Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019
0
Publicado em 23/09/19, às 08:52

Bate-Bola Sergio Luiz

Varandão da saudade

Este é o time da S.E.Novo Mundo na década de 70, Acervo do Lau, Colaborou Dário Lavecchia.

Em pé, da esquerda para a direita: Getúlio, Idval, Antônio, Escovinha, Macarra, Ismael, Celsinho, Célio e Cezinha. Agachados: Nelsinho, Boró, Indio, Vasco, Neném Capeta, Estácio, Babá e e Chiquinho.

A mesma ladainha

Tenho ouvido várias reclamações de torcedores do Voltaço insatisfeitos com a atuação da diretoria do clube a respeito das contratações que estão sendo feitas para a temporada de 2020. Eles não deixam de ter suas razões. Afinal, os dirigentes dispensaram 22 jogadores e, quando todos pensavam que haveria uma reformulação total do elenco, eis que 12 deles deverão ter seus contratos renovados. Fora outros casos, como o da repatriação dos goleiros Vinicius e Avelino, além de Bruno Barra, Daniel Felipe, Luiz Paulo, Saulo Mineiro, Luan, Núbio Flávio, João Carlos e Douglas Borges, com contratos em vigor até 2020.
Alguns deles servem até para compor um elenco, porém a maioria não tem condições técnicas para vestir a camisa do Voltaço. E, pelo pique da remada, o torcedor vai continuar ‘p… da vida’ porque a promessa de corrigir os erros está indo para as cucuias. Pior. Mostra que os empresários continuam mandando e desmandando pelas bandas da cidade do aço.
Fica a sugestão de quem acompanha o Voltaço há 43 anos: façam como nos bons tempos, quando o tricolor de aço contratava jogadores que estouravam idade em grandes clubes e que não seriam aproveitados de imediato. Jovens querendo mostrar serviço. Eles poderiam se juntar aos garotos da base, os mesmos que são esquecidos em detrimento de jogadores rodados, queimados, velhos e sem tesão para jogar e defender o Volta Redonda. Tenho dito!

História
Valdir Sebinho era o “massagista” do time do Jamapará E.C, time de várzea de Sapucaia (RJ). Certa vez, um becão conhecido como Bené Foiçada deu uma entrada violenta no ponteiro direito Tira Gosto, do Influência F.C. Urrando de dor, Tira Gosto foi atendido por Sebinho, que depois de passar aquela pomada preta, chamada Iodex, que deixava a pele toda ensebada, mandou que batesse o pé no chão. Aí o bicho pegou, pois quando Tira Gosto bateu o pé no chão, o osso da tíbia apontou, fazendo uma fratura exposta. Nosso herói nunca mais voltou a jogar futebol. É mole?

Barra Mansa
O Leão não passou de um empate com o Rio-São Paulo (1×1) na tarde de quinta, 19, mesmo jogando em casa, e agora terá que vencer a partida de amanhã, domingo, 22, às 15 horas, no Estádio Los Lários, em Xerém. Não pode nem pensar em empatar se quiser disputar o título da série B2 (terceirona).

Chateado
Um passarinho me contou que o técnico Toninho Andrade dificilmente voltará a comandar o Volta Redonda em 2020. Apesar de ter feito um bom trabalho, o treinador teria saído chateado pela forma como foi dispensado.

Bola fora
Para o Internacional, que entregou o título da Copa do Brasil perdendo, em casa, para o Athlético Paranaense por 2 a 1.

Bola dentro
Para o time do Athlético, que conquistou o título da Copa do Brasil. Mostrou que não é só time de grama sintética. Parabéns!

 

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.