Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Segunda-Feira, 9 de Dezembro de 2019
0
Publicado em 16/09/19, às 09:34

Cinquentão

 

Por Roberto Marinho

 

 

O Siderópolis é um dos bairros mais antigos de Volta Redonda. Em setembro, para quem não sabe, está completando 50 anos, e a Associação de Moradores preparou uma extensa programação, iniciada no último sábado, 7, e que vai se repetir nos próximos dois finais de semana, sempre a partir das 9 horas. A festa de aniversário, na quadra de esportes do time que leva o mesmo nome da localidade, conta com torneios esportivos, música, baile e homenagem aos moradores, além de cultos ecumênicos.

O bairro foi construído pela CSN e herdou o nome da cidade catarinense onde a siderúrgica mantinha uma mina de carvão que abastecia os fornos da Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda. Assim como o bairro vizinho de Casa de Pedra, que herdou o nome da mina de carvão da CSN existente na cidade mineira de Congonhas.  

De acordo com o presidente da Associação de Moradores do Siderópolis, Rildo dos Reis Oliveira, hoje o local tem cerca de 2,2 mil habitantes – conforme dados do postinho de saúde que atende ao bairro – e tem como principais qualidades a segurança, a arborização e a proximidade com a Mata da Cicuta. “É um bairro onde as pessoas podem andar tranquilamente, com seus familiares, sem problema de assaltos. A Mata da Cicuta nos favorece com a questão do ar, que é mais puro”, afirma Rildo. Por outro lado, a falta de espaços para os jovens – como um campo de futebol – é um dos principais problemas, além da contenção dos rios. “A cada temporal a gente perde um pedaço dos rios – o Cafuá e Brandão”, diz.

Rildo chama a atenção para um problema que é causado pelos próprios moradores: “Aqueles que levam o animal para passear e esquecem-se de carregar uma sacolinha para recolher as fezes”, aponta, relatando, no entanto, que outro problema antigo, o entulho e lixo jogado nos rios, diminuiu bastante. “O pessoal tem denunciado quem joga, e as pessoas também foram se educando. Melhorou muito”, afirma o presidente da Associação, ressaltando que a comunidade é muito participativa.

“Os moradores ajudam muito nosso trabalho, fiscalizam, mandam fotos de buracos, lâmpadas queimadas. Além disso, participam dos eventos, são muito participativos”, comemora, garantindo que o presente de aniversário que os moradores do Siderópolis gostariam de pedir à prefeitura – à CSN, na verdade – é a reabertura do campo do Versátil, retomado pela siderúrgica.

“O clube a gente sabe que é difícil voltar, mas pelo menos o campo, para os jovens terem um espaço melhor de lazer. Seria uma grande melhoria”, afirma Rildo. Outra coisa que os moradores gostariam de pedir é uma boa obra de contenção na margem dos rios que cortam o bairro. “Se pudesse ser feito, junto com a contenção, um calçadão, algo para as pessoas caminharem, seria um grande presente para os moradores”, diz ele.

Homenagem

 Rildo diz que nas comemorações do aniversário de 50 anos do local será prestada uma homenagem aos moradores que iniciaram o bairro. “Tiramos fotos, conversamos com todos aqueles que estão vivos. Daqueles que faleceram conseguimos fotos e fizemos um vídeo em homenagem a todos, para que ninguém fique de fora”, afirma, contando que os parentes de todos participarão da homenagem, que será realizada amanhã, domingo, 15, das 16 às 22 horas.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.