Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quinta-Feira, 21 de Junho de 2018
0
Publicado em 04/06/18, às 09:21

Bate bola – Sergio Luiz

Olha a rapaziada do time de waterpolo do Recreio do Trabalhador que, representando Volta Redonda, conquistou o I Campeonato Fluminense da modalidade em 1955. Pertence ao acervo do José Vicente.

aqui-esporte

Em pé da esquerda para a direita: Zé Vicente (técnico), Joel Stocco, Nandi, Waldemar, Dr. Pareto (presidente da Federação Fluminense de Desportos) e Benevenuto dos Santos Neto (presidente da LDVR). Agachados: Aprígio, Horácio, Arnoud e Walter Delunardo.

 

Ousar é preciso

O Voltaço é o mesmo de sempre. Ganha em casa, perde fora. A última derrota foi para o Tombense, por 1 a 0, lá no interior mineiro e, mantendo a média, vai ter que brigar muito para não cair para a série D. Parece não saber jogar no campo do adversário. Tem mais. As mudanças constantes determinadas pelo treinador, em função de contusões e suspensões, não justificam o esquema adotado, que é o de jogar fechado, saindo em contra-ataques.

 

Fica evidente que falta mais audácia a todos – técnico, jogadores e dirigentes. Afinal, o elenco é nivelado e, portanto, quem entrar em campo tem que estar em condições de cumprir o papel exigido pelo técnico. Quem não arrisca não petisca, diz o velho ditado, e o Volta Redonda prefere não arriscar. Entra em campo pensando, primeiro, em não tomar gols e, quem sabe, fazer unzinho. Esta filosofia covarde não tem dado certo e o time tem tomado gols no final da partida. E não foi diferente contra o Tombense, quando, depois de resistir bravamente, levou o gol nos descontos.      

 

A derrota para o Tombense jogou o tricolor de aço para a 8ª posição do grupo B, com nove pontos, distante quatro pontos do líder Cuiabá, com 13. Joga hoje, sábado, 2, contra o Tupi-JF, às 16 horas, no Raulino de Oliveira. Se for o mesmo de sempre, deve vencer. Quem viver verá!

 

Adversários

Depois do Tupi, o Voltaço vai enfrentar o Joinville, na segunda, 11, às 21h15min, na Arena Joinville, com transmissão pela TV Interativa.

 

Classificação

O Cuiabá lidera o grupo B com 13 pontos, seguido do Operário-PR, com 13. O Voltaço ocupa a oitava posição com 9 pontos.

História

Jogavam os aspirantes de Granjense e Guarani, ambos da segunda divisão da minha Além Paraíba (MG) e, em uma disputa de bola, um “veloz” ponta esquerda, conhecido por Helinho Papa Léguas, levou uma bolada no “saco”, indo a nocaute. Jaime Sebinho, improvisado de massagista, ao ver onde era a contusão, não conversou: pegou um vidro de mercúrio cromo e despejou em cima do atleta, decretando: “Agora você passa a mão e espalha, porque eu não vou sujar as minhas não, se vira!”. E voltou para o banco de reservas. Moral da história: macaco velho não põe a mão em cumbuca.

Conselho

Devido à greve dos caminhoneiros, o presidente do Conselho Deliberativo do Voltaço, Wilton Arbex, adiou a reunião do CD, que estava marcada para o dia 28. A nova data ainda não foi definida. Na pauta estaria a definição de qual empresa independente seria contratada para promover uma auditoria nas contas da atual diretoria, aprovada pelo próprio Conselho a pedido do ex-presidente Rogério Loureiro. Vice do jurídico e do futebol, Flávio Horta Junior esteve presente e mostrou o ‘resultado’ da auditoria feita pelos técnicos da Federação Carioca. Como era de se esperar, com superávit de mais de R$ 1 milhão, que teriam sido utilizados para quitar débitos… 

Barra Mansa

Depois do adiamento da primeira da rodada, por conta da greve dos caminhoneiros, finalmente a bola vai rolar na série B2 estadual. O Leão estreia amanhã, domingo, 27, às 15 horas, no Raulino de Oliveira, contra o Juventus.  No dia 10, domingo, às 15 horas, o Barra Mansa pega o 7 de Julho, no estádio Giulite Coutinho. Na terceira rodada, com mando de campo, o Leão joga contra o Bela Vista, domingo, 24, às 15 horas em local a ser definido. Aliás, fica o registro da triste sina que tocou o Leão. Está na terceira divisão, sem campo e quase sem time. Sem contar que está ‘duro de morrer’. Lamentável!

Bola fora

Para o time do Vasco, que virou saco de pancadas do Bahia. Três jogos, três derrotas, todas por 3 a 0. Sua numerosa torcida não merece passar por isso.

Bola dentro

Para a nossa seleção, que viajou em busca de mais um título mundial. Vamos com o que temos de melhor. Boa sorte a Tite e aos seus pupilos. Tá valendo!

 

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.