Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Sexta-Feira, 22 de Junho de 2018
0
Publicado em 26/02/18, às 11:06

Caindo…

21.02.18 Cremeb interditado - Divulgação (4)

A Defesa Civil e a Vigilância Sanitária de Barra Mansa interditaram na terça, 20, o prédio onde funcionava o Cremeb (Centro de Referência Médica de Barra Mansa), localizado à Rua Tenente José Eduardo, no Ano Bom. O imóvel, que abrigava serviços da secretaria de Saúde, como a coleta de sangue, o programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher, Criança e Adolescente e o Laboratório Municipal, estava em péssimo estado. Devido a infiltrações, parte do reboco desabou, colocando em risco a vida de funcionários e da população. A situação se agravou após as fortes chuvas dos últimos dias e, para evitar o pior, tempo foi interditado.

 

Todos os serviços da unidade foram transferidos para novos endereços e serão normalizados a partir de segunda, 26.  Já a unidade passará por obras de caráter emergencial. “As chuvas provocaram sérios danos. Por isto, vamos realizar a obra de reconstrução de todo o telhado do imóvel e reparar as paredes afetadas pela infiltração e o mofo. Nossa expectativa é realizar a reforma e colocar o ambulatório em pleno funcionamento. Existe a perspectiva de instalação de um PSF na unidade”, disse Sérgio Gomes, secretário de Saúde de Barra Mansa.

 

O subsecretário de Saúde, Silvio Daniel, relatou que o imóvel não passava por reforma há anos. “Parte da estrutura está comprometida, por isto, enquanto durarem as obras de reforma, a população será atendida em outros locais. Os serviços e equipamentos estão sendo transferidos e na próxima segunda-feira tudo será normalizado e não comprometerá a qualidade do atendimento”, disse Silvio Daniel, sem dizer há quanto tempo o imóvel não era fiscalizado.  

 

O coordenador da Defesa Civil de Barra Mansa, Sergio Mendes, o Serginho Bombeiro, revelou que a situação se agravou com as fortes chuvas. “Durante a realização da vistoria foi constatado que havia risco para os funcionários e os usuários dos serviços. Não podemos ser omissos e tivemos que tomar a decisão de interditar o imóvel”, disse.  

 

Na avaliação do coordenador da Vigilância Sanitária, Evaldo Ribeiro Soares, o local não tem condições de funcionamento, devido ao mofo, infiltrações e vazamentos, situação que colocava em risco o manuseio de medicamentos e a possibilidade até mesmo de infecções. “As condições do prédio colocavam em risco a saúde das pessoas com possibilidade real de infecções e transmissão de doenças provocadas por inúmeros fatores, mas, principalmente, o mofo”, – disse o coordenador da Vigilância, ressaltando que os equipamentos do Laboratório Municipal foram atingidos.

 

Além da Defesa e Civil e Vigilância sanitária, técnicos da secretaria de Planejamento Urbano também estiveram no prédio do Cremeb e confirmaram a necessidade de interdição para realização de obras.  

 

Comunistas

No release enviado aos jornais, a assessoria de imprensa do prefeito Rodrigo Drable lembrou que em maio de 2015 o ex-prefeito Jonas Marins (PCdoB) chegou a anunciar a reforma geral do Cremeb. Na época, foi anunciado que a unidade abrigaria a policlínica do Centro. Orçada em R$ 690 mil, a primeira grande obra do Cremeb desde a sua inauguração na década de 1960, nunca saiu do papel. Só não disse o que o atual governo fez na unidade durante todo o ano de 2017.

Veja para onde foram transferidos os serviços do Cremeb

Exames Laboratoriais: Hospital da Mulher
Atenção Básica: Curativos em geral – Todos os dias – CEM (Centro de Especialidades Médicas – Rua Luiz Ponce – ao lado da UPA)
Atendimento do Dr. Gilberto Soutelo: Às sextas-feiras – CEM (Centro de Especialidades Médicas – Rua Luiz Ponce – ao lado da UPA)
Paism (Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher, Criança e Adolescente) – Secretaria de Saúde – Rua Pinto Ribeiro, n° 65, Centro.
Programa de Saúde do Homem – Secretaria de Saúde – Rua Pinto Ribeiro, n° 65, Centro.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.