Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Segunda-Feira, 23 de Julho de 2018
0
Publicado em 09/07/18, às 08:35

Bate bola – Sergio Luiz

Varandão da saudade

Essa é para matar a saudade dos torcedores do Voltaço. É a foto do primeiro time montado na história do Volta Redonda, em 1976. É do acervo do Zé Maria.

Screenshot_1

Em pé, da esquerda para a direita: Aloisio, Paulão, Fred, Fernandão, Zé Maria e Waldir. Agachados: Jorge Cuíca, Paulo Roberto Brasinha, Acelino, Ademir Socadinho e Paulo César Espanta Neném, Chico (Massagista). 

 

Herança maldita

O empate (2 a 2) com o Ypiranga no final de semana poderia ser um bom resultado para o Voltaço, afinal, jogando contra um concorrente direto e na casa do adversário, o ponto ganho poderia ser um ‘achado’. Mas não foi. Motivo: o Volta Redonda vem de uma série de derrotas, dentro e fora de casa, e vencia o jogo, de virada, por 2 a 1, cedendo o empate, como sempre, no final da partida. A vitória daria mais fôlego ao time para brigar pela permanência na série C. A propósito, tomar gol no final da partida tem sido uma constante, o que mostra que a condição física dos jogadores anda deixando a desejar. 

Com o resultado, o Volta Redonda continua na penúltima colocação, com 10 pontos. Está à frente do Joinvile só pelo saldo de gols e os dois caminham, de braços dados, para o rebaixamento. Isso não quer dizer que o Voltaço não tem chances de fugir da degola. Tem sim. E a reação pode começar hoje, sábado, 7, às 18 horas, quando enfrenta o líder do grupo B, o Botafogo-SP, no Raulino de Oliveira. Um tremendo fio desencapado.

Fica o convite ao torcedor para que compareça e incentive o time. Afinal, a permanência na série C interessa mais ao torcedor, pois jogadores, comissão técnica e diretoria não estarão nem aí (e nem em Volta Redonda) caso o time seja rebaixado. Pegarão seus violões e irão tranquilamente tocar em outro lugar, deixando a torcida “com uma herança maldita nas mãos”. Tenho dito!

Rendendo

O rebu que deu na última reunião do Conselho Deliberativo do Voltaço foi parar na Delegacia de Polícia. Segundo uma fonte, que pede que seu nome não seja revelado, o ex-presidente Rogério Loureiro entrou com uma queixa crime, por ofensas morais, na 90ª DP de Barra Mansa, contra o também ex-presidente Mauricio Monteiro, o Porreca.  Os dois trocaram insultos, palavrões e acusações, entre outras. Na terça, 3, os dois foram chamados a depor. Isso só envergonha o clube. Quando todos deveriam estar lado a lado para ajudar o Voltaço, conselheiros natos se digladiam fora de campo e dividem apenas sopapos e palavrões. Uma lástima.

 

Samuca

O prefeito Samuca Silva foi procurado por um grupo de torcedores e conselheiros do Voltaço que querem a ajuda do Palácio 17 de Julho para escolher um nome de consenso para se lançar candidato a presidente do clube. Novos encontros serão realizados. Por outro lado, o vice jurídico e de futebol da atual diretoria, Flávio Horta Júnior, também anda se reunindo com conselheiros em busca de apoio.

Se Samuca aceitar o pedido de apoio, mais uma vez a política vai predominar no comando do Voltaço, pois aí teremos o ex-prefeito Neto de um lado, apoiando os Hortas, contra Samuca e Rogério Loureiro do outro. Fica o lembrete: em briga de cachorro grande… 

 

História

Essa quem contou foi o ex-jogador e deputado federal Deley de Oliveira. Foi no jogo entre Brasília x 17 de Julho, dois times que existiam na década de 60 em Volta Redonda. O time do Brasília tinha um ‘craque’ chamado Milton Marmita, dono de uma habilidade invejável com a bola nos pés. Só que o adversário tinha um marcador implacável. Numa jogada, Marmita deu um balão no seu marcador e quando este virou, deu-lhe uma caneta, apanhando a bola do outro lado. Abusado, sentou sobre a bola e aguardou a reação do adversário, que não conversou: saiu correndo atrás do malabarista. Este, por sua vez, deu duas voltas em torno do campo até chegar perto da turma do “deixa disso”. É mole?

 

Adversários

Além do jogo de hoje, sábado, no Raulino, o Voltaço terá a seguinte sequência de jogos: Dia 14/7 – Luverdense, 16 horas no Raulino; 21/7 – 16 horas, contra o Bragantino, em Bragança Paulista; 28 ou 29/7 – contra o Tombense, no Raulino; dia 4 ou 5/8 – contra o Tupi em Juiz de Fora e, finalmente, dia 12/8 – contra o Joinville, na cidade do aço.

 

Master 50/40

O time do São Luiz sagrou-se campeão do Master 50 de Futebol promovido pela LDVR, ao derrotar o Novo Mundo por 3 a 0. Já o Master 40 tem programado para hoje os seguintes jogos: São Geraldo x Monte Castelo; Eldorado x Asa Negra; e São Carlos x Amigos Derlan.

 

Barra Mansa

 O Leão manteve a liderança do grupo B da terceira divisão estadual ao empatar com o Pérola Negra em 0 a 0.  Soma sete pontos, mesma pontuação do Sete de Abril, Campos e Rio São Paulo, porém tem o melhor saldo de gols. Joga amanhã, domingo, 8, às 15 horas, contra o Campos, no Raulino.

 

Bola dentro

Para a qualidade dos jogos da Copa do Mundo. Podem ser ruins de técnica, mas são ricos em emoção. Haja coração. Tá valendo!  

 

Bola fora

Para os ex-dirigentes do Volta Redonda, que estão dando um ‘péssimo exemplo’ de convivência e, para piorar, como se deve fazer para afundar um clube. A baixaria entre eles reflete em campo e nos jogadores.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.