Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
0
Publicado em 02/04/18, às 09:03

Curtas 1091

A posse de Márcio Lins

27-03-2018 - marcio lins ippu - gabriel borges 3

Na manhã de terça, 27, Samuca deu posse ao novo presidente do IPPU-VR (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Volta Redonda): o engenheiro Márcio Lins, ex-CSN. ‘Foi uma posse chocha’, definiu um dos presentes, garantindo que existe uma desconfiança por parte da equipe pelo fato do escolhido ser formado em engenharia de produção e ter passado a vida toda trabalhando na Usina Presidente Vargas. “Ele entende de aço”, ironizou, pedindo para não ser identificado.

Outro, entretanto, discorda. Garante que a expectativa com Márcio Lins é grande entre os funcionários do órgão, que estavam insatisfeitos com o modo de comandar dos ex-presidentes do órgão: Ricardo Moreira e Maria Ilma. “Ela era muito autoritária e não sabia comandar”, comparou.  

Com mais de 40 anos de experiência na CSN, Márcio Lins diz que gostou do desafio proposto por Samuca Silva. “É um grande desafio que o prefeito de Volta Redonda me confiou. Não sou nascido em Volta Redonda, mas sou um cidadão daqui. Meus filhos foram criados aqui e minha carreira profissional também”, frisou. “No planejamento urbano, precisamos ser referência no Médio Paraíba e no estado do Rio. O progresso precisa ser harmônico. Temos que buscar resultados para os próximos 20 anos. É um prazer vir trabalhar aqui com funcionários de tamanha qualificação profissional. Precisamos fazer um poder público eficiente no ponto de vista técnico. Fiquei muito honrado com o convite do prefeito”, pontuou, sem dar detalhes do que pretende fazer à frente do IPPU.

No evento, Samuca chegou a ressaltou que pensa em Volta Redonda daqui a 20 anos. “Não fui eleito para grandes obras e estou trabalhando para estruturar o município para os próximos 20 anos. Porém, em breve, vamos ter recursos para investir na cidade. Teremos uma melhor capacidade financeira. As grandes transformações serão estruturantes. E vocês, do IPPU, têm um papel fundamental para esse crescimento. Precisamos ser sustentáveis, numa forma de gestão e técnica. Os governos passam e o IPPU fica”, afirmou Samuca Silva, dando boas vindas ao novo presidente da autarquia municipal.

 

Restaurante Popular será reaberto

restaurante popular - gabriel (1)_corsite

Uma boa notícia para quem costumava enfrentar ‘filas do rango’ desde as 9 horas da manhã de todos os dias da semana. A prefeitura de Volta Redonda vai reabrir, em setembro, o Restaurante Popular e voltar a servir cerca de 1,5 mil almoços e 600 cafés da manhã. A ideia é iniciar as obras de reforma, orçadas em R$ 100 mil, ainda em abril. “Vamos levar o projeto para aprovação do Corpo de Bombeiros, o que não havia antigamente. Esse é um serviço muito importante para Volta Redonda e a população, principalmente em um momento de crise financeira. Vamos levar alimentação de qualidade com preço acessível”, garantiu Samuca.

 

A morte de Geraldo Pançardes

GERALDO-PANÇARDES-facebook

Foi sepultado na tarde de terça, 27, no Cemitério Municipal de Barra Mansa, o corpo do jornalista e ex-vereador barramansense, Geraldo de Almeida Pançardes. Ele morreu no dia anterior, no Hospital de Emergência de Resende, onde estava internado após uma cirurgia no intestino. Geraldo tinha 78 anos e foi fundador de vários jornais, além de ter sido professor de Comunicação Social da antiga Sobeu, atual UBM, e diretor do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Sul Fluminense.

Geraldo Pançardes fundou, por exemplo, o primeiro jornal diário de Barra Mansa: o “Folha Barra-Mansense”, em 1959. Foi vereador por duas vezes e um dos fundadores do Lions Club Internacional, com sede no Ano Bom, tendo sido ainda integrante do Rotary Club International.

Irmão de Geraldo, o diretor-presidente do jornal A voz da Cidade, o jornalista João Pançardes fez a seguinte análise sobre o legado deixado por Geraldo. “Ele deixa muitos amigos, muita saudade. Ele foi uma pessoa muito ativa socialmente, engajado em vários empreendimentos. Ele sempre procurou ser uma pessoa boa, um amigo”, escreveu.

 

20º Encontro de Folia de Reis

Folia de Reis 03_cor

Uma das mais tradicionais festas do Sul Fluminense, o Encontro de Folia de Reis está programado para acontecer amanhã, domingo, 31, na Ilha São João, em Volta Redonda, com a participação de 20 folias da cidade do aço, além de grupos de outros municípios.  

“Muitas pessoas acreditam que a tradição da Folia de Reis é somente em janeiro. Mas após a quaresma, começam as festas e os festivais das jornadas. Este ano, faremos um grande festejo e o principal objetivo é manter a tradição, preservar e proteger a cultura das folias”, promete a secretária de Cultura, Aline Ribeiro.

