Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
0
Publicado em 25/09/17, às 08:45

Bate bola – Sergio Luiz

A foto é do time principal de futsal do internato do Colégio São Joaquim, em 1964. Pertence ao acervo do deputado Tutuca, de Piraí.

esporte_cor

Em pé da esquerda para a direita: Claiton, Paulo Chinês, Pedro, Catatal. Sentados: Cintra, Costa, Vidal e Tutuca.

Varandão da Saudade

Foi decepcionante para os mais de 5.700 torcedores ver o time do Voltaço tomar um gol aos 46 minutos do segundo tempo e ainda por cima marcado por um baixinho de nome Zaquel. Ele, sem marcação, fez de cabeça o gol que deu ao Sampaio Correa a vitória na primeira partida do ‘mata mata’ entre as duas equipes pelas quartas de final da série C.

 

Não foi uma noite feliz para Felipe Surian, que perdeu o atacante Adriano contundido, ainda no primeiro tempo. Se não bastasse, errou na substituição, ao optar por colocar um lateral, Henrique, no lugar do atacante lesionado, posicionando-o como autêntico ponta. Henrique não foi bem e acabou substituído. Ou seja, Surian queimou a substituição e não conseguiu sair da arapuca armada pelo técnico do Sampaio Correa, acabando sendo derrotado.

 

Na partida deste sábado, 23, o Volta Redonda tem que vencer por um placar superior a dois gols. Pode ser 2 a 0, 3 a 1, etc. Se a partida terminar em 1 a 0, a decisão irá para os pênaltis. Um simples empate classifica o Sampaio Correa.  O que deve ser dito é que nem tudo está perdido. O Voltaço pode reverter a situação e surpreender a torcida maranhense, que promete lotar o estádio Castelão, em São Luis. Mas tem que jogar futebol com inteligência e disposição. Vamos lá, Voltaço, ainda dá. Quem viver verá!

 

Público

Os dirigentes do Sampaio Correa acreditam que o público para o jogo deste sábado, 23, às 16h30min, poderá passar da casa dos 25 mil torcedores. O Voltaço deverá ter o apoio dos torcedores do Moto Clube, arqui-rival do Sampaio Correa.

 

Hostil

O Voltaço deverá encontrar um ambiente bastante hostil em São Luiz. É uma pena, pois o time maranhense foi tratado com todo respeito e atenção em Volta Redonda. 

 

Negociado

O ex-atacante Donizete, o Pantera, em entrevista ao repórter Luiz Fernando, da Rádio do Comércio, informou que o volante Pablo, 18 anos, teve parte dos seus direitos federativos adquiridos pela sua empresa. O jogador já estaria até sendo negociado com um grande clube brasileiro. 

 

Estadual

O América está de volta à série A do Estadual. Derrotou o Audax por 2 a 0 e vai disputar o título da segunda divisão contra o Goitacás, que eliminou o rival Americano. As duas equipes ainda terão que disputar a primeira fase do Estadual de 2018, para então, caso se classifique, disputar a segunda e terceira fase do torneio, quando entram Vasco, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Voltaço e outros, que começa em janeiro de 2018.

 

História

O amigo Garcia conta que num campeonato de Várzea, em Jamapará, distrito de Sapucaia, que faz divisa com a minha Além Paraíba, o juiz da liga local deixou de marcar um pênalti escandaloso para o time visitante. Diante das reclamações, ele não conversou. Parou o jogo e disparou: “Vocês estão reclamando, né? Agora então o pênalti é lá”, disse apontando para a área dos reclamantes. É claro que não teve pênalti coisa nenhuma, pois o pau cantou “na casa de Noca”. O soprador de apito foi salvo pelo time da casa. É mole?

 

Bola fora

Para o técnico Felipe Surian, do Voltaço, que errou ao substituir um atacante contundido por um lateral na derrota para o Sampaio Correa. Levou um nó tático do técnico Francisco Diá e não conseguiu fazer o time jogar.

 

Bola dentro

Para a torcida do Voltaço, que atendeu ao chamado da imprensa e compareceu em número superior a 5.700 torcedores. Fez a sua parte, porém, saiu decepcionada com a derrota para o Sampaio Correa.  Mas nem tudo está perdido. Pensamento positivo para a decisão de hoje, sábado, 23, às 16h30min, jogo que será transmitido ao vivo pela TV Interativa. A Rádio do Comércio, AM 1450, também transmitirá. Tá valendo!

 

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.