Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
0
Publicado em 21/08/17, às 10:52

Bate bola – Sergio Luiz

Olha aí, que relíquia: é o time de futsal da 6ª série do Colégio João XXIII em 1971. Pertence ao acervo da Sueli Fuzzati.

aqui-esporte

Em pé da esquerda para a direita: Professor Irley Lobo (técnico), João, Tete e Macaé.
Agachados: Wiliam, Deley (deputado), Arlindo e Paulo Afonso.

Uma grande vitória 

Finalmente o Voltaço voltou a vencer. Bateu o Bragantino por 1 a 0, gol do artilheiro David Batista. Apesar do magro resultado, foi uma grande vitória. Foi importante para as pretensões de quem briga por uma vaga nas oitavas ou até mesmo se manter na série C no ano que vem. Foi um jogo difícil, com o time paulista jogando nos contra-ataques para tentar surpreender o Volta Redonda que, mesmo não apresentando um grande futebol, soube ter paciência para obter a vitória. 

O Voltaço soma 20 pontos e é o 6º colocado do grupo B, três pontos abaixo do líder São Bento (SP), seguido pelo Tupi com a mesma pontuação. Em 3º aparece o Ypiranga, o Botafogo-SP em 4º e o Joinville na 5ª posição, todos com 21 pontos. Ou seja, todos têm chances de subir e até mesmo descer. O Volta Redonda tem nos seus calcanhares o Tombense com 18 pontos e o Bragantino, com 15.

Amanhã, domingo, 20, o tricolor de Aço vai a Erexim pegar o Ypiranga (RS), às 15 horas, no Estádio Colosso da Lagoa. Depois fará dois jogos em casa: contra o Mogi Mirim e o Tupi, podendo obter a sua classificação ou carimbar sua permanência na série C. Uma coisa é certa, o Voltaço só depende dele. Quem viver verá!

 

Ajuda
A Federação Paulista vai ajudar o Mogi Mirim com R$350 mil, dinheiro suficiente para pagar um mês de salários dos jogadores. Bom para o Ypiranga que ganhou por W.O. e ruim para o Voltaço, o caso aind vai a julgamento.

 

Dedé
Afastado por tempo indetermi-nado, o zagueiro Dedé anda fazendo repouso absoluto e só se movimenta com a ajuda de muletas. É uma pena que as sessões de fisioterapia não tenham dado resultados. O último jogo que o jogador participou foi contra o Santos, dia 28 de maio, na Vila Belmiro. Usando as redes sociais, o mito agradeceu as mensagens que tem recebido dos torcedores do Cruzeiro e do Vasco. Dedé luta contra a contusão desde 2014.

 

Master
Prosseguem hoje, sábado, 19, os torneios de Master 50 e 40, promovidos pela LDVR. Jogos do Master 50, todos às 9 horas: Galera e Volta Grande no CT do Aero Clube; Novo Mundo e Tocantins na Sessenta; São Luiz e Coroados no São Luiz; e Asa Negra e Siderlândia no Santo Agostinho. Master 40: São Carlos e Flamengo da Vila Americana no CT do Aero; e Tocantins e Retiro na Água Limpa. Os dois às 15 horas.

 

Barra Mansa
A luta do Leão continua. Na quarta, 16, empatou em 1 a 1 com o Duque de Caxias, no Marrentão. O Barra Mansa está na 19ª na colocação e continua na zona de rebaixamento. Hoje, sábado, 19, pega o Artisul na Baixada. O Barra Mansa entrará com um recurso pedindo que o Caraoebus perca 15 pontos por ter utilizado um jogador irregular. Se conseguir o Leão sai da zona de rebaixamento.

 

História
Numa cidade do interior de Minas, que não era a minha Além Paraíba, havia um jogador cujo apelido era Zé do Efeito. Isso devido à sua maneira de chutar a bola. Certa vez, na decisão do campeonato local, quando o time do artilheiro perdia por 1 a 0 e só precisava de um empate para ser campeão, aos 45 minutos do segundo tempo o juiz marcou um pênalti a favor da equipe. A torcida, enlouquecida, começou a cantar “é campeão, é campeão”. Acreditavam que Zé do Efeito, cobrador oficial, marcaria o gol do título. Afinal, nunca perdera um pênalti. Autorizada a cobrança, o goleiro ficou parado no meio da meta e defendeu o pênalti com facilidade. Loucura nas arquibancadas, torcedores vaiavam e xingavam: “Zé do Efeito seu FDP, vendido, traidor, entre outros”. Zé, no alto de sua marra, calmamente acenava para a torcida, pedindo calma. E ficou observando o goleiro sendo aplaudido de pé pela sua torcida. Porém, algo inusitado aconteceu. Quando o goleirão quicou a bola para recoloca-la em jogo, a gorduchinha tomou um efeito violento e foi parar no fundo do gol. Loucura nas arquibancadas. Zé do Efeito foi de bandido a herói em poucos minutos. Foi carregado em triunfo pela galera. É mentira, Terta?

 

Bola dentro
Para os garotos dos times sub13 e sub14 do Voltaço que conquistaram, respectivamente, o vice e o título da série Prata do campeonato metropolitano do Rio de Janeiro. Agora vão disputar a série Ouro. Valeu garotada e comissão técnica.

 

Bola fora
Para a briga dos jogadores do sub 20 de Vasco e Flamengo, após a primeira partida valendo pelo título do estadual da categoria, vencida pelo time da Colina por 2 a 1. O pau cantou na casa de Noca, em Moça Bonita.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.