Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
0
Publicado em 03/09/18, às 08:50

Bate bola – Sergio Luiz

ERRATA: Na edição passada publicamos uma foto da seleção de futsal de Volta Redonda. Foi uma homenagem póstuma ao saudoso Aírton Lécio do Prado, falecido na verdade, no dia 1º de dezembro de 2015, que repetimos na ocasião.

Varandão da saudade

Olha aí a seleção de Volta Redonda em 1972. A foto pertence ao acervo do José Osmar da Vila. 

Screenshot_4

Em pé da esquerda para a direita: Wilson (roupeiro), Valdir (supervisor), Marquinhos Tinhorão, Carlos Magrelo, Goiaba, Wilson,Gugu, Milton Brucutu e Silvério (técnico). Agachados: Lino (massagista), Cleber, Curi, Caetano, Caraíba e Pé de Ouro.

Morrendo de inveja

O torcedor do Voltaço conhece bem os times do Operário (PR), Botafogo e Bragantino (SP), e do Cuiabá (MT), adversários do Volta Redonda no grupo B da série C do Brasileirão, e que estarão decidindo o título do torneio a partir deste final de semana.  O Bragantino pega o Operário, em Bragança Paulista, e Cuiabá encara o Botafogo, na Arena Pantanal. Os jogos de volta serão nos dias 8 e 9 e os dois vencedores disputarão o título, em uma final que promete.

Mas, independentemente de quem for o campeão, as quatro equipes estarão na série B do futebol brasileiro em 2019. Mostra que, enquanto os adversários alcançavam seus objetivos, o time da cidade do aço passou o torneio fugindo do rebaixamento e só não caiu graças a uma goleada sofrida pelo seu arqui-rival Tupi, de Juiz de Fora.

O torcedor não se conforma é porque são equipes de menor expressão, sem a estrutura que o tricolor de aço tem a oferece aos seus jogadores. Alguns deles sequer disputam a primeira divisão dos seus estados, e o Voltaço, só pra relembrar, já chegou a ser a quinta força do futebol carioca. A situação exige uma mudança radical que possa levar o clube de volta ao seu lugar. E que seja já. Ou em 2019 estaremos morrendo de inveja mais uma vez. Tenho dito!

Procuração

Na edição passada, procurados por pais, alertamos o departamento jurídico do Voltaço que um integrante das divisões de base estaria forçando jogadores, que tinham sido convidados a treinar em grandes clubes, a assinarem uma procuração dando-lhe poderes para tudo. O vice do jurídico, Flávio Horta Junior, em contato com a coluna, prometeu agir caso alguém lhe procure ou mesmo apresente uma das procurações. “Podem me procurar ou encaminhar, anonimamente, essa tal “procuração”, que eu vou pessoalmente à delegacia denunciar o caso”, prometeu.

Flávio Horta disse ainda que o Volta Redonda não deve a ninguém e que não fez ‘acordos” cedendo direitos federativos a quem quer que seja, até porque os direitos “federativos” de um atleta não podem pertencer a empresários.

O dirigente foi além. Lembrou que caso os pais estejam falando de ‘direitos econômicos dos atletas e não os federativos’, a situação é bem diferente. “Pela primeira vez na história, colocamos, no balanço do clube, o percentual dos direitos econômicos de todos os nossos atletas. Lá todos poderão observar que todos os atletas da base pertencem 100% ao clube”, disse para logo acrescentar. “Isso resguarda a administração”, crê. 

Eleições

Como as eleições do Voltaço estão marcadas para novembro, fica a sugestão: por que não antecipar o pleito para setembro ou mesmo outubro? Entre os motivos para se tomar essa decisão, um se destaca: a demora pode ser ruim para o clube. Afinal, a atual diretoria não pode planejar nada, pois não sabe se vai continuar. Pior. Se não houver a antecipação, os eleitos terão pouco tempo para montar um bom time para o estadual de 2019. Quem encara?

Barra Mansa

Joga na segunda, 3, às 15 horas, contra o Futuro Bem Próximo, no Marrentão, em Duque de Caxias. O Leão ocupa a 4ª posição do seu grupo com 6 pontos. No domingo, 9, às 15 horas, joga no Raulino contra o Araruama.

História

Aproveitando a fase do Botafogo, vou contar uma do lendário Carlito Rocha, da década de 50. O poderoso Botafogo perdia para o Olaria por 3 a 1, em pleno General Severiano, e o supersticioso dirigente não encontrava uma explicação para a derrota. Lembrou-se então que costumava manter, na sua sala, as cortinas amarradas com um nó. Imediatamente mandou que seu assessor para assuntos de mandinga, chamado Aloísio, corresse até lá e amarrasse as cortinas. Voando baixo, o mensageiro cumpriu sua missão. Quando retornou. o jogo já estava 3 a 3. E tentou explicar a Carlito Rocha que as cortinas tinham sido desamarradas por um empregado novo que não sabia da mandinga. Não chegou a concluir a frase, pois Carlito logo o interrompeu: “Isso não importa mais. Com elas amarradas, vamos virar o jogo”, disse. Coincidência ou não, o Botafogo marcou o quarto gol no minuto final, vencendo por 4 a 3. Coisas do mundo da bola.

Seletiva

A fase preliminar, que vem sendo realizada há dois anos entre os clubes rebaixados e os que ascenderam à primeira divisão, pode não acontecer para o estadual de 2019. É que o presidente do Goitacás, Dartagnan Fernandes, quer acabar com ela. Depende apenas do apoio do Bangu e do Volta Redonda. “Esta tal fase é uma aberração, pois as duas equipes que deveriam subir automaticamente não sobem. Precisam disputar jogos dessa seletiva, correndo risco de ficarem de fora”, argumenta. Ele tem razão. O Voltaço, por exemplo, escapou de boa.  Só ficou de fora da seletiva devido à lambança do Macaé, que foi rebaixado em seu lugar.

Bola fora

Para a pancadaria entre torcedores e PMs no jogo do Santos contra o Independiente, no Pacaembu. Cenas lamentáveis que não condizem com o esporte bretão. Lamentável! 

Bola dentro

Para a II Copa Voltaço 2018 – Sub 13 e Sub 14 – que será realizada em Volta Redonda, Pinheiral, Barra do Piraí e Barra Mansa reunindo 18 clubes. O Voltaço está na chave com Flamengo, Paraná Clube e Barra da Tijuca. O Barra Mansa está na chave de Corinthians, Fluminense, Núcleo Voltaço Valença e Atlético-PR. Futuros craques estarão em campo.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.