso de Odontologia do UniFOA vão promover mais uma triagem de crianças, jovens e adultos que poderão ser atendidos no segundo semestre do ano no campus Olezio Galotti, em Três Poços. Esta será a 5ª edição do evento que já se tornou uma tradição da entidade.
Na ação, a população poderá receber atendimento nas mais diversas especialidades Odontológicas que o UniFOA dispõe nos cursos de Graduação e Pós-Graduação, como: Dentística (restaurações dentárias), Odontopediatria (crianças), Cirurgias (exodontias), Próteses Dentárias, Endodontia (canal), Periodontia (gengivas) e Ortodontia (aparelho).
O público-alvo são crianças, de 4 a 9 anos, adolescentes e adultos. As pessoas atendidas deverão ter em mãos documento com foto (RG) e no caso de menores de idade, a certidão de nascimento ou RG e a presença do responsável.
“O curso de Odontologia do UniFOA ainda possui atendimento para pacientes oncológicos e portadores de necessidades especiais, práticas que somam à experiência na área de alunos e professores”, lembrou a professora responsável pela triagem, Lívia Tavares.

 

Volta à escola  
Na segunda, 21, Rita Andrade, secretária de Educação de Volta Redonda, Toninho Oreste, secretário de Infraestrutura, e Márcio Lins, presidente do IPPU, estiveram na Escola Municipal Drº Jiulio Caruso, no Conforto. Motivo: analisar e avaliar as condições da unidade e as medidas de manutenção imediata para o espaço, além de uma possível reforma de alguns pontos específicos da escola. “Nossa visita foi extremamente técnica para pontuar as necessidades da escola. E, principalmente, traçar as medidas que serão tomadas. A unidade já está recebendo a instalação de 16 de ventiladores em todas as salas e receberá outras melhorias”, avaliou Rita. 
A Escola Municipal Jiulio Caruso atende cerca de 750 alunos nos turnos da manhã, tarde e noite. Para Toninho Oreste, mesmo com a grande demanda, o trabalho não é complexo.  “Detectamos algumas ocorrências pontuais como a proximidade das árvores com o telhado, o que pode obstruir as calhas, sendo necessário realizar a poda. As demandas apuradas não são complexas, o que facilita a manutenção do espaço”, contou, lembrando que a última reforma na escola foi há mais de dez anos. Há controvérsias.

 

‘Sala Verde Ingá’
A secretaria de Meio Ambiente de Volta Redonda conseguiu ser aprovada para participar do projeto Sala Verde, coordenado pelo departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, que consiste no incentivo à implantação de espaços socioambientais – centros de informação e formação ambiental. Em Volta Redonda, o espaço vai funcionar dentro do Parque Natural Municipal Fazenda Santa Cecília do Ingá e será batizado de ‘Sala Verde Ingá’.
Atualmente existem 357 Salas Verdes espalhadas por todo o país, localizadas, em sua maioria, em prefeituras, secretarias de meio ambiente, secretarias de educação, institutos federais e universidades. “O nosso próximo passo agora é preparar o espaço físico que vai contemplar a Sala Verde do Ingá. Nós vamos nos basear num Projeto Político Pedagógico, que explica os porquês e como será realizado na prática. O nosso departamento de planejamento ambien-tal será o responsável pelo espaço e nós esperamos atender a todas as pessoas interessadas no tema meio ambiente”, teorizou a secretária de Meio Ambiente, Daniela Vasconcelos.

22-05-2018- Observatorio- Fotos Evandro Freitas (5)

Observatório Social
O prefeito Samuca Silva recebeu na manhã de terça, 22, a nova diretoria do Observatório Social de Volta Redonda, a ser empossada na próxima terça, 29, durante evento na CDL-VR, que será presidida por William Keller. Logo depois, o executivo esteve na redação do aQui, onde foi recebido pelo editor Luiz Vieira.  
Volta Redonda é a quinta cidade fluminense a ter uma agência do OS – outros municípios são: Rio de Janeiro, Niterói, Teresópolis e Barra Mansa. Segundo o presidente, William, a finalidade do instituto é colaborar com os poderes Executivo e Legislativo da cidade do aço, de maneira independente. “O observatório foi criado há 10 anos na cidade paranaense de Londrina, que serviu de exemplo aos demais municípios. Os participantes são apartidários, não podendo estar filiados a nenhum partido político; não ser servidor público municipal e nem prestar serviço à prefeitura para preservar a independência”, pontuou.  
Samuca Silva, que confirmou presença na cerimônia de posse, elogiou a postura de se buscar o diálogo, com colaboração, para avançar ainda mais nas políticas públicas. E lembrou que Volta Redonda tem a sua Controladoria Geral, tendo ainda reativado o Portal da Transparência. “Volta Redonda é a única cidade do estado do Rio que submete ao TCE (Tribunal de Contas do Estado) todos os editais que são elaborados pela prefeitura para que os documentos sejam publicados da maneira correta e o transparência”, afirmou Samuca. 

 

Samuca decreta estado de emergência

A prefeitura de Volta Redonda decretou na tarde de ontem, sexta, 25, Estado de Emergência no município. O decreto foi assinado pelo prefeito Samuca Silva, diante da falta de abastecimento geral provocado pela greve dos caminhoneiros, que já dura cinco dias. O movimento afetou o fornecimento de combustíveis e demais insumos.
Samuca explicou que a falta de abastecimento está acarretando dificuldades na prestação dos serviços públicos essenciais e pode ocasionar total colapso na saúde, educação, mobilidade e segurança pública. “A interrupção da prestação de serviços públicos essenciais poderá afetar a população de Volta Redonda e isso que a gente quer evitar com o decreto”, destacou.
Com o decreto, o município poderá adotar medidas excepcionais para a racionalização de todos os serviços públicos essenciais, que são: atendimento à saúde (transporte de pacientes, distribuição de insumos e medicamentos), educação (transporte e distribuição de alimentos), transporte coletivo urbano, coleta lixo, segurança pública e defesa civil.
O procurador geral do município, Augusto Nogueira, explicou que um dos artigos do decreto dá prioridade para o município comprar combustível. “Estamos atuando dentro da lei. O artigo 4º do decreto diz que todas as empresas que comercializam combustível no município devem assegurar prioridade para o atendimento dos serviços públicos essenciais”, finalizou o procurador.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.