Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 16 de Julho de 2019
0
Publicado em 14/05/19, às 09:45

Bate-Bola Sergio Luiz

Varandão da saudade

Aí está o time do Rodoviário A.C., bi-campeão da LDVR – Liga de Desportos de Volta Redonda, em 1955. A foto pertence ao acervo do saudoso Walter Andrade.

Em pé da esquerda para a direita: Pé de Lata, Marinho, Zezé, Walter, Sucuri e Lula. Agachados: Telmo, Alcino, Loló, Niraldo e Tarzan.

Aos trancos e barrancos
O Voltaço voltou a jogar mal e, mesmo assim, conseguiu um bom resultado ao empatar por 1 a 1 com o Boa Esporte, em Varginha. Entendo que o importante é pontuar, dentro e fora de casa, mesmo sem convencer. Mas até quando? Na segunda colocação do seu grupo, com 4 pontos, dois atrás do líder Paysandu, o tricolor de aço fará dois jogos seguidos em casa. Hoje, sábado, 11, às 16 horas, contra o Tombense, e no dia 19, domingo, às 18 horas, contra o Paysandu. Serão duas excelentes oportunidades para faturar seis pontos e assumir a liderança da competição. Só que para isso, o Volta Redonda terá que melhorar muito o seu desempenho em campo. Outro detalhe importante é que o torcedor deve comparecer ao estádio. Na estreia, só uns 700 torcedores viram a vitória de 3 a 0 sobre o Atlético (AC). Quem viver verá! As rádios Comércio Web, equipe seleção do rádio Web e Destaque Popular online, vão transmitir os jogos.

Profissão Repórter
Conforme a coluna adiantou, a TV Globo apresentou na quarta, 8, uma reportagem sobre as condições em que vivem os meninos das divisões de base dos times profissionais do Rio de Janeiro etc. O ruim é que várias denúncias foram veiculadas contra o Voltaço, feitas por pais de alguns atletas. Afirmaram, entre outras, que são eles que sustentam os filhos no clube. São os “paitrocinadores”. Pagam uniformes e a alimentação dos futuros craques e são obrigados a bancar as despesas de água, lanche, gasolina e pedágio quando o time joga fora da cidade do aço.
Outra denúncia grave foi a de uma ex-funcionária, não identificada, que seria responsável pelo registro dos atletas. Ela disse que era orientada a colocar na documentação entregue à Federação que os meninos recebiam salários. Pura lorota. Têm contrato, mas não recebem nada, nem vale-transporte.
A diretoria do Voltaço, em nota, garantiu que estaria oferecendo para os jogadores da base a mesma estrutura do profissional, incluindo serviços de fisioterapeuta, equipamentos e medicação. E justificou a ‘ajuda dos pais’ por ser um clube de menor investimento. Tem mais. Afirmou que por ainda não ter o certificado de formador da CBF não poderia celebrar contratos com amadores. Que faz ‘contrato de profissional’ com os atletas que se destacam. E jura que paga os salários em dia da garotada.

Luxemburgo
Quem esteve de passagem conhecendo o CT João Havelange, em Pinheiral, foi o novo técnico do Vasco, Wanderley Luxemburgo. Aproveitou para conversar com Guto Nader e com o treinador do Barra Mansa, o ex-lateral Maurinho, do Flamengo. Será que dessa cartola sai alguma surpresa?

História
Essa é de Jonilson, o leão do Voltaço. Conta que dois jogadores do Volta Redonda conversavam sobre a morte do Papa João Paulo II. Papo vai papo, papo vem, um deles mandou: “O enterro do Papa será no Roma I ou Roma II?”. Eita! Aproveito o gancho e conto uma do ex-jogador Betinho. Segundo ele, antes de uma partida do infantil do Voltaço em Vargem Alegre, o árbitro chamou a garotada e disse: “Vamos ‘ouvir’ um minuto de silêncio pela morte do Papa. Mas, como vocês são pequenos, vamos fazer só 20 segundos de silêncio, ok?”. É mole?

Reforços
O Voltaço apre-sentou mais dois refor-ços: o lateral esquerdo Acácio, 21 anos, vindo do Bragantino (SP), e o volante Wallisson, 21 anos, que veio do Democrata (MG).

Barra Mansa
Como o aQui noticiou, Guto Nader já assumiu o cargo de gestor do futebol do Barra Mansa. Que Ele o ajude!

Bola fora
Para a participação, negativa, do Voltaço no ‘Profissão Repórter’, da TV Globo. Pegou mal, muito mal. Cabe à diretoria explicar tudo tim-tim por tim-tim.

Bola dentro
Para os jogos históricos de Fluminense e Grêmio (5 a 4) e de Liverpool e Barcelona (4 a 0, com Messi & Cia, em campo). São jogos como esses que os torcedores gostam de ver. Eu também!

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.