O encontro será das 9 às 22 horas e os foliões se apresentarão em um palco. Para quem não sabe, o grupo da folia de reis é formado por um mestre ou embaixador, por um contramestre, os três reis magos, os palhaços, os alfeires e os foliões.

A expectativa é grande entre os foliões. Um dos mais animados é o motorista Ronaldo Pereira, conhecido na folia de reis como Mestre Rona. “Esse evento é importante para divulgar a nossa cultura. Não só aqui, para Volta Redonda, mas para outras cidades também. Estarei lá com certeza com minha viola e minha sanfona participando”, comentou Ronaldo, folião há 36 anos e que participa dos encontros desde a primeira edição.

De acordo com a secretaria de Cultura, os foliões usam fantasias coloridas, tocam músicas típicas com diversos instrumentos (violas, reco-reco, tambores, acordeões, sanfonas, pandeiros, gaitas, etc.) e dançam. Muitos fazem apresentações teatrais recitando versos. “Estamos mantendo uma tradição da nossa região, valorizando essa cultura em um evento que será uma ótima opção de lazer para as famílias de Volta Redonda e das cidades vizinhas”, ressalta o prefeito Samuca Silva.

‘Família Acolhedora’

A prefeitura de Volta Redonda está facilitando o cadastro das pessoas que queiram participar do projeto ‘Família Acolhedora’, que tem o objetivo de oferecer mais qualidade de vida para crianças e adolescentes da cidade do aço que vivem em situação de ‘vulnerabilidade social’. E, para facilitar o cadastramento, a secretaria de Ação Comunitária disponibilizou no site Portal VR um formulário próprio de cadastro. 

De acordo com o titular da pasta, Maycon Abrantes, o objetivo é preparar as famílias para receberem, temporariamente, crianças e adolescentes que foram afastados do convívio de suas famílias, por meio de medidas protetivas. “O serviço de Acolhimento Familiar proporciona a essas crianças e adolescentes a chance de viver em um ambiente familiar. Recebendo apoio e a assistência necessária ao seu desenvolvimento”, explicou Maycon.

O programa ‘Família Acolhedora’ já beneficiou 11 crianças e adolescentes no município, sendo três encaminhadas para adoção e duas reintegradas às suas famílias. Atualmente, quatro crianças estão acolhidas. As famílias acolhedoras podem abrigar as crianças e adolescentes por, no máximo, um ano. A relação entre as crianças e os adolescentes com as famílias acolhedoras é afetuosa. Os participantes não podem ter a pretensão de adotá-las.

Para o prefeito Samuca Silva, essa é uma oportunidade para as crianças que estão sendo acolhidas, que terão seus vínculos familiares fortalecidos, e também para a família acolhedora, que terá uma experiência especial. “O projeto tem a intenção de fortalecer os vínculos familiares e comunitários das crianças afastadas do convívio de sua família. Essas famílias recebem uma capacitação e um auxílio financeiro mensal, para contribuir nas despesas que terão com a criança ou adolescente que estarão acolhendo, além da orientação contínua de profissionais de Psicologia e Serviço Social”, destacou Samuca.

Quem deseja fazer parte do ‘Família Acolhedora’ pode entrar em contato por meio do telefone (24) 3339-9565 ou pelo site do Portal VR no link: http://www.voltaredonda.rj.gov.br.

 

Aniversário da Academia da Vida

27.03.18.Aniv. Ac. da Vida (69)

A sumida Academia da Vida Oscar Cardoso, que era a menina dos olhos do ex-prefeito Neto, continua existindo na cidade do aço. E na terça, 27, comemorou seus 16 anos de vida. Para marcar a data, cerca de 500 alunos realizaram diversas apresentações, como encenação teatral, apresentações de dança e coral, além de brincadeiras diversas. A festa, com direito a bolo (ver foto) aconteceu na entrada do setor laranja do Estádio Raulino de Oliveira.

A Academia da Vida, conhecida como a 6ª escola da Fevre, é voltada para a terceira idade e desenvolve ações nas áreas de educação, saúde, arte e cultura. “A Academia da Vida é uma instituição ímpar, pois os idosos participam por amor ao trabalho que desenvolvemos com eles. Não existe nada que os prenda aqui, eles participam porque realmente gostam. Aqui as pessoas se sentem muito vivas, se sentem parte do mundo”, disse Márcia Regina da Silva Campos, diretora da unidade.

O prefeito Samuca Silva ressaltou a importância da Academia da Vida para os idosos de Volta Redonda. “A terceira idade tem uma importância muito grande para Volta Redonda e nossa missão é fortalecer cada vez mais as ações para os idosos. Um dos avanços foi a implantação do Hospital do Idoso, recentemente, que oferece atendimento exclusivo para a melhor idade”, destacou Samuca Silva.

Entre as atividades oferecidas na Academia da Vida estão: alfabetização; português básico; matemática básica; cursos básicos de atualização (português, saúde, mundo contemporâneo, arte e informática); cursos de extensão (dinâmicas e reflexões, educação financeira, inglês, mundo contemporâneo II, informática II, robótica, meio ambiente, bem viver, PAV (Programa de Apoio ao Voluntariado); cursos optativos (teatro amador, canto coral, dança e coreografia, oficinas de criação). 

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.