Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Sábado, 25 de Novembro de 2017
0
Publicado em 07/11/17, às 10:07

Bate bola – Sergio Luiz

Olha aí a seleção da LDVR – Liga de Desportos de Volta Redonda em 1961.
A foto foi tirada no Raulino de Oliveira e pertence ao acervo do Cid.

esporte

Em pé da esquerda para a direita: Raul, Eli, Romero, Marreta, Cid e Murtha. Agachados: Coração, Neném, Alan,Waltinho Maleco e Loló.

Prata de casa é de casa; não custa nada

O Volta Redonda continua correndo atrás de reforços para o Carioca de 2018, que começa no dia 17 ou 18 de janeiro. Isso sem contar que já renovou os contratos de alguns atletas. Pena que os mais importantes estão deixando o Voltaço. É o caso do zagueiro Luan e do atacante David Batista, que receberam propostas melhores e se mandaram. Detalhe: a diferença entre o que eles queriam e o que clube oferecia era pequena. Mostra que os dirigentes não vão fazer grandes investimentos para o estadual e que não pretendem dar aumento a ninguém. Fica a pergunta: será que vão encontrar jogadores no mesmo nível dos dois? Acho que não.

O que mais incomoda é que os jogadores da base estão sendo emprestados, sem ter a devida oportunidade de treinar no time titular. Disse treinar! Jogar, então, jamais. É o caso do volante Diego Alves, 25, que teve o contrato renovado e foi emprestado ao América para disputar a seletiva do Estadual. Seria um jogador interessante como reserva imediato do volante Marcelo.

A impressão que se tem é que isso acontece porque é preciso abrir espaços para a chegada dos ‘craques de empresários’. Entendo que a diretoria deveria dar oportunidades aos jogadores prata da casa. Como não acontece, os garotos vão embora à procura de clubes. Quando não abandonam a profissão. E aí o Voltaço fica a ver navios. Tenho dito!

 

Aposta

A GNT fez recentemente uma matéria com um garoto de Volta Redonda que, sem ter sido descoberto pelos olheiros do Voltaço, está no Flamengo, onde está sendo preparado para ser um novo Vinicius (craque do Menga que já foi vendido para o Real Madri). 

 

Copinha

O Voltaço vai disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior no período de 2 a 25 de janeiro. É a terceira vez que o tricolor de aço participa do torneio. Nas anteriores não fez nada de bom, nem passou da primeira fase. É importante participar, mas é preciso montar um time em condições de representar bem a cidade do aço, sem dar vexames. Caso contrário, mostra que o trabalho de base deixa a desejar.

 

Árbitro de Vídeo

A Alerj aprovou na terça, 31, o projeto de lei que obriga o uso do árbitro de vídeo nos jogos do Estadual. Os deputados aprovaram ainda que a CBF é quem terá que pagar a conta e não a Federação Carioca. É fazer saudação com o chapéu dos outros, né?

 

Barra Mansa

A diretoria do Barra Mansa insiste em resistir à pressão dos torcedores e conselheiros que querem a renúncia de todos os diretores, além do presidente do clube e ainda do Conselho Deliberativo. Osso duro de roer…

 

História

Na década de 80, o Voltaço contratou um jogador com características de ser viril, um autêntico cabeça de área, que não perdia a viagem. Certo dia, jogando contra um time da segunda divisão (não me lembro do nome), que tinha uma defesa que batia mais que bateria de escola de samba, numa bola dividida, o “vigoroso” craque tirou o pé. Indignado, o treinador Alfredo Gonzalez, com seu sotaque argentino, gritou: “Ô rapaz, é para dividir, pô!”. Nosso herói devolveu na lata: “Ei professor, quê isso? Eu vim aqui para somar e não dividir, pô!”. O pipoqueiro nunca mais foi escalado. É mole? 

 

Ônibus

Um passarinho me contou que o ônibus do Voltaço, cedido em comodato pela MAN (ex-Volks), teria que passar por uma vistoria de fábrica a cada dois anos. O que nunca teria acontecido, embora não esteja em boas condições de conservação. 

 

Bola dentro

Para o jogo entre Palmeiras e Cruzeiro. Há muito não se via uma partida emocionante, de boa qualidade técnica. Um espetáculo. Pena que o árbitro Heber Roberto Lopes tenha anulado o gol que daria a vitória ao Palmeiras. Ele errou!

 

 

Bola fora

Para o time do Palmeiras, que perdeu a oportunidade de encostar no Corinthians ao empatar com o Cruzeiro. Agora vai para o confronto direto com o Timão e terá que ficar torcendo para que o rival perca pontos nas próximas rodadas. Sem esquecer que ele terá que vencer tudo daqui em diante.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.