Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Sábado, 25 de Novembro de 2017
0
Publicado em 30/10/17, às 08:39

Bate bola – Sergio Luiz

A foto é do time do Som Superintendência de Oficinas Mecânica da CSN, tirada em 1983, no campo da fazenda Santa Cecília. Pertence ao acervo do Osvaldo Bondinho. Em pé da esquerda para a direita: Chamar, Dinamite, Apulam, Toninha Inambu, Madeira, Mico, Sorriso, Ivan e Gonzaga.

 aqui-esporte

Agachados : Lio Carepa, Amarelinho, Piroquinha, Rogério, Serginho Chaverinho, Bodinho e o técnico Darcio.

Varandão da saudade

A diretoria do Voltaço segue montando o time que vai disputar o estadual e as demais competições de 2018. Já renovou contrato de alguns dos principais jogadores e continua à procura de reforços. Mas, deixou claro: não vai fazer grandes investimentos para o Carioca, que começa em janeiro. Ou seja, a disputa da série C do brasileirão será prioritária.

 

Isso preocupa, pois o Voltaço, no campeonato deste ano, caiu do quinto para o sétimo lugar e, sem um bom time, pode descer ainda mais na tabela de classificação, o que poderá interferir na cota da TV para 2019. Sem contar que pode perder a vaga para a Copa do Brasil. Pior. Poderá conviver com o drama do rebaixamento, coisa que ninguém admite, mas que pode acontecer

.

Portanto, é importante que a direção do tricolor de aço, no seu último ano de mandato, reveja seus conceitos e decida investir para montar não um bom time. Tem que montar um grande time. Até porque a verba de R$ 4 milhões existe é para isso. Tem mais. Com um grande time, quando for estrear na série C não terá só ‘estrangeiros’ no elenco… 

 

Arena Caixa

O prefeito Samuca Silva anunciou a possibilidade de o Estádio da Cidadania se transformar em uma ‘Arena Caixa’. Pelo acordo que está sendo costurado, o bancão assume a manutenção do estádio municipal.

 

Proposta

Os dirigentes do Voltaço aguardam resposta do volante João Cleriston para encerrar as renovações dos contratos dos jogadores que pretende manter. O problema é que o craque quer incluir uma cláusula que lhe garanta, caso apareça algum clube, a liberação imediata, sem ônus para o interessado. Mui amigo, afinal, depois de colocá-lo na vitrine, o clube não vai ganhar nada, nadica de nada?  

 

Barra Mansa

Os diretores do Barra Mansa estão sofrendo pressão por parte de torcedores e conselheiros para que todos renunciem imediatamente. É que o bicho está pegando…

 

Imperador (II)

Apesar do comportamento de Adriano ser complicado, acho que a diretoria do Voltaço poderia analisar a possibilidade de contratá-lo para o estadual de 2018, nas mesmas condições, ou seja, contrato por produtividade. Quando nada, seria uma jogada de marketing, tal como aconteceu em 2005 com o artilheiro Túlio. O prefeito Samuca Silva se colocou à disposição para ajudar no projeto. A diferença é que Túlio Maravilha era um grande profissional. O que acham? Cartas para a redação.

 

Imperador (I)

O presidente do São Bento (SP), Fernando Martins da Costa Neto, descartou a contratação de Adriano Imperador, já aposentado. O time paulista ofereceu salários por produtividade e um espaço na camisa para que Adriano o vendesse para um patrocinador. Agora o presidente anuncia que vai tentar o meia Kaká, hoje no futebol americano. O cara é bom de marketing, né?

 

História

Tem um time de várzea no interior de Minas, que não é na minha Além Paraíba, que é tão ruim que a torcida colocou apelidos em todos os ‘craques’. O goleiro, por exemplo, virou ‘Mão de Boneca de Pano’ porque não segura nem bebê. Na lateral direita tem o ‘Caxumba’, porque quando desce é um perigo. O beque central é o ‘IML’, só vai no corpo do adversário. Já o quarto zagueiro, o ‘Sopa de Gesso’ ganhou o apelido porque é duro e não acompanha ninguém. O lateral esquerdo, vulgo ‘Cão castrado’, não cruza mais. O cabeça de área virou ‘Refrigerante’ porque é igual a garrafa pet de três litros, quando passa do meio perde o gás. Caçamba é o segundo volante por só jogar trás. O meia direita é o famoso ‘Jagunço’, aquele que mata, mas para os outros. Já o meia esquerda virou ‘Soldado de Guerra’: vai, mas não sabe se volta. Na ponta direita tem o ‘Vitamina C’, que não faz mal a ninguém. O centro avante é o ‘Tri atleta’, aquele que corre, pedala e nada… E na ponta esquerda surge o ‘Camisinha’, aquele que ninguém gosta, mas tem que colocar.

 

Bola fora

Para a eliminação do time sub17 do Brasil, ao perder para a Inglaterra por 3 a 1.  O time vinha fazendo uma campanha espetacular e caiu diante de um grande adversário. Lamentável!

 

Bola dentro

Para o árbitro paraguaio Mário Diaz, que apitou o Fla 1 x 0 Flu de quarta, 25. Mostrou aos juízes brasileiros como não cair no ‘chororô’ e ‘armações’ dos craques em campo.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.