Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Sábado, 25 de Novembro de 2017
0
Publicado em 16/10/17, às 08:48

Bate bola – Sergio Luiz

Olha o timaço da A. A. Comercial, em 1955. A foto pertence ao acervo do Décio Amorim.

esporte

Em pé da esquerda para a direita: DPI, Fala-Fina, Bulau, Décio Amorim, Paraíso, Murtha, Martinelli e Macaé. Agachados: Bila, Zé Darci, Índio, Márcio, Cauper, Alcione e Guará.

Com dinheiro da TV 

O Voltaço receberá R$ 4 milhões da TV Globo, dinheiro proveniente da cota que a emissora repassa aos clubes pelo direito de transmissão dos jogos do Estadual de 2018. Boavista, Madureira e Nova Iguaçu também receberão o mesmo valor. Os clubes de menor investimento, como Bangu e Portuguesa, receberão R$ 2 milhões; Resende e Macaé um pouco menos, R$ 800 mil, e os quatro que vão disputar a seletiva – Goytacaz, América, Cabofriense e Bonsucesso – receberão só R$ 120 mil.

Pode parecer muito, mas não é, pois o custo para se montar um bom time é muito alto. E, mesmo com essa grana nos cofres, a diretoria do Volta Redonda terá que correr atrás de novos patrocinadores se quiser fazer bonito no torneio. Os dirigentes contam também com as rendas dos jogos, principalmente, contra os grandes quando o jogo for em Volta Redonda, pois o vencedor da partida leva 60%, fora as despesas. Vencendo um dos grandes, o Voltaço acaba tendo um retorno financeiro substancial. 

 

Raulino

O Conselho Arbitral definiu os locais onde serão realizados os clássicos do Estadual de 2018. Além do Engenhão e Maracanã, o Raulino de Oliveira também foi incluído. Também ficou definido que em todos os jogos os ingressos serão divididos em 50% para cada clube.

 

Racismo

O governador Luiz Fernando Pezão sancionou lei que prevê punições aos clubes de futebol por atos de racismo cometidos em seus estádios por torcedores ou membros do clube. As multas variam de R$ 155 a R$ 155 mil. A lei é só para os clubes? E os vândalos, quem vai puni-los?

 

Barra Mansa

O versátil Thiago Campbell, depois de passar por quase todos os cargos no Barra Mansa, deverá concorrer à presidência do clube. E deve ganhar apoio de um grupo de políticos e empresários. Uma boa.

 

Reforços     

A diretoria do Voltaço acertou a permanência do técnico Felipe Surian e renovou os contratos do goleiro Douglas, lateral Luiz Gustavo e volante Marcelo. A diretoria promete anunciar novos reforços nos próximos dias.

 

História

Certa vez montamos um time de futsal na família para disputar um torneio no Clube Paranhos, no Rio de Janeiro. No primeiro jogo, nosso goleiro não apareceu e tivemos que escalar um dos primos, o Zé Camargo, que usava óculos de fortíssimo grau, tipo fundo de garrafa. Pior: teve que jogar sem eles. Só que nosso herói fechou o gol. Detalhe: não fez uma defesa com as mãos. Ele abaixava, a bola batia na testa. Tentava pegar em cima e a redondinha estourava no peito. Enfim, vencemos a primeira por 2 a 0.  Classificados, fomos para o segundo jogo, e da mesma maneira, Camargo, mesmo não enxergando quase nada, salvava a pátria com defesas milagrosas. Fomos para a final contra um timaço da Marinha. Antes, nosso time se concentrou num boteco ao lado e toma-lhe chope. Foi quando chegou o goleiro “titular”. Imediatamente trocamos o goleiro e o pior aconteceu. Com dois minutos, o goleiraço já tinha tomado dois gols. Perdemos por 3 a 1. Isso confirmou que em time que está ganhando, mesmo sem um bom goleiro, não se mexe. É mole?

Bola fora

Para a seletiva que será disputada antes do Carioca de 2018. Por que incluir Goitacás e América nesse torneio se conquistaram o título e o vice-campeonato da segunda divisão? Lamentável!

Bola dentro

Para o técnico Tite, que pegou a seleção brasileira desacreditada após o fiasco de 2014 e encerrou a competição de forma invicta com dez vitórias e dois empates. Valeu, mestre!

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.