Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
0
Publicado em 02/10/17, às 08:57

Bate bola – Sergio Luiz

Nesta edição prestamos uma homenagem ao Barra Mansa F.C. que completou 108 anos de glórias ano dia 15 de novembro, publicando uma foto tirada nas décadas 50/60 de um dos seus melhores times da sua história. A foto pertence ao Marinheiro – O maior acervo  fotográfico do Barra Mansa FC. 

ESPORTE

Em pé da esquerda para a direita:Tiãozinho, Beto, Paladino, DPI, Sargento e Ditão. Agachados: Edir, Badú, Tuia, Lauro e Zé Darcy.

Missão cumprida!

Não há dúvidas que o Voltaço perdeu a sua sonhada classificação para a série B do Brasileirão já na primeira partida ao ser derrotado pelo Sampaio Correa, por 1 a 0, com um gol ao apagar das luzes. Se o time de Surian tivesse atuado em Volta Redonda da maneira como jogou em São Luis (MA), quando se impôs ao adversário, a história poderia ser outra. Mas, deu no que deu. O triste é que o Volta Redonda não conquistou a vaga por causa de um gol.

É fato também que faltou uma melhor condição física ao time durante o torneio e isso foi visível nos dois últimos jogos, os decisivos. A propósito, na série D, o Voltaço sobrava e decidiu a maioria dos seus jogos no segundo tempo, quando os jogadores voavam em campo.

Enfim, procurar culpados ou motivos para justificar a eliminação fica a cargo da diretoria. Entendo até que poderia ter sido melhor, mas reconheço que o primeiro objetivo traçado pelos dirigentes, que seria a manutenção do Voltaço na série C, foi conquistado. Fica a experiência. Agora é preparar o time para o estadual de 2018. Portanto, missão cumprida.

Renovação
A diretoria do Voltaço já pensa na renovação do contrato do treinador Felipe Surian, que teve um bom aproveitamento à frente do time. Afinal, o Voltaço fez um bom estadual, foi vice-campeão do torneio da Consolação da Taça Rio, e chegou à semifinal do torneio de Consolação da Taça Guanabara. A única vergonha mesmo foi ser eliminado da Copa Rio sofrendo uma histórica goleada para o Audax por 5 a 1. Na série C pelo menos se manteve. O ideal era chegar à série B, mas a C não é das piores.

De$$manche
O time do Voltaço já está curtindo as férias. Detalhe: a maioria dos jogadores não terá o contrato renovado e a diretoria pensa em formar um novo time, aproveitando alguns jogadores da base. Mas, antes que saiam gastando dinheiro à toa, fica o alerta: é preciso ser mais criterioso nas novas contratações. Chega de refugos. O Voltaço precisa é de reforços.

Recurso
Acredite se quiser. A diretoria do Barra Mansa teve o seu recurso contra o Carapebus rejeitado pelo procurador do Tribunal de Justiça da Federação. Simplesmente porque perdeu o prazo, que era de três dias após a última partida, para dar entrada no TJD. Agora o Leão vai depender de outros clubes que também recorreram para tentar permanecer na série B ou na segunda divisão do estadual. Caso contrário, terá mesmo que disputar a série B1 ou terceira divisão por ter sido rebaixado em campo.

Falecimento
Faleceu na terça, 26, aos 73 anos, o advogado, professor e ex-presidente do Barra Mansa e também ex-diretor do Voltaço Celso dos Prazeres. Morreu de complicações com o diabetes e seu corpo foi sepultado no Portal da Saudade. Lamentável!

Promovidos
Goitacás e América subiram para a primeira divisão do Campeonato Carioca. Vão disputar a primeira fase do Estadual, fase seletiva, para depois entrarem, caso consigam se classificar, no verdadeiro Cariocão, ao lado dos quatro grandes. As duas equipes decidem o título hoje, sábado, 30, em Campos. Na primeira partida na terça, 27, o Goitacás saiu na frente ao vencer o Mequinha por 1 a 0 e joga pelo empate.

Bola fora
Para as arbitragens do Campeonato Brasileiro. A cada jogo, uma polêmica. Vamos ver se o árbitro de vídeo, que a CBF pretende implantar, ajuda a melhorar o nível das arbitragens, até porque os erros irão continuar.

Bola dentro
Para os jogadores do Voltaço, que superaram vário s obstáculos (nos bastidores), mas conseguiram manter o clube na série C do Brasileirão. Claro que poderia ser melhor, mas convenhamos que, com o time que foi montado, o tricolor de aço foi longe demais. Valeu!

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.