Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 23 de Abril de 2019
0
Publicado em 15/04/19, às 09:29

Bate-Bola Sergio Luiz

A foto pertence ao Alessandro (Fafá) e é de 1992, tendo sido tirada no antigo campo do Humaitá. É do extinto time do Laje o Laje, do Santo Agostinho, categoria Infantil, que se sagrou campeão da categoria em torneio da LDVR.

Em pé da esquerda para a direita: Marcelinho, Alessandro (Fafá), Lele, Bizu, Heldrin, Henrique e Luciano Porquinho (Técnico). Agachados: Sapo, Edinho, Willian, Pepeu, Marcinho e Rato.

Gato escaldado

Na sua luta para sobreviver, o Leão quase entregou o jogo, ou melhor, o seu time, para um empresário, representado pelo ex-jogador Gilberto, do Santos, que andou oferecendo mundos e fundos. Ou seriam fundos e mundos? Exemplo: mandaria uns 14 jogadores, todos, logicamente, com os passes administrados por sua empresa. Viriam por empréstimo para defender as cores do Barra Mansa na série B2 do Carioca.
O ‘acordo’ só não vingou, segundo uma fonte, porque o empresário teria feito exigências, que dificilmente o clube iria cumprir. Conforme a coluna adiantou, o ‘benfeitor’ queria o aluguel de uma casa para abrigar os 14 atletas, cinco refeições diárias para todos eles, e ainda comprovantes de que a luz e a água teriam sido pagos, mês a mês. Aí o bicho pegou. É que o Barra Mansa não tem condições de cumprir essas exigências por não ter dinheiro. Sendo assim, a negociação foi interrompida.
Esperto, o tal empresário, que deveria bancar todas as despesas, pulou fora. Queria utilizar o Leão e o nome do Barra Mansa, mas não concordava em gastar nem um real para levar seu plano adiante. Por outro lado, há quem garanta que um segundo empresário estaria disposto a assumir o futebol do Barra Mansa. O nome, por enquanto, está sendo mantido a sete chaves.
Na verdade, o Barra Mansa não tem outra saída a não ser entregar o clube a empresários. Seria um mal necessário se pensa em seguir vivo, desde que não entregue também a alma do Leão. Aí é demais. Tenho dito.

Reforço

A diretoria do Voltaço anunciou a contratação do atacante Saulo Mineiro, 21 anos, revelado pelo Uberlândia-MG e com passagens pelo América-MG, Tupi-MG e o CRAC-GO, de onde veio para Volta Redonda. Ainda é pouco para uma competição difícil como a série C do Brasileirão. O tricolor de aço estreia no sábado, 27, às 16 horas, no Raulino de Oliveira, contra o Acreano-AC.

WorkShop arbitragem História

A Liga de Desportos de Volta Redonda realizará no dia 18 de maio, às 9 horas, na sede da Aciap-VR, um workshop de arbitragem de futebol de campo, aberto ao público. O palestrante será o àrbitro da Federação Carioca, Marcelo de Lima Henrique. As inscrições podem ser feitas na secretaria da LDVR, das 9 às 12 horas e das 14 às 16h30min. Valor R$ 30,00.

Master 40/50

O presidente da LDVR, Dinho 66, está convocando todos os clubes interessados em disputar os campeonatos de Master 40 e 50 para uma reunião no próximo dia 24, às 19 horas, na sede da liga. Na pauta, a fórmula de disputa dos dois torneios.

Social

Um grupo de torcedores do Voltaço pensa em construir um local de lazer no terreno da sede do clube no São Lucas e teria conseguido autorização do presidente Flávio Horta. A ideia é construir um espaço para que sócios e torcedores possam passar horas batendo papo, principalmente de futebol, com churrasqueira, mesa de sinuca, totó etc. Detalhe: até telhas o grupo já conseguiu para cobrir o local. Quem quiser colaborar deve procurar os chefes de torcida do Voltaço. Boaaaa!

História

Jogador de futebol tem cada uma, né? Certa vez, um jogador do Voltaço passeava pelo Sider Shopping quando, de repente, um repórter de TV quis lhe entrevistar. “Estamos aqui com um cracão do Voltaço e vamos saber o que ele acha da “Eutanásia”. Apanhado de surpresa e sem saber o que seria eutanásia, o craque encheu o peito e devolveu: “Bem, ela era uma grande artista”. E emendou: “Por que ela morreu?”. Fala sério!

Bola fora
Para a CBF, que começa mal o Brasileirão de 2019 com a marcação do jogo de estreia do Voltaço contra o Acreano-AC, no Raulino, para as 10 horas. Sorte dos ‘inteligentes’ é que a diretoria do Volta Redonda pediu para que a partida fosse mudada para as 16 horas. São uns gênios!

Bola dentro
Para Flamengo e Vasco, que mais uma vez vão decidir um campeonato carioca. O primeiro jogo acontece amanhã, domingo, 13, às 16 horas, no Engenhão. O segundo será no dia 21, também domingo, às 16 horas, só que no Maracanã. Em caso de dois empates, a decisão será nos pênaltis. Valeu!

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.