Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 16 de Julho de 2019
0
Publicado em 08/07/19, às 08:49

Cunho eleitoral

Na noite de terça, 3, os barramansenses passaram a conviver com uma série de fake news nas redes sociais dando conta de uma possível ação de bandidos na Cotiara. A ordem era para que todos ficassem em alerta ou saíssem do bairro. A ameaça obrigou a própria comandante do 28º batalhão da Polícia Militar, Luciana Rodrigues de Oliveira, a usar o WattsApp da corporação para tentar acalmar a população. “Isso é boato”, disparou, pedindo que todos confiassem na Polícia. 

 

Como todo boato pode ser falso ou verdadeiro, o prefeito Rodrigo Drable recebeu na manhã de quinta, 4, a própria comandante do Batalhão do Aço, sediado em Volta Redonda. E não deixou por menos. Disse que a divulgação das matérias (fake news) teria cunho político eleitoral, “com a finalidade de manchar a imagem do município afetando diretamente a Polícia Militar e a gestão municipal”. “Isso nos deixa alerta. Nós temos feito um esforço em conjunto com as Polícias Civil e Militar e a Guarda Municipal para fazer a maior cobertura da segurança na cidade, enfrentando de forma mais consistente as ações criminosas”, frisou.

 

Luciana Rodrigues de Oliveira aproveitou para explicar ao prefeito que há duas semanas, o batalhão estaria recebendo “informalmente, através de mensagens em rede social, relatos de possíveis ataques em escolas e, até mesmo na Delegacia de Polícia e DPOs”. “Internamente temos mobilizado equipes para ir até os locais, porém isso nos desgasta, pois nenhuma denúncia foi concretizada. Como autoridade de segurança, vamos em busca de uma resposta para a população a fim de evitar qualquer ação criminosa”, explicou.

 

Em relação aos boatos sobre a segurança pública, a comandante da PM explicou a Rodrigo que quando identificada a ‘Fake News’, a equipe especializada da Polícia Civil começa uma investigação, com objetivo de descobrir a origem da mensagem a fim de tomar as providências necessárias. “As pessoas têm que entender que isso é um crime e quem compartilha algo que pode gerar pânico e deslocamento desnecessário é conivente neste processo. Hoje, as pessoas acham que por estarem por atrás de um computador ou celular estão invisíveis, mas a verdade não é bem assim”, frisou.

Agentes

De acordo com Luciana, os dados de segurança em Barra Mansa, se comparado aos do ano anterior, melhoraram no que diz respeito às estatísticas e ocorrências. “O município carrega consigo um histórico, de alguns anos atrás, não muito favorável de ocorrências em relação a roubos e furtos. Mas do ano passado para cá, houve uma queda significativa nos casos, isso é visível. O trabalho de operação em conjunto com a Guarda Municipal nos ajuda a melhorar a qualidade de vida do cidadão”, contou, sem apresentar os dados.

Tem mais. Segundo ela, não há motivo para a população ficar com medo de sair às ruas, pois o policiamento foi aumentado. “Aumentamos o efetivo de policiamento com mais 16 agentes da Polícia Militar com o Regime Adicional de Serviço (RAS). Eles estão em atuação, tanto nas ruas, quanto no batalhão” disse.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.