Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 16 de Julho de 2019
0
Publicado em 24/06/19, às 09:04

Bate-Bola Sergio Luiz

Varandão da saudade

Este foi um dos melhores times do Voltaço, formado nas divisões de base do clube em 1983. Tempos de vacas magras, mas quando o Volta Redonda fazia craques em casa.

Em pé, da esquerda para a direita: Denimar, Denilson, Manu, Andinho, Roberto Denis, Ari, professor Waldir Bedê. Agachados: Dão Eduardo, Waltinho, Humberto e Darcy Cavalo. Mascote: Reinaldo Couri Filho.

O copo ainda não quebrou

Os pessimistas – os realistas, na verdade – estavam com a razão: o copo do Voltaço, que estava com água pelo meio, estava esvaziando. O time começou bem e, apesar de jogar mal, acabava vencendo ou empatando os jogos com seus adversários. Porém, logo caiu de produção. A começar pelo empate, em casa, com o Paysandu. Depois disso, as vitórias desapareceram e o time já está há cinco jogos sem vencer, em situação ruim na tabela de classificação, ocupando apenas a quinta colocação, com 9 pontos. Está fora do G4 e não está só: está ao lado do Ypiranga (RS), Tombense e Boa Esporte, que perdem para o tricolor de aço no saldo de gols.
O ruim é que todos eles estão crescendo na competição e o Voltaço está ladeira abaixo, o que faz acender o sinal de alerta, pois lá no finzinho já se avista a zona de rebaixamento. Mas, se a água está acabando, o copo ainda não quebrou. Amanhã, 23, domingo, às 16 no Raulino de Oliveira, o Voltaço encara o São José-RS, que ocupa a 3ª colocação. Jogo difícil. Se vencer, o Volta Redonda poderá voltar ao G4 e tentar iniciar uma nova arrancada em busca de uma vaga para a série B em 2020. Caso não vença, a situação vai se complicar ainda mais… Quem viver viverá!

Prestigiado

Depois de mais uma derrota, para o Juventude, na sexta 14, o trabalho do técnico Toninho Andrade começa a ser questionado por dirigentes e torcedores. Uma derrota para o São José, amanhã, poderá custar a cabeça do treinador.

Estranho
Como é que a renda da pelada entre Brasil e Bolívia chegou a quase R$ 23 milhões se o estádio não estava cheio? Durante a partida, os telões do Morumbi informaram que havia no estádio 46.342 pagantes e 47.260 presentes – cerca de 20 mil pessoas a menos do que a capacidade do estádio. Diante dos números apresentados, a média do preço do ingresso chegou a R$ 500,00. Aí, surge uma nova pergunta: como pode um ingresso custar tão caro? Aí tem!

Master 40/50
Continuam hoje, sábado, 22, os campeonatos de Masters 40 e 50 da LDVR, a Liga de Desportos de Volta Redonda. Master 40: Asa Negra x Arrozal, no Asa Negra; Retiro x Real BM, no Cipozão; Oriente x Coroados, em Pinheiral; Ponte Preta x Atlético Clube, no campo do Novo Mundo; e Siderlândia e Eldorado, no CT do Aero. Todos às 15 horas. Master 50: Siderlândia x Monte Castelo, no Campo 2 do CT do Aero; Tocantins x Novo Mundo, em Santa Rita do Zarur; Derepente x Retiro, em Pinheiral; FEA x Asa Negra, no Asa Negra; e Coroados x São Luis, no Água Limpa. Todos às 9 horas. O time da São Geraldo foi eliminado da competição por força de um WO diante do Arrozal. Todos os seus adversários terão computados os pontos, e o placar de 1 a 0.

História
Essa o ex-vereador e amigo, José Ivo, tirou da coluna do saudoso Nilton Santos, a Enciclopédia, publicada no Correio Brasiliense: dá conta que Genuíno, um centroavante que na década de 50 saiu do Madureira para o Vasco, andava tendo seguidas distensões, o que levou o médico de São Januário a mandá-lo a um dentista, desconfiado que algum foco estava prejudicando a sua recuperação. Já no dentista, ao ser informado que certamente seria obrigado a extrair alguns dentes, Genuíno não se fez de rogado: “É pra já, dotô! Não precisa nem de anestesia, não”. Meteu a mão na boca e, para surpresa do dentista, colocou em cima da mesa, uma reluzente dentadura. É mole?

Barra Mansa (I)
O Leão estreou na Copa Rio derrotado pelo Bonsucesso por 3 a 0, na tarde de quarta, 19, na Colônia. O jogo da volta será na próxima quarta, 26, em Teixeira de Castro. Vale lembrar que a Copa Rio dá direito ao campeão e ao vice de disputar a Copa do Brasil ou ocupar uma vaga na série D do Brasileirão de 2020.

Barra Mansa (II)
Vice-líder do estadual da terceira divisão, com 10 pontos, o Barra Mansa enfrenta amanhã, domingo, 23, às 15 horas, na Colônia, a equipe do Juventus. O Leão vem de um empate por 0 a 0 com o Mesquita, o que lhe custou a liderança do grupo para o Maricá, que soma 10 pontos e joga fora de casa contra o Santa Cruz.

Bola fora
Para a seleção brasileira, que ainda não convenceu na Copa América. Os jogadores estariam sem a menor vontade de jogar. Ou então estão querendo queimar Tite. Empatar em 0 a 0 com a fraca Venezuela foi dose. Uma senhora pelada e o time todo mereceu as vaias dos baianos. Estavam com preguiça até para cantar o Hino nacional. Ricos e sem tesão para o futebol, só querem é ficar na Europa. Se bobear, dançam precocemente da competição. Abre os olhos, Tite!

Bola dentro
Para as ‘meninas’ da seleção feminina de futebol que, ao contrário dos marmanjos, estão jogando com garra, disposição e tesão para superar suas limitações e honrar a camisa canarinho.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.