Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
0
Publicado em 12/06/17, às 08:50

Bate bola – Sergio Luiz

A foto é do time de voleibol do Clube Laranjal de 1955. Pertence ao acervo do Lula.

2017-06-09-PHOTO-00000138_cor

Em pé da esquerda para a direita: Tárcio Nunes, Luiz Henrique Vaz, José Roberto Branco, Newton Cotrim e Agri Thó. Agachados: Roberto Parreira, César Barros e Tomás Alms. 

Dever de casa

Mesmo não repetindo a boa atuação no jogo contra o Botafogo-SP, quando deu um show de bola, o Voltaço fez o dever de casa ao derrotar o Tombense no sábado, 3, no Raulino, por 2 a 0, gols de Pablo e Felipe Augusto. Com mais essa vitória, o tricolor de aço assumiu a liderança do grupo B da série C, com 9 pontos, seguido de Botafogo, Bragantino e São Bento, todos com 7; Ipiranga, Joinville e Tupi, com 5; Tombense e Macaé com 4 pontos e, na lanterna, o Mogi Mirim com apenas 1 ponto.

Hoje, sábado, 10, às 16 horas, o Volta Redonda enfrenta o Bragantino, em Bragança Paulista. Se vencer, pode disparar na liderança, mas até mesmo um empate será um bom resultado, levando-se em conta que o jogo é na casa do adversário. Para esta partida, o técnico Felipe Surian Não terá a volta do atacante Dija Baiano, que sentiu uma fisgada na coxa momentos antes da partida contra o Tombense. Baiano é peça importante e faz falta quando não joga.

 

História

Quando era diretor do Voltaço, Edson Corrêa, o Edinho Gordo, costumava dar umas incertas na concentração do time, principalmente, nas vésperas dos jogos. O atacante Chita, que gostava de bater uns pauzinhos, era daqueles que levavam para a concentração uma garrafa de vinho que ofereceria para a “Vovó Catarina” e duas latas de cerveja para São Jorge. E na manhã seguinte, Chita ficava injuriado, pois sempre encontrava tudo vazio. Foi aí que decidiu ficar de tocaia para saber que “santo” andava bebendo suas oferendas. Qual não foi sua surpresa quando, na calda da noite, viu dois vultos ao lado do santuário, bebendo o vinho e as cervejas. Acendeu as luzes e deu o flagrante. Eram o zagueiro Moita e o volante Isidoro. Chita logo apelou: “Isso é sacanagem, pô! A santa gosta, sô!”. Sem ter como explicar, Moita saiu-se com essa: “Ô Chita, a santa gosta é de reza, pô!”. É mole? 

 

Confusão

A situação financeira do Barra Mansa vai de mal a pior. Após o jogo contra o América, durante reunião acalorada, por pouco os jogadores e integrantes da comissão técnica e da diretoria não saíram no sopapo. Os craques, por exemplo, reclamam que viajam de micro-ônibus e também do atraso no pagamento dos salários. Em entrevista a um site esportivo, o vice de futebol, Ezequias de Oliveira, declarou que a reunião teria sido coisa corriqueira. Reclamou que os barramansenses não estão apoiando o time etc. E não deixou por menos: disse que a diretoria ou paga o estádio (quase R$ 7 mil por jogo) ou paga os salários dos jogadores. Uma coisa é certa: Oliveira descarta a possibilidade do Leão abandonar a competição. A verdade é que os dirigentes disseram que havia um grupo de empresários para gerir o futebol do Barra Mansa e até agora tudo não passou de bravata. Tá cheirando a m…

 

Adversários

Depois do jogo contra o Bragantino, o Voltaço vai enfrentar o Ipiranga (RS), no domingo, 18, às 16 horas, no Raulino de Oliveira.

 

Barra Mansa

Depois de obter sua primeira vitória no Estadual da segundona, sobre o Queimados, por 3 a 0, o Leão – ainda sem campo – perdeu na quarta, 7, para o América por 2 a 0.  O Barra Mansa ocupa a 6ª colocação, com 4 pontos, e joga contra o Sampaio Corrêa, hoje, sábado, 10. No estádio Nivaldo Pereira em Austin. Era para ser na Colônia Santo Antônio, porém, até o encerramento desta edição, o clube ainda não havia conseguido a liberação do seu estádio.

 

Bola fora

Para alguns dirigentes do Barra Mansa, que resolveram tirar satisfação com a imprensa – de maneira acintosa e ameaçadora – pelas críticas, merecidas, que foram feitas a respeito da situação do clube, que é caótica. Papelão! Façam o que é certo, e direito, se quiserem ser aplaudidos.

 

Bola dentro

Para o time sub 20 do Barra Mansa, que mesmo enfrentando dificuldades piores que o time principal, faz uma bela campanha. É o vice-líder do grupo A, com 9 pontos, três pontos atrás do Olaria, que está na ponta da tabela. Os garotos, para jogar, têm que viajar em vários carros e nem almoçam, ganhando apenas um lanche para entrar em campo. No final de semana, por exemplo, passaram por essa situação e acabaram derrotados pelo América, por 4 a 2. Perderam a invencibilidade, mas não perderam a moral. Valeu garotada!

 

 

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.